Futebol da Lituânia

Com ‘aproveitamento absurdo’, Renan Oliveira celebra grande fase na Lituânia: ‘Meu momento mais feliz dos últimos anos’

Renan Oliveira celebra agora, dez partidas depois da nova casa, na Lituânia

11/10/2019 00h31
Por: Robson Silva
105
Foto: Divulgação FK Suduva
Foto: Divulgação FK Suduva

Ele se desligou do Botafogo-SP para viver, aos 29 anos, sua primeira experiência internacional. Rodado e com boas passagens por grandes clubes do futebol brasileiro, Renan Oliveira celebra agora, dez partidas depois da nova casa, na Lituânia, um de seus melhores momentos da carreira.

São só 10 compromissos pelo FK Suduva. Mas o suficiente para ele cair na graça da torcida. Renan Oliveira soma nove vitórias e um empate, 93,33% de aproveitamento. Tem ainda 10 participações diretas, com seis gols e mais quatro assistências. Um desses gols e uma dessas assistências, aliás, ocorreram recentemente na grande final da Copa da Lituânia. Vitória por 4×0 e título para Renan Oliveira e seus companheiros do Suduva.

Pelos números e também por ‘tudo que vem acontecendo dentro de campo’, o meia brasileiro celebra o momento. “Com certeza absoluta é meu momento mais feliz dos últimos anos. Pra ficar perfeito só falta minha família que ainda não chegou aqui. Por tudo que vem acontecendo dentro de campo é um momento muito legal, as coisas estão acontecendo, o aproveitamento é absurdo. Chegar e em tão pouco tempo ser importante e conquistar um título é sensacional”, afirmou o jogador, que no Brasil conquistou títulos por Atlético Mineiro, Coritiba, Goiás, Sport e América Mineiro, além do Sul-Americano pela seleção sub-20, em 2009.

Renan Oliveira credita o bom momento a muitos fatores. Entre eles a ‘mudança’ realizada no início do ano. “É também meu melhor momento físico. Já falei isso outras vezes. Eu tinha uma vida de um profissional normal, me dedicava sempre muito. Mas não tinha o algo a mais e agora tem. Minha alimentação é totalmente diferente, cortei doce, minha suplementação é melhor, tenho uma nutróloga que me ajuda e sei que isso faz diferença”, afirmou o camisa 8 do FK Suduva, que lidera o campeonato nacional com 63 pontos em 24 jogos, um a mais que o segundo colocado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas