Sábado, 23 de março de 2019
71 9 8135 4773
Liga dos Campeões

12/03/2019 às 18h35 - atualizada em 13/03/2019 às 00h03

99

Atividade Esporte News

Salvador / BA

Com três gols de CR7, Juve elimina Atlético e vai às quartas da Champions
O atacante da Juventus Cristiano Ronaldo, autor dos três gols na vitória do time contra o Atlético de Madrid
Com três gols de CR7, Juve elimina Atlético e vai às quartas da Champions
AFP / Marco BERTORELLO

Graças a uma atuação de gala de Cristiano Ronaldo, autor de três gols, a Juventus derrotou por 3 a 0 o Atlético de Madrid, que havia vencido por 2 a 0 na ida, e se classificou às quartas de final da Liga dos Campeões, nesta terça-feira em Turim.


Dois gols de cabeça (27 e 48 minutos) e um de pênalti (86) do matador português deram à Juve a classificação à próxima fase da Champions, acabando com o sonho do Atlético de disputar a final da competição em casa, no estádio Metropolitano de Madri, em 1 de junho.


Pentacampeão e Artilheiro histórico da Champions, agora com 125 gols na competição, Cristiano Ronaldo marcou seu 25º gol na carreira contra o Atlético, contra o qual costumava brilhar com a camisa do Real Madrid.


A partida desta terça-feira foi uma verdadeira reviravolta em relação ao que havia acontecido no jogo de ida, em Madri, onde a Juve sofreu para criar chances de gols e Cristiano Ronaldo praticamente não tocou na bola.


Desta vez, o Atlético pode contar em poucos dedos as vezes em que conseguiu incomodar o goleiro da Juventus Szczesny, um espectador de luxo da partida, enquanto o time da casa pressionou sem descanso o adversário em busca da vitória.


- CR7 mostra o caminho -


Logo aos 3 minutos de jogo, a Juve chegou a balançar as redes com Chiellini, aproveitando rebote de Oblak após bate-rebate na área. O árbitro, porém, anulou o gol dando falta de Cristiano Ronaldo no goleiro.


Pressionado pelos jogadores da Juve, o árbitro pediu a ajuda do VAR para analisar o lance, que confirmou a decisão original.


O Atlético chegou a equilibrar a partida a partir dos 15 minutos de jogo, se aproximando da área italiana e assustando gol de Szczesny em dois chutes de fora da área com Koke (21) e Griezmann (23).


Mas foi no momento de calmaria que o maior artilheiro da história da Liga dos Campeões apareceu.


Contratado pela Juventus justamente para resolver os problemas da Velha Senhora nos momentos mais difíceis da temporada, Cristiano Ronaldo pulou mais que Godín dentro da área do Atlético para mandar uma bomba de cabeça para as redes de Oblak, após cruzamento de Bernadeschi (27).


O gol esquentou a temperatura em Turim e a torcida da Juve entrou novamente na partida, empurrando o time para o ataque em busca de um segundo gol que levasse a decisão da vaga nas quartas de final aos pênaltis.


E esse gol quase veio no fim da primeira etapa, novamente em bola área alçada na área espanhola, agora com Chiellini, que encontrou espaço entre dois marcadores e cabeceou uma cobrança de escanteio com força. Desta vez Oblak conseguiu espalmar (44).


- Virada italiana -


Na volta do intervalo, Massimiliano Allegri manteve a postura ofensiva de sua equipe, mas fazendo um ajuste importante: a ordem era abusar da bola aérea contra uma defesa do Atlético surpreendentemente frágil nesse tipo de lance. E quem mais tirou vantagem da estratégia foi Cristiano Ronaldo.


Muito ativo em campo, o português voltou a fazer a diferença ao se adiantar da marcação e finalizar de cabeça um cruzamento de Cancelo. Oblak pareceu operar um verdadeiro milagre ao defender a forte cabeçada, mas o gol foi validado pela tecnologia, que apontou que a bola havia cruzado a linha do gol antes da defesa do goleiro.


O segundo gol da Juve empatava o confronto no placar agregado e mandava a decisão do classificado às quartas de final para a prorrogação.


Mesmo assim, a Juve, muito superior em campo, continuou pressionando em busca da vaga na próxima fase no tempo regulamentar.


A coragem e o ímpeto dos comandados de Allegri acabaram recompensados a cinco minutos para o apito final, vindo dos pés dos dois jogadores mais perigosos da Juventus na partida.


Bernadeschi, que infernizou a zaga do Atlético na armação das jogadas durante os 90 minutos, partiu em disparada em direção ao gol de Oblak e só foi parado com falta dentro da área espanhola com falta por Correa: pênalti que CR7, o algoz dos Colchoneros, converteu com categoria, anotando seu terceiro gol na partida para concretizar a improvável virada da Juve na Champions.

FONTE: AFP

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium