Copa Verde

Brasiliense e Goiás empatam sem gols no jogo ida das oitavas de final da Copa Verde

Apesar do time “B”, o equilíbrio e a superioridade do Jacaré foram evidentes, porém a bola mais uma vez teimou em não entrar, cravando mais um placar sem gols na Copa Verde

14/08/2019 18h40
Por: Redação AEN
124
Foto: Igo Estrela/Metrópoles
Foto: Igo Estrela/Metrópoles

O Brasiliense entrou em campo na tarde desta quarta-feira (14), para mais um duelo na Copa Verde. Após ter passado do Vitória/ES na primeira fase, agora o desafio da equipe do DF era o Goiás, no duelo de ida das oitavas de final a competição.

Dentro de campo, uma equipe determinada contra uma equipe goiana mesclada, treinada pelo auxiliar técnico Lauro Martins, sem os grandes nomes que jogam a série A do campeonato Brasileiro. Apesar do time “B”, o equilíbrio e a superioridade do Jacaré foram evidentes, porém a bola mais uma vez teimou em não entrar, cravando mais um placar sem gols na Copa Verde.

Início movimentado, mas sem chances reais de gol

Mesmo debaixo do sol quente, a partida começou movimentada. Com as duas equipes tentando chegar ao gol, aos poucos as oportunidades iam surgindo. Impondo o fator casa, o Brasiliense foi mais efetivo na primeira etapa, criando várias oportunidades de perigo, com a força do ataque, formado por Jobson Romarinho e Edno.

Jogando bem pelas laterais, o Brasiliense chegava perto do gol de Marcelo Rangel. As melhores oportunidades do Jacaré saíram após os 30 minutos de jogo. Aos 34’, Deyvid Sacconi chutou de fora da área, mas a bola passou longe da trave.

Seguindo o ritmo de pressão, quatro minutos depois, o Brasiliense chegou mais uma vez, desta vez com Edno. O atacante chutou pela direita, obrigando Marcelo Rangel a realizar uma grande defesa, mandando a bola para escanteio. Tímido, o Goiás não atacou tanto na primeira etapa. A única oportunidade aconteceu já nos acréscimos, aos 47 minutos, quando Jean Carlos chutou de fora da área, assustando Edmar Sucuri, que apenas viu a bola passar pela direita do gol.

Brasiliense domina segundo tempo e manda bola na trave

Mudando o panorama da primeira etapa, o segundo tempo foi bem mais movimentado e equilibrado. Aos sete minutos, Edno deu o primeiro susto, quando cobrou falta no meio do gol, obrigando o arqueiro alviverde espalmar para dentro da área e a zaga mandar a bola para escanteio.

Apesar das pressões e chegadas do Goiás, o Jacaré continuava com os fortes contra-ataques e mais uma vez criados por Edno, que se movimentava bem na partida. Após o jogador fazer um lindo lançamento para Jobson, o atacante não aproveitou a oportunidade e desequilibrado, bateu fraco.

O jogo ia caminhando para a reta final e o Brasiliense seguia insistindo para balançar a rede. E essa insistência gerou as duas melhores oportunidades do duelo. Aos 19 minutos, China cruzou a bola na cabeça de Romarinho, que cabeceou firme na trave, quase abrindo o placar na Boca do Jacaré.

Recuado e sem ação, o Goiás apenas via o Brasiliense pressionar. Nos dez últimos minutos, a pressão amarela fez o goleiro Marcelo Rangel ser o nome da partida, com duas grandes defesas seguidas realizadas. Aos 38 minutos, China cobrou uma falta em diagonal direto para o gol, mas o goleiro espalmou a bola que ia no ângulo. Logo em seguida, no escanteio, o cruzamento forte foi direto na cabeça de Elcarlos, que viu mais uma vez o arqueiro fazer uma grande defesa mais uma vez, assegurando o empate sem gols, deixando o confronto indefinido mais uma vez para o jogo de volta.

Edno: “Estamos felizes pela evolução”

No final da partida, os jogadores saíram satisfeitos com o empate, mas lamentando mais uma vez de a bola não ter entrado. Um dos nomes da partida, Edno avaliou o desempenho da partida, levando a confiança para o jogo da volta.

“O time jogou bem. Tocamos a bola, movimentamos, criamos chances e o goleiro deles fizeram grandes defesas. Jogamos bem, mas infelizmente a rede não balançou. Futebol é resultado, mas estamos felizes pela evolução, estamos na crescente e vamos trabalhar para que no jogo de volta a gente consiga, lá na casa deles, garantir a classificação”, contou.

Próximo compromisso em território goiano    

Agora com mais um 0 a 0, o Jacaré vai para o jogo da volta com o placar aberto, precisando da vitória para se classificar. A partida está marcada para a próxima quarta-feira (21), às 16h, no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia. Em caso de qualquer resultado igual, a decisão será mais uma vez nos pênaltis.

FICHA TÉCNICA BRASILIENSE 0 X 0 GOIÁS

Copa Verde 2019 – oitavas de final – jogo de ida

14/08/2019, 15h, Boca do Jacaré. Taguatinga-DF

Árbitro: Alinor da Silva Paixão/MT

A1: Marcelo Grando/MT

A2: Renan Antônio Angelim Rodrigues/MT

4º árbitro: Vanderlei Soares/DF

BRASILIENSE: Edmar Sucuri; Gabriel, Lúcio, Badhuga e China; Ives, Sandy (David Manteiga), e Deyvid Sacconi (Tchô); Jobson (Elcarlos), Romarinho e Edno. Técnico: Ricardo Antônio

Cartões amarelos: Lúcio. Tchô, Elcarlos e Edno

GOIÁS: Marcelo Rangel, Yago Rocha, Iago Mendonça, Heron e Marcelo Hermes; Geovane, Jean Carlos (Léo Sena), Renatinho e Marcinho; Rafael Moura (Ricardo Verza( e Giovanny Bariani (Kaio). Técnico: Lauro Martins

Cartões amarelos: Heron, Hermes, Geovane, Jean Carlos, Renatinho e Ricardo Verza

Cartões vermelhos: Heron

Público: 833 pagantes

Renda: R$ 7.010,00

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Água Fria - BA
Atualizado às 21h36
20°
Poucas nuvens Máxima: 29° - Mínima: 16°
20°

Sensação

13.9 km/h

Vento

85.2%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas