Série D

Juazeirense é superado pelo Brusque e está eliminado da Série D

O Cancão entrou diferente, com Toni Galego e Balotelli nos lugares de Jeam e Nino, respectivamente

21/07/2019 18h04
Por: Redação AEN
199
Foto: Divulgação/Juazeirense
Foto: Divulgação/Juazeirense

Dessa vez não deu. Com a vantagem do empate para conseguir o acesso à Série C, o Cancão não se encontrou em campo na tarde deste domingo (21) e acabou goleado por 4x0 pelo Brusque, no estádio Augusto Bauer, pelo jogo de volta das quartas de final da Série D. 

Um jogo, de fato, para esquecer. O Cancão entrou diferente, com Toni Galego e Balotelli nos lugares de Jeam e Nino, respectivamente. Assim, a proposta de jogo estava clara: apostar no contra-ataque. Algo que não deu certo. Como já era de se esperar, o Brusque começou em cima e teve de cara uma chance com Fio. O Cancão devolveu o susto com ainda mais intensidade. Após uma raspada de cabeça de Toni, o zagueiro Yason bateu cabeça e a bola sobrou para Balotelli, que cara a cara com o goleiro, chutou pra fora.

Um gol que sem dúvidas fez muita falta. A partida seguia com o Brusque rondando a área do Cancão, mas sem criar outras chances de gol. Até o árbitro Marcelo de Lima Henrique enxergou mão na bola de Iran num lance dentro da área e anotou pênalti. Junior Pirambu foi pra bola e abriu o placar. E aos 38, o camisa nove catarinense novamente apareceu. Dessa vez após um cruzamento de Airton para testar de cabeça no canto e vencer mais uma vez o goleirão Gleisbon: 2x0.

Tendo que fazer pelo menos um gol para levar para os pênaltis, Maurílio tirou o Ewerton e voltou com Nino. A Juazeirense então passou a rondar mais o campo de ataque, mas acabou castigado no contra-ataque após o bloqueio de um chute de Clebson. O Brusque então aproveitou bem a zaga desmontada e num novo cruzamento de Airton, Fio cabeceou sem chances para Gleibson: 3x0. Emerson chegou perto de diminuir de falta, mas quem fez mais um foi o Brusque, com Jefferson Renan, aos 37. Fim de jogo, adiado o sonho do acesso. 

FICHA TÉCNICA

Estádio: Augusto Bauer – Brusque-SC

Brusque: Zé Carlos (Dida), Edilson, Yanson, Cleyton e Airton; Ruan, Thiago Alagoano, Fio (Thiago Henrique) e Romarinho;  Jefferson Renan e Junior Pirambu (Zé Mateus). Técnico: Waguinho Dias

Juazeirense: Gleibson, Rodriguinho, Emílio, Emersone Cesinha; Waguinho, Iran, Ewerton (Nino) e Clebson; Toni Galego (Jeam) e Gustavo Balotelli (Willian). Técnico: Maurílio Silva.

Cartão amarelo: Jeferson Renan, Thiago Henrique; Iran, Emílio e Willian Santos

Gols: Junior Pirambu, aos 27 e aos 38 do 1º/t; Fio, aos 17, e Jefferson Renan, aos 37 do 2º/t

Público: 4.296 

Renda: R$ 88.500,00

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Rodrigo Correa (RJ) e Carlos Henrique Filho (RJ)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
JuazeirenseJuazeirense - BA A Sociedade Desportiva Juazeirense foi fundada no ano de 2006 pelo Deputado Estadual (PDT) Roberto Carlos. Apaixonado por futebol, Roberto Carlos já havia sido presidente do Juazeiro Social Clube em duas oportunidades, até que resolveu dar vida ao Cancão de Fogo.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas