Série B

No dia do aniversário, Ponte vence o 194º dérbi e se aproxima do G4 e afunda Guarani

No dérbi de número 194 da história, quem se deu melhor foi a aniversariante do dia

11/08/2019 13h55
Por: Redação AEN
81
Foto:PontePress/ÁlvaroJr
Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta deu um belo presente de aniversário ao torcedor (e aos pais pontepretanos que comemoram hoje o seu dia): diante dos olhares de mais de 16 mil pontepretanos no Majestoso, a equipe do técnico Jorginho venceu o 194º dérbi campineiro por 1 a 0, com golaço de Matheus Vargas após bela jogada de Marquinhos, aos 32 do primeiro tempo,

Com o placar a Macaca venceu o segundo dérbi deste ano, mantendo uma invencibilidade que já vem desde 2012 em clássicos e de 2009 no Majestoso. O resultado coloca a Ponte a um ponto do G4: o time de Jorginho está na sétima posição com 23 pontos, um a menos que o quarto colocado Londrina (posição que pode ou não mudar com o jogo do Sport, às 16 horas de hoje contra o Criciúma).

Agora com uma performance positiva de dois jogos (um empate e a vitória do dérbi), a Macaca espera ampliar a sequência na noite da próxima quinta-feira (15), quando volta a campo às 21h30 contra o Figueirense na casa do adversário.

O jogo

A Ponte Preta já começou indo pra cima e antes do primeiro minuto Edson foi parado com  foi falta do adversário. No lance seguinte, Renan Fonseca jogou a bola pela para Guedes, mas o passe foi muito forte e saiu pela lateral.  Aos dois minutos, Roger recebeu e passou para Diego Renan, que partiu rumo ao gol, mas foi desarmado.

Aos cinco, Matheus Vargas fez jogada de velocidade pela direita e escapa em velocidade pelo lado direito. Apesar de conseguir cruzar, o meia alvinegro acusou falta não-marcada pela arbitragem – a bola terminou nas mãos do goleiro adversário.

Aos sete, Camilo apostou em lance que parecia sem futuro e recuperou uma nola, cruzando para Roger, mas o camisa 9 não chegou na bola. No minuto seguinte, Matheus Vargas deu passe em profundidade para Roger, mas o juiz marcou impedimento do atacante. Quatro minutos depois o oponente chegou à área pontepretana, mas  Reginaldo tirou de cabeça. Na sobra,  Guedes levou falta do adversário.

Aos 13, Gerson Magrão saiu em lance rápido e foi derrubado por Deivid. Na cobrança, Diego Renan mandou para dentro do gol e balançou as redes, mas Roger estava impedido no lance.  A bola não encostou na cabeça do camisa 9, mas a arbitragem considerou que ele participou da jogada e anulou o gol  Mas a Ponte queria abrir o placar e seguiu sufocando o adversário: já no minuto seguinte, Diego Renan lançou bola da lateral para  Matheus Vargas, que mandou para o gol adversário, para defesa de soco do goleiro.

Aos 21, Edson mais uma vez foi parado com falta por Deivid - terceira falta do jogador bugrino, querecebeu apenas advertência verbal. Na sequência, Edson foi novamente derrubado e, na cobrança de falta de Guedes, a bola passou por cima do gol. Aos 28, em lance de ataque do adversário, o juiz deu amarelo para Roger que teria “deixado a mão” em lance de marcação, atingindo o adversário – também amarelado por reclamação. Na cobrança, a bola foi por cima do gol.

Aos 32, Matheus Vargas briu o placar com um golaço. Diego Renan cobrou lateral, Marquinhos fez o corta Luiz Gustavo deixando Luiz Gustavo sentado no chão e rolou para Matheus Vargas que, livre na marca do pênalti, fuzilou pro fundo das redes. Ponte Preta 1 x 0 Guarani.

Aos 34, quase a Ponte ampliou em nova tentativa pelo lado direito. Renan Fonseca passou para Matheus Vargas, mas o juiz anotou impedimento. Aos 40, Matheus Vargas acertou passe em profundidade para Camilo, que fez bom cruzamento bloqueado pela defesa do oponente.  

Aos 49,  Diego Renan cobrou falta dentro da área e o goleiro Klever afastou de soco, em lance no qual se chocou com Edson. O árbitro marcou falta de Edson no arqueiro oponente e Edson precisou de atendimento médico em virtude do encontrão, sentindo a virilha.

No segundo tempo, o camisa 5 chegou a voltar para o campo, mas não conseguiu permanecer e já foi substituído por Washington no primeiro minuto. Dois minutos depois, a primeira boa chance da Macaca na etapa complementar: Matheus Vargas abriu pelo lado direito com Roger, que cruzou na área. O goleiro Klever afastou de soco e se chocou com Marquinhos, que ficou caído no gramado, se recuperando na sequência.

Aos cinco, Renan Fonseca mandou pra frente para Roger, mas o goleiro oponente  se antecipou e cortou o lance. No minuto seguintem, Ivan defendeu bola adversária com o pé. Aos dez minutos, após lance defensivo da zaga alvinegra, Renan Fonseca sentiu contusão e teve de ser substituído – de maneira pouco usual, Jorginho gastou a última substituição no jogo sendo as três por lesão.

Aos 13, quase a Ponte fez o segundo. Marquinhos foi lançado pelo lado esquerdo, ficou cara a cara com o goleiro e na hora do chute foi desarmado por carrinho de Lenon.  No minuto seguinte, Camilo fez jogada individual e cruzou na área. A zaga cortou e na sobra Washington emendou de primeira, mas a bola saiu por cima do gol.

Aos 15, mais Ponte: Camilo recuperou bola pelo lado direito,  tentou jogada individual e foi travado. Na sobra, Roger chutou cruzado e a bola passou pelo goleiro adversário, mas a zaga conseguiu bloquear o gol.  Aos 21, Gerson Magrão inverteu pelo lado direito para Camilo, que fez jogada individual, mas a bola acabou saindo pela a linha de fundo. No minuto seguinte, Marquinhos pressionou o goleiro adversário em erro de saída de bola oponente e por pouco não teve chance de ampliar.

Aos 29, Camilo foi lançado dentro da área e tentou de cabeça, mas o goleiro adversário interceptou a bola.  Aos 33, bom lance da zaga alvinegra: em lance perigoso do adversário,Reginaldo conseguiu corte providencial. Aos 37, Airton tentou passe pelo alto, mas a zaga adversária cortou. Na sequência,  Roger busca bola pelo meio e Ricardinho usou o braço: falta para Ponte. Na cobrança, Diego Renan bateu uma bomba e o goleiro adversário fez defesa difícil, impedindo o segundo da Macaca.

Aos 39, após cobrança de falta do Guarani, Ivan defendeu de cabeça e fez duas embaixadinhas antes de segurar a bola em definitivo, sendo ovacionado pela torcida. Aos 41, de novo quase a Ponte conseguiu ampliar em erro do goleiro adversário, que se recuperou no último segundo. Aos 45, bom lance do ataque da Ponte, com Camilo sendo parado por falta do adversário. Aos 51 o juiz apitou o fim da partida e mais um dérbi vencido pela Ponte Preta.

Ficha técnica

Ponte Preta: Ivan, Diego Renan, Reginaldo, Renan Fonseca (Airton) e Guedes (Trevisan); Edson (Washington), Camilo, Magrão e Matheus Vargas; Marquinhos e Roger. Técnico Jorginho.

Guarani:  Klever, Lenon, Ferreira, Luiz Gustavo e Bruno Souza (Thallyson); Deivid (Felipe Amorim), Bruno Lima, Ricardinho e Vitor Feijão; Michel Douglas e Davó. Técnico: Roberto Fonseca.

Gol: Matheus Vargas, aos 32 do primeiro tempo

Cartões amarelos: Roger e Edson (Ponte); Bruno Souza e Vitor Feijão (Guarani)

Arbitragem: Anderson Daronco apitou, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior. Quarto árbitro: Lucas Canetto Bellote.

Público total: 16.086

Público pagante: 14.674

Renda = R$ 161.745,00

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Água Fria - BA
Atualizado às 01h48
18°
Poucas nuvens Máxima: 31° - Mínima: 16°
18°

Sensação

10.8 km/h

Vento

90.2%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas