Liga dos Campeões

Cristiano Ronaldo, o rei da Liga dos Campeões

A Juventus me trouxe para isso, para ajudar", resumiu o português após a partida.

13/03/2019 15h04Atualizado há 5 meses
Por: Redação AEN
Fonte: AFP
144
AFP / Marco BERTORELLO
AFP / Marco BERTORELLO

"Monstruoso". "Lendário". "Marciano". A imprensa europeia se curvou nesta quarta-feira diante de Cristiano Ronaldo, autor de três gols contra o Atlético de Madrid que deram à Juventus a classificação às quartas de final da Liga dos Campeões.

"A Juventus me trouxe para isso, para ajudar", resumiu o português após a partida. E que ajuda: dois gols de cabeça e um de pênalti para virar o placar do jogo de ida, uma derrota por 2 a 0 em Madri, eliminando o Atlético de Diego Simeone, famoso mundialmente por armar defesas impenetráveis.

De fato, foi para isso que a Juventus contratou o português. O clube de Turim não desembolsou 100 milhões de euros ao Real Madrid e mais 30 milhões em salário anual a Cristiano Ronaldo para vê-lo marcar 20 gols no Campeonato Italiano contra Sassuolo ou Empoli.

Antes do duelo de terça-feira, Ronaldo só havia marcado um gol na Champions nesta temporada, e passar em branco novamente teria sido um desastre pessoal para o atacante.

Mas, aos 34 anos, o tempo parece não ter controle sobre ele, nada o afeta, nem a abertura de uma investigação por suposto estupro nos Estados Unidos em 2009, uma acusação que ele nega veementemente.

Com cinco títulos de Champions no currículo, CR7 não foi para a Juventus para ser eliminado nas oitavas de final, algo que não acontece em times que defende desde 2009, primeira temporada do 'gajo' no Real Madrid. E com o 'hat trick' de terça, seu oitavo na carreira na competição continental, tudo parece ter voltado ao normal.

Ronaldo soma agora 124 gols em 160 jogos na principal competição de clubes do mundo, 16 gols a mais que Lionel Messi e... seis a mais que o Atlético de Madrid já marcou em toda sua história na Champions.

- 'O Nº1' -

"Ele ganhou cinco Ligas dos Campeões e pode ganhar outras. Ele mostrou essa noite que ele é o número 1, é simples assim", elogiou o colega de Juventus Blaise Matuidi após a partida.

Além da atuação de gala, o português também devolveu um sentido à temporada da Juventus, virtual campeã italiana e que não se contenta mais com os troféus domésticos.

Em busca de um título de Champions que vem escapando desde 1996, com direito a cinco derrotas em finais da competição desde então, a Juventus se vê mais convencida de que fez a escolha certa ao trazer Ronaldo.

Na Champions, Ronaldo está em casa e sua presença é uma garantia. O Real Madrid, eliminado pelo Ajax, sentiu na pele o peso de sua ausência e os possíveis adversários da Juve já estão alertas.

"A Juventus disputou duas finais e perdeu. Então foram buscar Cristiano. Ele tem toda a pressão nos ombros e marca três gols contra o Atlético. Esse é o tipo de jogador e de equipe que podemos enfrentar na próxima fase", declarou Pep Guardiola após a classificação do Manchester City, na terça-feira.

- Com Portugal -

No plano econômico, os três gols de terça também são um retorno sobre o investimento feito. Ronaldo custa caro. Sua transferência e seus salários pesam no orçamento, que ficará no vermelho em 2019 após um déficit de 19 milhões de euros em 2018.

Marketing, bilheteria, patrocinadores: por outro lado, a chegada da estrela portuguesa contribuiu para o aumento das receitas do clube de Turim. Mas CR7 chegou há apenas oito meses, a máquina de faturar ainda não está funcionando a pleno vapor e, por enquanto, o atacante custa mais caro do que o retorno dado ao clube.

Com essa classificação, o clube italiano fez um belo negócio: segundo estimativas da imprensa italiana, a campanha europeia da Juve lhe valerá 105 milhões de euros, contra 90 milhões na temporada passada. E na bolsa de Milão as ações da Juventus abriram em alta de 23% nesta quarta.

Cristiano Ronaldo sempre tem fome de vitórias. Depois de deixar de lado Portugal no início da temporada, ele deixou entender que já prepara uma volta à seleção.

"para as próximas partidas, espero contribuir com a seleção. Sinto falta disso também, me sinto em casa lá", declarou Ronaldo.

É que depois da Liga dos Campeões há uma Liga das Nações a ganhar. E Cristiano Ronaldo quer tudo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Água Fria - BA
Atualizado às 10h02
29°
Poucas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 17°
30°

Sensação

14 km/h

Vento

54.2%

Umidade

Fonte: Climatempo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas