Série B

Ponte sai na frente, mas jogo cede empate o São Bento

Com o resultado, o time do técnico Gilson Kleina chegou aos 43 pontos, na 11ª posição da tabela

05/11/2019 23h41
Por: Robson Silva
64
Foto:PontePress/ÁlvaroJr
Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Em uma partida jogada embaixo de chuva e com gramado molhado, a Ponte Preta saiu na frente do São Bento com gol de Vico aos 19 minutos do segundo tempo, mas acabou tomando o empate aos 31.  Com o resultado, o time do técnico Gilson Kleina chegou aos 43 pontos, na 11ª posição da tabela, e agora se prepara para o dérbi deste sábado, às 16h30.

O jogo

Debaixo de muita chuva, a partida no Majestoso começou com ataque da Ponte antes do primeiro minuto pelo lado esquerdo, em jogada que terminou com Guedes levantando para dentro da área, mas ninguém conseguiu concluir. Aos dois, novo lançamento na área, desta vez feito por Araos,  mas o goleiro adversário pegou.

Aos cinco,  João Carlos deu belo toque de calcanhar para Camilo, que arriscou de longe. A bola desviou em atleta do time adversário e saiu pela linha de fundo. Aos 12, boa chegada em triangulação entre Guedes, Araos e Marquinhos, que terminou com chute forte do atacante passando rente ao travessão do oponente.

Aos 13, lance bisonho na área do São Bento. A defesa do visitante trocava passes e a bola parou numa poça d'água e quase a Ponte pegou. Henal conseguiu  dar chutão para longe em cima da hora. No minuto seguinte, Edílson fez lançamento para Bill, que ganhou do adversário Guilherme Romão em lance limpo, no jogo de corpo, mas a arbitragem enxergou falta do atacante alvinegro.

Aos 18, Camilo fez lançamento em profundidade pela direita com Edílson, mas a bola se perdeu pela linha de fundo. Aos 22, repeteco: Camilo mandou nova bola para Edílson, mas desta vez a zaga se antecipou. O lateral direito da Ponte estava com vontade e na sequência saiu em velocidade, ganhando na corrida de Guilherme Romão, que acabou parando o pontepretano com falta e recebeu cartão amarelo.

Na cobrança de Guedes, a bola foi desviada ara escanteio que Marquinhos cobrou aberto para cabeceada de Airton. A bola passou pelo lado esquerdo. Aos 25, Camilo roubou bola de Alisson e seguiu pro campo adversário. O volante foi travado na hora de chutar e pediu falta, mas o juiz marcou apenas tiro de meta.

Na sequência, Marquinhos tabelou com Edílson, cruzou pela direita e a bola foi cortada pela zaga adversária, mas voltou para Marquinhos. O atacante foi derrubado por Guilherme Romão a um passo da área. Falta para a Macaca, que Guedes cobrou rolando para João Carlos. O atacante tentou mandar para o gol, mas a bola molhada atrapalhou o chute, que saiu sem direção.

Aos 34, susto: em levantamento na área da Macaca, Lucas Mineiro cabeceou e a bola saiu para trás. Ivan, sempre atento, fez bela defesa. No momento seguinte, Guedes cruzou bola na área adversária e Alisson cortou parcialmente e Marquinhos chegou para finalizar, mas a defesa conseguiu cortar mais uma vez.

Aos 45, Edílson foi lançado em profundidade pelo lado direito , porém Fábio Bahia parou o lance com falta.  Na cobrança, Marquinhos levantou na marca do pênalti e Lucas Mineiro entou  de cabeça, mas não conseguiu marcar o gol. No último lance do primeiro tempo, aos 46, o jogador do São Bento Rodolfo foi lançado em profundidade, mas Ivan saiu rápido e cortou o lançamento.

Na etapa complementar, mais uma vez a Macaca tomou a primeira iniciativa antes do primeiro minuto, com Bill descendo rápido pelo  lado esquerdo. O pontepretano cruzou na área, mas a zaga cortou de cabeça. Aos três, Araos recebeu pelo lado direito e mandou pra Edílson. O lateral tabelou com Camilo, porém o volante não conseguiu concluir.

No lance seguinte, quase o gol alvinegro:  Bill foi à linha de fundo e cruzou na área, para ótima cabeceada de João Carlos e boa defesa de Henal, evitando o primeiro da Ponte. Aos oito, o goleiro adversário salvou o São Bento de novo. Guedes foi lançado pela esquerda e fez bom cruzamento para o bico da área, onde Camilo finalizou com capricho no canto e Henal se esticou todo para espalmar.

Aos 19, a Macaca abriu o placar com Vico, após lance inteligente de João Carlos, que podia finalizar, mas enxergou o jovem atacante sozinho e passou pra ele marcar. Ponte 1 x 0 São Bento. Oautor do gol queria mais e no lance seguinte fez bom levantamento para dentro da área, mas Henal afastou de soco.

Aos 23, Marquinhos acionou  Guedes em velocidade. O lateral conseguiu evitar a saída da bola e cruzou na área, mas a defesa adversária cortou. Aos 31, o São Bento achou o gol, sem chance para Ivan, que ficou sozinho contra o jogador adversário. Aos 37, Tiago Marques foi derrubado com carrinho, em dividida forte, e sentiu o tornozelo direito. Como não havia mais substituições, mesmo mancando e com dores o atleta ficou em campo.

Aos41,  Vico cobrou falta na trave adversária, mas o juiz paralisou o lance marcando falta de ataque. Aos 47, Vico teve mais um bom momento, chutou com força e por pouco não virou. A última chance da Macaca veio aos 48 minutos, quando Ivan mandou a bola para frente em um chutão para Dadá. O atacante escapou em velocidade, invadiu a área e chutou, mas Henal defendeu. Placar final: 1 a 1.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ivan, Edílson, Renan Fonseca, Airton e Guedes; Camilo, Lucas Mineiro, Araos e Marquinhos (Dadá); Bill (Vico) e João Carlos (Thiago Marques). Técnico Gilson Kleina.

São Bento: Henal, Marcos Martins, Alisson, Joílson e Guilherme Romão; Fábio Bahia, Paulinho (Fernandes) e Rodolfo; Caio Rangel (Raphael Martinho), Minho (Arancibia) e Zé Roberto. Técnico Interino: Marcelo Cordeiro.

Gols: ambos no segundo tempo, com Vico pela Macaca aos 19 , e Raphael Marinho aos 31 pelo adversário.

Arbitragem: Douglas Marques das Flores apitou a partida, auxiliado por Luiz Alberto Andrini Nogueira e Enderson Emanoel Turbiani da Silva. O quarto árbitro foi Rafael Gomex Felix da Silva.

Cartões Amarelos: Guilherme Romão (São Bento); Marquinhos e Araos (Ponte)

Público:  925 torcedores

Renda: R$ 10.055,00

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas