Atividade Esporte News: Campeonato Baiano
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Campeonato Baiano. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Campeonato Baiano. Mostrar todas as postagens

01 dezembro 2018

Vitória conquista bicampeonato estadual da categoria Sub-17 ao empatar clássico fora de casa

A vantagem foi conquistada em casa: 2 a 0. Neste sábado (1º), no jogo de volta, o Vitória jogou bem, foi superior ao rival empatou em 0 a 0 e conquistou o bicampeonato baiano juvenil em Pituaçu.

O Sub-17, comandado por Rodrigo Chagas, ex-lateral direito, fecha a temporada com mais um título: foi campeão invicto da Supercopa Natal e ganhou a Copa Rubro-Negra. O goleiro Cabral foi o menos vazado e ficou com o troféu.

Com 40 minutos do segundo tempo, a torcida rubro-negra começou a gritar é bicampeão. Ao apito final, os garotos comemoraram a conquista e, após a entrega do troféu e das medalhas, deram a volta olímpica e juntaram-se aos torcedores para festejar o bicampeonato.

Para conquistar o bicampeonato, o Vitória disputou 12 jogos, venceu 10, empatou um e perdeu outro jogando com um time misto porque o titular estava disputando a Copa Brasil da categoria. Marcou 40 gols e os artilheiros foram Erivaldo e Hítalo, cada um com 6 gols.

O jogo
No jogo decisivo deste sábado, o Rubro-Negro dominou os 90 minutos e criou oportunidades para conseguir um resultado com muitos gols. O goleiro adversário salvou pelo menos duas vezes.

CAMPEONATO BAIANO – FINAL (JOGO DE VOLTA)
Bahia 0 x 0 Vitória
Data e Horário: 1/12/2018, às 10h30
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA).
Vitória: Cabral; João Victor (Marcus), Diguinho, Matheus e Alexandre; Tássio, Douglas e Erivaldo (Dante); Ruan Nascimento (Jonathan), Ruan Costa (Lucas Barreto) e Hítalo. Técnico: Rodrigo Chagas.
Árbitro: Wagner Francisco Silva Souza, auxiliado por Ledes José Coutinho Neto e Antonielson Jesus da Silva.

30 novembro 2018

Sub-15 do Bahia conquista o Estadual dentro do Barradão

Mais um título para a divisão de base do clube e mais um conquistado dentro da casa do rival.

Na tarde desta sexta-feira (30), o Esquadrão conquistou o Campeonato Baiano sub-15 após derrotar o Vitória na disputa de pênatis: 4 a 2. No tempo normal, o Tricolor levou 2 a 1 no Barradão, mas havia vencido a partida de ida da final por 1 a 0 no estádio de Pituaçu.

O gol do título saiu dos pés do meio-campista João Pedro, enquanto o goleiro Ronaldo pegou duas cobranças. Coube a Allyson, recém-convocado, anotar o gol que levou a disputa para as penalidades.

Ao longo da campanha, o Bahia computou 31 pontos em 13 jogos, sob o comando do técnico Rafael Alan.

Hoje a equipe azul, vermelha e branca contou com Ronaldo, Allan, Kayk, Silvano e Gabriel; Luan, Allyson, João Pedro e Liedson; Daniel (Rodrigo) e Pedro (André).

04 novembro 2018

Jacobina anuncia ex-Bahia para a temporada 2019

O JEC segue se reforçando para a temporada 2019, após anunciar técnico, volante e goleiro.JEC anunciou atacante Jeam revelado na catigoria de base do Bahia, jogador de 24 anos, que já passou pelo América de Natal e CSA  reforça o ataque do JEC para a temporada 2019.




O goleiro João Paulo de 29 anos e 1.88 de altura será o responsável por fechar o gol do JEC na temporada 2019. Natural de Aracaju-SE, João Paulo já passou por clubes como o EC Vitória e CSA-AL, seu último clube foi o PFC Cajazeiras. 




Wilian é volante de 24 anos é o primeiro reforço do JEC para a temporada 2019, seu último clube foi o PFC Cajazeiras.




Paulo Sales atuou como jogador na década de 1980. Atuando como volante, integrou o time do Bahia que conquistou os títulos do Campeonato Baiano e do Brasileiro de 1988. Como técnico, já esteve a frente de times como Juazeirense, Fluminense de Feira, Colo-Colo, Jequié, Madre de Deus, Feirense, etc. Sales tem uma longa história no futebol baiano, onde conseguiu seus melhores resultados: os títulos da 2ª divisão de 2008, pelo Madre de Deus, e de 2011, pelo Juazeirense, além de dois vice campeonatos da mesma competição, pelo Jacobina e pelo Flu de Feira. Seu último clube foi o Cajazeiras, onde também alcançou o vice campeonato da 2° divisão deste ano.

Sales, que já comandou o JEC por quatro vezes, ostenta um dos melhores retrospectos a frente do Jacobina, colocou o time na elite do futebol baiano em 2014, e conquistou a vaga para a Série D de 2017, através da Copa Governador do Estado, em 2016.

10 abril 2018

Concurso: A ilheense Thais concorre a musa Ba-Vi 2018

Através da uma foto de uma linda gorda com a camisa do seu time nasceu a ideia do projeto Musa do BaVi Plus Size. Vários outros times brasileiros já possuem suas musas GG e os times baianos também merecem ter aquele mulherão defendendo seu escudo e vestindo orgulhosamente sua camisa.

Esse concurso está em sua 2ª edição e é destinado para toda mulher que foge dos padrões de beleza estabelecidos pela sociedade poder ser musa do seu time, mesmo estando acima do peso.  Participar de um concurso Plus Size é uma grande oportunidade para essas mulheres mostrarem toda sua beleza e sensualidade e esse, em específico, representar seu time do coração.


Este concurso ainda é feito de forma virtual atrás da fanpage oficial do concurso no Facebook (Musa do BAVI Plus size) e a votação é através de curtidas na foto da candidata GG preferida de cada eleitor. Nesse formato os times não competem entre si. O Concurso tem como objetivo eleger a Musa do Bahia e a Musa do Vitória então, cada eleitor pode votar em uma candidata de cada time.
Para realizar esse concurso a idealizadora e organizadora Priscila Batista conta com o apoio de Paulo Arcanjo que é um militante da causa gorda e apoiador também do movimento Vai ter Gorda.


No momento temos a dificuldade em chegar até as diretorias dos clubes para mostrar esse lindo projeto de empoderamento e incentivo à mulher assumir seu corpo e ser feliz mesmo não cabendo em manequins menores e será muito importante contar com apoio dos clubes oficializando e reconhecendo as eleitas como Musa do Clube.
Todo o projeto é sem fins lucrativos, mas, é um ganho enorme para quem idealiza ver tantas mulheres levantando sua autoestima, assumindo suas curvas e entendendo que ela pode ser feliz dói jeito que ela é.
Thais Galvão 37 anos 
Município de Ilhéus 

09 abril 2018

Vitória lamenta violência em Baianão e critica clube tricolor

"De forma orquestrada, há um movimento que visa atingir o Esporte Clube Vitória. Ataques gratuitos não serão tolerados", garantiu Ricardo David

Foto: Juliana Cavalcante/TV Bahia
As declarações e manifestações públicas negativas de membros do Esporte Clube Bahia sobre o Vitória foram criticadas pelo presidente do Conselho Diretor do clube rubro-negro na noite desta segunda-feira (9). Por meio de nota, David declarou que repudia a forma pejorativa usada pelo vice-presidente do Bahia, Vitor Ferraz, que chamou o Barradão de “sub-estádio“.

“O clube não aceitará a tentativa de desqualificação do Estádio Manoel Barradas. Assim como ocorreu no passado, são esforços inúteis de inviabilizar o estádio e não mediremos esforços para defender o nosso Santuário. De forma orquestrada, há um movimento que visa atingir o Esporte Clube Vitória. Ataques gratuitos de membros da diretoria rival direcionados à instituição e ao Santuário não serão tolerados pelo nosso Clube. Defenderemos o Barradão até a última consequência”, garantiu David.

