Série A

Em noite infeliz, CSA é derrotado pelo Vasco no Rei Pelé

Azulão teve uma boa atuação no 1º tempo, mas no segundo voltou perdido a campo e sofreu a 17ª derrota no Brasileirão; time segue na 18ª posição

10/11/2019 21h22
Por: Robson Silva
99
Foto: Felipe Nyland/Gazeta de Alagoas
Foto: Felipe Nyland/Gazeta de Alagoas

Em uma noite infeliz e com atuação pífia, sobretudo no segundo tempo, quando jogou totalmente perdido, o CSA sofreu mais uma derrota na Série A do Brasileiro. Desta vez foi para o Vasco, por 3 a 0, em duelo na noite deste domingo (10), no Estádio Rei Pelé, pela 32ª rodada da competição.

Os gols do Cruzmaltino foram assinalados por Raul, Henríquez e por Carlinhos, que mandou a bola contra a própria rede. E com este resultado, o Azulão segue com 29 pontos, ainda na 18ª posição; enquanto o time carioca é o 11º colocado, com 42 pontos.

Esta foi a 17ª derrota da equipe azulina na competição, sendo a terceira seguida. Além disso, o time do técnico Argel Fucks quebrou a invencibilidade de sete jogos sem perder dentro do Trapichão. 

Na próxima rodada, o time alagoano enfrenta o Fortaleza, num clássico Nordestino, domingo (17), às 19 horas, na Arena Castelão. A equipe carioca terá a semana inteira pela frente, já que só joga na próxima segunda-feira (18), contra o Goiás, às 19h30, no Estádio São Januário.

Jogo

O CSA assustou logo no primeiro minuto da partida em cabeceio de Apodi. O lance não mudou a postura do Vasco, que respondeu aos sete, em cobrança de falta de Felipe Ferreira. O goleiro alagoano fez grande defesa.

O confronto se manteve equilibrado, com as duas equipes desperdiçando chances de abrir o placar. Só que aos 25 minutos, o Vasco marcou com Raul. O volante fez grande jogada individual e chutou sem chance para João Carlos.

Mesmo depois do gol, o duelo seguiu igual. O CSA perdeu boa chance com Dawhan, mas viu o Vasco responder com Ribamar. Os cruzmaltinos souberam administrar o resultado para sair com a vantagem no intervalo.

No segundo tempo, o CSA esboçou uma pressão no início, mas sem levar perigo a zaga vascaína. Os visitantes aproveitaram os espaços e tiveram a primeira boa chance, aos 16 minutos. Rossi tabelou com Guarín e chutou para grande defesa de João Carlos. Na cobrança de escanteio, mais uma vez o goleiro alagoano salvou os donos da casa. Só que na terceira oportunidade, o goleiro viu Osvaldo Henriquez aproveitar novo escanteio e cabecear para a rede.

O Vasco continuou aproveitando os espaços dados pelo CSA e chegou ao terceiro gol aos 35 minutos. Raul foi lançado na área e tocou parta o meio. Carlinhos tentou fazer o corte e acabou mandando para a própria rede.

Nos minutos finais, o árbitro chegou a marcar um pênalti para o CSA, mas reverteu porque a infração foi fora da área. Com isso, os alagoanos não tiveram qualquer força para reagir e viram o Vasco administrar o resultado positivo.

FICHA TÉCNICA

CSA 0 X 3 VASCO

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Data: 10 de novembro de 2019 (Domingo)

Horário: 19h(de Brasília)

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Assistentes: Éder Alexandre (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

Cartões amarelos: Dawhan (CSA); Guarín (Vasco)

Cartão vermelho: Jonathan Gomez (CSA)

GOLS

VASCO: Raul, aos 25min do primeiro tempo; Osvaldo Henriquez, aos 21min do segundo tempo; Carlinhos (contra), aos 35min do segundo tempo

CSA: João Carlos, Dawhan (Alisson Safira), Luciano Castán, Allan Costa e Carlinhos; João Vitor, Jean Cléber (Alecsandro), Apodi, Jonathan Gomez e Euller (Warley); Ricardo Bueno

Técnico: Argel Fucks

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Ricardo Graça (Werley) e Danilo Barcelos; Richard, Raúl, Marcos Júnior (Marquinho) e Felipe Ferreira (Freddy Guarín); Rossi e Ribamar

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas