Série D

Jacuipense vence em casa e conquista vaga inédita na Série C

Leão do Sisal bateu o Floresta-CE em Riachão do Jacuípe

21/07/2019 17h46
Por: Redação AEN
196
Equipe do Jacuipense comemora gol do acesso (Divulgação / EC Jacuipense)
Equipe do Jacuipense comemora gol do acesso (Divulgação / EC Jacuipense)

O Esporte Clube Jacuipense viveu neste domingo (21) o dia mais importante da sua história. A equipe de Riachão do Jacuípe, no Nordeste baiano, vai disputar pela primeira vez a Série C do Campeonato Brasileiro em 2020. A vaga inédita na terceira divisão nacional saiu após a vitória por 1x0 sobre o Floresta, do Ceará, no Estádio Eliel Martins, em Riachão. No jogo de ida das quartas de final da Série D, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, as equipes tinham empatado em 2x2.

O gol que garantiu o acesso aconteceu aos 29 minutos do segundo tempo com o garoto Popó. Ele havia entrado ainda no primeiro tempo na vaga do artilheiro Marcelo Nicácio, substituído com dor numa panturrilha. O Estádio Eliel Martins fez toda a diferença na campanha. O Jacuipense teve 100% de aproveitamento nas partidas em casa. Bateu ASA-AL, Vitória de Santo Antão-PE e Campinense-PB na primeira fase. Já no mata-mata o Leão venceu em Riachão o Central-PE, América-RN e o Floresta-CE.

Segundo o borderô divulgado pela organização da partida, 3 mil pessoas foram ao Eliel Martins, lotação máxima.  Já com o acesso garantido, a Série D continua para o Jacuipense. Nas semifinais a equipe baiana enfrentará Itabaiana-SE, Manaus-AM ou o vencedor do duelo Juazeirense e Brusque-SC.

O Leão do Sisal conta com jogadores experientes em seu elenco e conhecidos das torcidas de Bahia e Vitória. São eles o atacante Marcelo Nicácio e o meia Danilo Rios (que jogaram na dupla Ba-Vi) e o volante Uelliton, ex-rubro-negro. O Jacuipense foi fundado em 21 de abril de 1965. Os bons momentos, no entanto, só vieram a partir de 2011, quando o clube iniciou parceria com um grupo de empresários. Em 2012, conquistou o acesso à primeira divisão do Campeonato Baiano como vice-campeão da Segundona.

Este é o segundo acesso de um time baiano da Série D para a Série C. Em 2017 a Juazeirense foi a primeira equipe a alcançar tal feito ao bater o América-RN nas quartas de final.

Com um gramado bem prejudicado, Floresta e Jacuipense não criaram grandes chances de finalizações, e o jogo ficou concentrado no meio-campo. Tentando jogadas em velocidade pelas laterais, os dois times tentaram lançamentos longos, mas não levaram tanto perigo aos goleiros Carlão e Jordan. Marcelo Nicácio, atacante experiente da equipe baiana, sentiu muitas dores na panturrilha e precisou ser substituído. Popó entrou no lugar. Mesmo com o estádio lotado e apoiando o time da casa, o Leão do Sisal não conseguiu maiores chances. No fim do primeiro tempo, o Floresta esboçou finalizações com Eugênio e Matheus Bahia, mas sem grandes ameaças a Jordan.

Diferentemente do primeiro tempo, Floresta e Jacuipense chegaram para a segunda etapa tentando evitar ao máximo a disputa de pênaltis. Com Popó e Eudair, a Jacupa ameaçava o goleiro Carlão, enquanto que o Floresta incomodava Jordan com a velocidade de Eugênio e Matheus Bahia. Vice-artilheiro da competição, Paulo Vyctor pouco apareceu na partida. Aos 29 minutos, a zaga do Verdão se desorganizou, e Popó achou Eudair na direita sozinho e mandou para o fundo das redes de Carlão. A torcida, presente em bom número no Valfredão, viu o sonho do acesso cada vez mais perto. Após o gol, o Leão do Sisal tentou administrar a partida, enquanto que o Floresta apostava na velocidade dos atacantes para empatar o jogo. Mesmo com as alterações do técnico Raimundinho, o Verdão não conseguiu superar a bem postada zaga do adversário, e viu o sonho do acesso inédito ser adiado. Festa da Jacuipense, que espantou o frustração de 2014 e vai disputar pela primeira vez na história a Série C no ano que vem.

Em 2014, quando fazia a estreia em Campeonatos Brasileiros, a Jacuipense chegou a mesma fase de quartas de final, enfrentando o Confiança, mas acabou eliminada pelo time sergipano e viu o sonho do acesso ser adiado. Cinco anos depois, a equipe baiana pode, enfim, comemorar a subida para a Série C do Brasileirão após excelente campanha na primeira fase.

FICHA TÉCNICA

Jacuipense 1 x 0 Floresta

Série D – quartas de final (jogo de volta)

Data: 21/07/2019 (domingo)

Horário: 15h

Árbitro: Dewson Fernando Freitas (Fifa/PA)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Hélcio Araujo Neves (MG)

Cartões amarelos: Danilo Rios (Jacuipense); Paulo Vyctor e Alisson (Floresta)

Cartão vermelho: Alisson (Floresta).

 Jacuipense:  Jordan, Paulinho Souza (Daniel Alves), Matheus e Railon;  Uelliton, Thiago Lima, Caíque, Vitor e Danilo Rios (Eudair); Marcelo Nicácio (Popó) e Julhiam. Técnico: Jonilson Oliveira.

Floresta: Carlão; Danrley, Caça Rato, Everton (Zé Aquiraz) e Iago Barbosa; Zé Carlos, Paulo Vyctor e Matheus Bahia (Canga); Eugênio, Renê e Alisson. Técnico: Raimundinho.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
JacuipenseJacuipense - BA Esporte Clube Jacuipense é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Riachão do Jacuípe, no estado da Bahia. Suas cores são o grená e branco. Em 2012, o time retornou à Primeira Divisão do Campeonato Baiano de Futebol após 16 anos. Sua última participação na elite do Campeonato Baiano foi no ano de 1996. Atualmente, está na série D do Campeonato Brasileiro. Seu estádio é o Eliel Martins (apelidado de Valfredão), cuja capacidade é de 5.000 lugares.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas