Fórmula 1

Bottas lidera Mercedes na primeira sessão de Suzuka

Finlandês liderou dobradinha de equipe alemã no primeiro treino para o GP do Japão

11/10/2019 00h49
Por: Robson Silva
187
Foto: Divulgação/F1
Foto: Divulgação/F1

Na calma antes da tempestade em Suzuka, foi Valtteri Bottas, da Mercedes, que foi o mais rápido na primeira sessão de treinos, apenas 0,076s à frente do companheiro de equipe Lewis Hamilton enquanto os Ferraris o seguiam. Foi uma sessão seca muito importante, já que a qualificação de sábado foi adiada para domingo - e o FP3 foi cancelado por completo.

O tufão Hagibis e seus ventos de 150 mph significam que o circuito será fechado no sábado, tendo a decisão sido tomada pelo circuito e pela Federação Automobilística Japonesa antes da corrida de sexta-feira .

Como resultado, as equipes surgiram assim que a luz verde foi dada e foi o par da Mercedes que estabeleceu o ritmo inicial com pneus médios, apenas para Sebastian Vettel, da Ferrari, assumir a liderança nos softs.

Mas o lugar da Ferrari no topo teve vida curta, já que as flechas de prata vestiram suaves com 25 minutos restantes e recuperaram seu lugar no topo da classificação.

Bottas marcou a volta mais rápida da sessão de 1m 28.731s, seu companheiro de equipe Hamilton seguiu de perto, sublinhando o domínio da equipe neste circuito que levou a cinco vitórias consecutivas no GP do Japão desde 2014.

Com uma chance da Mercedes de encerrar o campeonato de construtores neste fim de semana, os W10 ostentavam novas palhetas de sidepod, que se acredita serem uma das últimas grandes atualizações que farão no carro em 2019.

Os dois da Mercedes deixaram Sebastian Vettel da Ferrari a 0,989s na P3, um pouco à frente do companheiro de equipe Charles Leclerc - ambos passando a sessão inteira com pneus macios. É claro que a corrida de quatro polos de Leclerc coloca a Ferrari em boa posição na adiada qualificação.

Depois que as penalidades no grid os deixaram começando na parte de trás na Rússia , o par de Max Verstappen e Alex Albon da Red Bull foram preparados para oferecer à Honda um regresso a casa sólido - mas o primeiro só conseguiu terminar em quinto, três décimos à frente de Albon, mas com mais de um segundo de folga melhor lugar.

Carlos Sainz terminou em sétimo, mas sua sessão foi comprometida quando seu McLaren MCL34 parou na curva 1 no início do primeiro FP1 . No entanto, ele voltou logo depois para continuar seu programa e liderar por pouco Sergio Perez, da Racing Point.

Completando o top 10, estava o companheiro de equipe de Perez, Lance Stroll, e o estreante da McLaren, Lando Norris, com uma diferença de 2.270s entre ele e o líder Bottas.

Kimi Raikkonen ficou surpreso com as últimas corridas da Alfa Romeo que se aproximavam do Japão , mas ele terminou um P12 respeitável - seu companheiro de equipe Antonio Giovinazzi não se saiu tão bem, depois de ter parado no início com uma suspeita de problemas hidráulicos.

O par da Renault era relativamente anônimo, Nico Hulkenberg terminou em 13º e Daniel Ricciardo em 14º. A equipe trouxe uma nova ala dianteira ao Japão, na esperança de diminuir a diferença para a "melhor do resto" da McLaren.

Mas foi Naoki Yamamoto que atraiu as multidões na sexta-feira, o atual campeão japonês de Super Fórmula e Super GT fez sua estreia em um carro de F1 no lugar de Pierre Gasly. Yamamoto impressionou ao terminar em 17º, apenas um centésimo do companheiro de equipe Daniil Kvyat no P16.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas