Atividade Esporte News: Bastidores
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Bastidores. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bastidores. Mostrar todas as postagens

19 maio 2020

Paixão do brasileiro é coração que cabe mais de um

Pesquisa aponta que mais de 1/3 da torcida divide-se entre dois clubes

Foto: Edison Vara/Reuters

Torcer para mais de um clube de futebol não é raridade entre os brasileiros. Segundo pesquisa do Ibope Repucom, cerca de 41 milhões de pessoas vestem mais de uma camisa. Há ainda quem consiga multiplicar o coração de torcedor por mais cores.

Um exemplo é o maranhense Francisco da Costa Pires, que é flamenguista, mas não esquece o também rubro-negro Moto Club da terra natal e o bicolor (azul e branco) do Pará. “Sou Papão [Paysandu]. Morava no interior e meu povoado [Prainha, município de Cândido Mendes] tinha muita influência de lá”, lembra o mestre de obras que, por pouco, não chegou a torcer para outra equipe carioca: “Quando criança, a primeira camisa que ganhei foi do Vasco, mas depois veio outro presente, a do Flamengo, aquela branca com o escudo no meio, e acabei mudando”.

A pesquisa DNA Torcedor 2017 ouviu oito mil torcedores, sendo dois mil deles on-line. O levantamento conclui que 37% de aproximadamente 110 milhões de torcedores dividem a paixão clubística por dois. O trabalho aponta que o Nordeste concentra o maior número de pessoas nesta situação, quase metade (48%) dos 27,8 milhões de amantes do esporte na região.

Aos 61 anos, Sebastião Manoel da Silva conta que saiu adolescente da Paraíba para o Rio de Janeiro. O comerciante foi em busca de uma vida melhor e ficar perto do time que o fazia vibrar pelas ondas da Rádio Nacional, o Vasco da Gama, porém nunca deixou de torcer para o vermelho e preto de Campina Grande: “Sou de Guarabira que fica a 100 km de lá, por isso também torço por eles, mas meu primeiro time é o Vasco”.

Entre os clubes com mais simpatizantes, a segunda opção do torcedor estão o América de Minas Gerais (93%), o Londrina-PR (90%) e a Chapecoense (SC). Na ponta contrária, a dupla Grêmio e Internacional aparece com 14% de chances em dividir o coração com algum torcedor.

Fonte: Agência Brasil

Covid-19: ex-Grêmio vende relíquias para ajudar pessoas mais carentes

Nildo ajudou a conquistar a Copa do Brasil (94) e a Libertadores (95)

Foto: Ivanildo Duarte Pereira/Arquivo Pessoal 

O nome dele é Ivanildo Duarte Pereira, mas pouquíssimos torcedores do Grêmio o conhecem por esse nome. Para os gremistas, ele é Nildo, ex- atacante do Tricolor Gaúcho que viveu o principal momento da carreira no clube, durante os anos de 1994 e 1995. 

Nascido em Belém do Pará, o centroavante marcou o gol decisivo na conquista da  Copa do Brasil de 1994, contra o Ceará,  no antigo estádio Olímpico.  Também foram  do atacante os gols  - um em cada jogo - da final do Gauchão de 1995.  O centroavante ainda esteve presente em várias partidas que culmiram no título da Copa Libertadores da América de 1995.

“Foi a a melhor fase da minha carreira. O gol da final no Olímpico [ 1x0 o Grêmio sobre o Ceará, pela Copa do Brasil], os dois gols nos Gre-Nais [campeonato estadual] em 1995, a a participação na campanha da Libertadores, quando fui inscrito na reta final depois da lesão do Magno. Felicidade plena de ter feito parte dessa história", recorda o ex-atleta, durante entrevista à Agencia Brasil.

Nildo começou a carreira esportiva na escolinha do clube Tuna Luso Brasileira, em Belém e, já nos times profissionais, passou Ceará, Brusque, Chapecoense, Avaí, Portuguesa e Paysandu, além do Tricolor Gaúcho.

Na semana passada, o ex-atacante decidiu vender diversas lembranças durante sua passagem pelo Grêmio quistas por um motivo muito nobre: ajudar pessoas mais impactadas pela crise provocadas pela covid-19 em Belém, e em cidades do interior do Rio Grande do Sul. 

"Aqueles anos foram muito bons e estão guardados na minha memória em um lugar muito especial. De lá ninguém tira. Por isso, decidi negociar medalhas, faixas, camisetas utilizadas naqueles jogos e até uma lembrança bem especial, a camiseta que ganhei do Higuita na final da Libertadores [René Higuita, folclórico goleiro colombiano, que enfrentou o Grêmio na final da Copa Libertadores de 1995]. A procura foi excelente pelo torcedores gremistas e os consulados aqui do Pará. Fico muito feliz. Só vou esperar passar o lockdown aqui em Belém para fazer a entrega das cestas básicas. Graças a Deus o objetivo foi alcançado”, comemorou Nildo.

Em relação aos valores, o ex-atacante preferiu não divulgá-los. "Não gostaria de divulgar essa minha ação. Tive que anunciar para encontrar compradores. Mas não acho correto falar quanto arrecadei. Não quero me promover. Foi um gesto humano, de carinho e amor".

Fonte: Agência Brasil

06 dezembro 2018

Cuca passa bem após procedimento cardíaco em Curitiba

 (Foto: Divulgação)
Cuca passou por um procedimento cardíaco nessa quinta-feira, em Curitiba, e deve receber alta do hospital antes do fim de semana. Segundo a filha do técnico, tudo transcorreu da melhor forma possível e Cuca passa bem.

O ex-comandante do Santos surpreendeu a todos no fim de novembro ao revelar uma preocupação com a própria saúde.

Cuca sofreu o susto em 23 de setembro, na derrota do Peixe por 2 a 1 para o Cruzeiro, no Mineirão. O profissional sentiu dor e dormência no vestiário depois da partida. No dia seguinte, ele foi convencido pelo ex-médico Jorge Merouço a passar por exames.

No hospital, Cuca soube que quase enfartou. Outros testes foram feitos posteriormente e os resultados apontaram uma obstrução na artéria coronária. Para liberar o fluxo sanguíneo, um stent – uma espécie de tubo feito de metal –, será colocado na intervenção cirúrgica.

A cautela aumenta por conta do histórico familiar. O pai de Cuca morreu devido a problemas cardíacos e Cuquinha, irmão e auxiliar, teve que ser submetido a uma cirurgia no coração durante a passagem pelo Shandong Luneng-CHI, em 2015.

Agora, o plano inicial de Cuca é passar alguns meses descansado com a família, para depois voltar ao futebol.

03 dezembro 2018

Jonas marca sexto gol em nove jogos e explica comemoração

Jonas começou a temporada europeia com bons números (Foto: AFP)
Eram quatro minutos do segundo tempo quando Jonas recebeu dentro da área, pelo lado esquerdo, driblou o marcador com um toque e bateu cruzado para vencer o goleiro do Feirense e abrir o caminho para a goleada de 4 a 0 do Benfica pela 11ª rodada do Campeonato Português. Na comemoração, o camisa 10 subiu no muro que separa o campo da torcida e foi puxado pela multidão eufórica, parando nos braços dos torcedores.

“Ontem, no Seixal (centro de treinamento do Benfica), eu estava com o Yuri Ribeiro e ele comentou: “poxa Jonas, a gente tem que chamar a torcida um pouco para a gente também. Quem fizer o primeiro  gol, irá para a torcida festejar com eles”. E quando eu fiz o gol, não me veio outro pensamento a não ser as palavras dele. Eu fico feliz, porque ele é um garoto que está com a gente esse ano, tem nos ajudado bastante e as palavras dele foram importantes para eu festejar com os adeptos, para estarmos juntos até o fim”, comentou Jonas ao canal de TV do clube português.

Entre Campeonato Português, Taça de Portugal e Liga dos Campeões da Europa, Jonas já marcou seis gols em nove jogos. Foi o terceiro pelo principal campeonato nacional. Desde de novembro, foram cinco gols em seis partidas. O protagonismo vem após um longo período de recuperação de uma lesão na região lombar. Contra o Feirense, o brasileiro que soma 128 gols em 161 jogos oficiais pelo Benfica, foi eleito o “Homem do Jogo”.

“Feliz pela vitória, uma vitória importante, voltamos a vencer na liga, jogamos bem, as duas partes muito intensas, lutamos, buscamos o resultado,  saímos de campos satisfeitos com o desempeno de todos e feliz também por ser nomeado o jogador da partida”, acrescentou.

O Benfica está em terceiro no Campeonato Português com 23 pontos, quatro a menos que o líder Porto. O Braga aparece em segundo com 24.


Fonte:Gazeta Esportiva

01 dezembro 2018

COI anuncia comissão dos direitos humanos para Olimpíadas a partir de 2024

(Foto: Greg Martin/IOC)
O Comitê Olímpico Internacional anunciou neste sábado, marca de 600 dias para os Jogos de Tóquio, a criação de uma comissão de direitos humanos. Prevista para ter de seis a nove membros, ela vai ser dirigida pelo príncipe jordaniano Zeid Ra’ad Al Hussein. Os membros serão anunciados em março de 2019, enquanto que a comissão só será efetivada para os Jogos de Paris, em 2024.

O presidente do COI, Thomas Bach. comemorou a criação do novo órgão e exaltou sua importância. “Nós estamos extremamente felizes que Zeid Ra’ad Al Hussein tenha aceitado assumir a liderança dessa nova comissão. A promoção dos valores humanos no esporte é uma das principais prioridades do COI desde sua criação. Nossa missão, que é colocar o esporte a serviço da humanidade, caminha lado a lado aos direitos humanos, que fazem parte do nosso DNA”, disse o chefão.

O básico da comissão é garantir um diálogo com as cidades-sedes para que algumas normas sejam estabelecidas para receber os Jogos. Algumas das nomas pedem dos Comitês Organizadores: “respeito a legislação local, regional e nacional, assim como os acordos e protocolos internacionais do país-sede, relacionados a urbanismo, construção, proteção ao meio ambiente, saúde, segurança, condições de trabalho e luta anticorrupção”.


Fonte:Gazeta Esportiva

24 novembro 2018

Ex-presidente do Vitória, Ivã de Almeida ataca ex-dirigentes em entrevista: "Abestalhados"

Foto: Maurícia da Matta/ECV
O Vitória vive um momento complicado tanto dentro de campo como fora das quatro linhas. No Campeonato Brasileiro, o clube ocupa a 19ª posição, com apenas 36 pontos e chances mínimas de se livrar do rebaixamento. Nesta sexta-feira, após um longo período longe dos holofotes, quem resolveu "aparecer" foi o ex-presidente do Vitória, Ivã de Almeida, que renunciou ao cargo no ano passado depois de ser acusado de 'gestão temerária'.

Vale lembrar que Ivã é um dos responsáveis pelo atual momento do Leão. O que causa estranheza é que ele não assumiu culpa por nada que aconteceu no clube, como se sua gestão tivesse sido exemplar.

Durante entrevista à rádio Transamérica, o ex-dirigente resolveu partir para o ataque. O ex-cartola do Vitória bateu em Ademar de Lemos, Alexi Portela, Paulo Carneiro e fez algumas revelações bombásticas.

Confira alguns trechos da entrevista:

Sobre Paulo Carneiro

"A gestão de Paulo Carneiro não teve profissionalismo nenhum, foi tudo na base do chute. Na gestão dele as catracas do Barradão eram viciadas e rendiam de 60 a 100 mil por jogo. Paulo é um babaca. Ele acha que entende. Ele não entende nada de gestão de futebol. Ele entende de time. Ele acha q tudo se resolve na porrada, não estuda, não tem inteligência. Sem falar do 'Sou mais Vitória' que não tinha controle nenhum. Na época Ricardo David que era do marketing. Paulo Carneiro e Alexi Portela são dois abestalhados".

Sobre Ademar de Lemos

"Ademar chantageava Sinval e ameaçava ele, colocando Jorginho Sampaio nas costas de Sinval. Impôs Jorginho dentro do Vitória e disse: - Se tirar Jorginho, eu f*** tudo".

Sobre Alexi Portela

"Alexi Portela nadou de braçada porque não teve oposição e tratou o clube como se fosse dele. Alexi não cumpre acordo. Um cara que não olha no olho do outro, é falso. Ninguém gosta dele na liga do Nordeste. Pode perguntar a Ednaldo [Rodrigues, da FBF], a Marcelo [Sant'Ana]. Quem tirou Falcão foi ele. Fez pressão p Falcão sair. Alexi Portela com Ademar e Paulo Carneiro estão destruindo o Vitória. Eles ficam se reunindo".

Sobre parcerias e negociações em sua gestão

"Os chineses que estão no Milan estavam fazendo parceria com a gente. O Barcelona estava negociando parceria também. Eu negociei com Eurico Miranda a troca de Cleiton Xavier por Nenê [atualmente no São Paulo]. Podem perguntar a Nenê quantas vezes falei com ele por telefone".

Sobre a gestão do rival

“O Bahia não tem crise porque tem um grupo só trabalhando, estabilizado. Todo mundo junto. Você acha que Bellintani entende de futebol? Galliote no Palmeiras entende? O que precisa é de um gestor e um grupo unido trabalhando junto”.

Fonte:Galáticos Online

19 novembro 2018

Destaque na Alemanha, Jefferson Sousa ainda sonha em brilhar no Brasil

Destaque no futebol alemão, atacante está de volta ao Brasil e aguarda por propostas.


Foto: Arquivo Jogador
O meia atacante de 26 anos, teve como sua última temporada no Brasil o Navegantes Esporte Clube, que na época disputava a terceira divisão do Campeonato Catarinense. Teve como sua base a Escolinha 'meninos da vila' e o 'cecaf delvechio', que era do filho do ex jogador delvechio.

Jefferson chegou na Alemanha no dia 08 de março, para ser avaliado pelo VFL Eschhofen. O atleta se destacou nos treinos e despertou o interesse do clube. O atacante voltou a Alemanha no dia 8 de agosto, e fechou um contrato para a temporada 2016/2017. O clube alemão na época possuía quatro jogadores brasileiros na equipe. Jefferson Sousa, Carlos Gaúcho, Pablo Afonso e Ivens Augusto.

O VFL Eschhofen é um Clube tradicional da Alemanha, da cidade Eschhofen, interior de Frankfurt. Fundado em 20/01/1920, tem como seu maior rival o Dehr. Foram campeões da liga regional 2006/2007, conquistaram o acesso a Kreisoberliga/Kol Limb-Weilb 2011/2012. Atualmente disputa a 5° divisão da competição nacional.

Após 1 temporada na Alemanha onde foi destaque em seu time, Jefferson Sousa está de volta ao Brasil e aguarda por propostas.

14 novembro 2018

Maradona nega críticas a Messi e elogia craque do Barcelona

AFP / RONALDO SCHEMIDT
O astro Diego Maradona garantiu que adora o compatriota argentino, Lionel Messi, negando ter criticado o capitão do Barcelona em algum momento.

"Leo é meu amigo e jamais vou falar mal de um amigo. Eu adoro o Messi", disse Maradona em entrevista ao jornal Marca nesta quarta-feira.

Perguntado por suas declarações no mês passado, nas quais afirmou que "é inútil querer fazer líder um homem que vai 20 vezes no banheiro antes de um jogo", Maradona se limitou a afirmar que tudo era mentira e que não se referia a Messi.

"De Leo digo que é um fenômeno e nada mais. E que existiam jogadores que iam 20 vezes ao banheiro, mas nunca me referi a Messi", acrescentou.

"Ao contrário, o que queria Leo era se trocar rapidamente, ir para o campo e buscar a bola, coisas que outros muitos não faziam", garantiu Maradona, que comandou o camisa 10 do Barça na Copa do Mundo de 2010.

"Desde que Messi joga no Barcelona, querem nos fazer brigar permanentemente", questionou-se o ex-astro argentino.

Maradona também advogou pela volta de Messi à seleção argentina. O jogador decidiu dar um tempo do time nacional desde o final da Copa do Mundo da Rússia.

"Me parece que sim, que terá que voltar, porque se não estaremos no forno", garantiu Maradona. "Não temos um jogador como ele, mas que descanse por enquanto", concluiu Maradona.
 
Back To Top