Ainda em comunicado oficial, o time lamentou os atos de vandalismo na chegada da delegação rival ao Barradão e chegou a culpar o tricolor pelo ocorrido. “O clube é contrário a toda forma de violência. Registra, no entanto, que o adversário foi negligente e ignorou orientação passada pelo Vitória, e também pela Polícia Militar da Bahia, sobre a necessidade de antecipar o acesso ao Estádio na partida, em razão do ‘Corredor Rubro-Negro'”, explicou.

FBF divulga seleção do Baianão

Grande premiado do campeonato, o rubro-negro Neílton levou o prêmio de craque do torneio, artilheiro e melhor atacante da competição

Foto:Felipe Oliveira/EC Bahia
A Federação Bahiana de Futebol e a Rede Bahia realizaram no início da tarde desta segunda-feira (9), na churrascaria Boi Preto, na Boca do Rio, a festa de premiação dos destaques do Campeonato Baiano da Série A de 2018. Travadas as batalhas em campo, o que ficou lá de negativo já foi esquecido e a festa contemplou o Esporte Clube Bahia, campeão baiano de 2018, após dois anos de jejum. Seu presidente Guilherme Bellintani, membros da diretoria, comissão técnica e jogadores vibraram mais uma vez ao erguerem o troféu.

Os vencedores em cada categoria receberam o troféu que leva o nome do saudoso jornalista e radialista Armando Oliveira. Bahia e Vitória já estão classificados para o Campeonato do Nordeste, enquanto a Juazeirense está garantida no Pré-Nordestão. Bahia de Feira, Fluminense e Jacuipense vão disputar a Série D do Campeonato Brasileiro de 2019.

O presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues Gomes, compareceu à cerimônia junto com o vice-presidente Ricardo Lima, futuro presidente da entidade, o assessor jurídico Manfredo Lessa, que será vice-presidente da entidade em 2019, e a diretora de competições Taíse Galvão, e fez um resumo da competição estadual de 2018.

“Avalio este campeonato da forma mais positiva possível. Uma competição empolgante, onde na fase de classificação, na última rodada tudo estava em aberto. As vagas para as semifinais e a luta contra o rebaixamento. A gente verifica que houve um equilíbrio muito grande entre os clubes. Também na semifinal teve muita disputa, haja vista que os jogos de ida terminaram empatados. E a decisão também com dois jogos empolgantes. Então foi uma competição coroada de muito sucesso. É um campeonato que dá empregabilidade a toda cadeia produtiva do futebol. Parabenizo portanto aos dez clubes da Série A, aos atletas, comissões técnicas e diretorias destas agremiações. E, finalmente, parabenizar os dois finalistas, principalmente ao campeão baiano de 2018, o Esporte Clube Bahia, e ao Esporte Clube Vitória como vice-campeão, que valorizou bastante esta conquista”, avaliou Ednaldo Rodrigues.


No local, antes de serem conhecidos os melhores do campeonato foram homenageadas as instituições que ajudaram na realização de mais uma edição do Campeonato Baiano. Receberam as homenagens o secretário da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (SETRE), Vicente de Lima Neto, representante do governador Rui Costa na premiação, e o Tenente Coronel Ubiraci Vieira, representando a Polícia Militar da Bahia. Também esteve presente do diretor geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), Elias Dourado.

A seleção do Baianão 2018: Goleiro – Tigre (Juazeirense), Lateral-direito – Nino Paraíba (Bahia), Zagueiros – Tiago (Bahia) e Paulo Paraíba (Bahia de Feira); Lateral-esquerdo – Deca (Juazeirense); Volantes – Uillian Correia (Vitória) e Fillipe Souto (Vitória); Meias – Zé Rafael (Bahia) e Bruno Matos (Juazeirense); Atacantes – Edigar Junio (Bahia) e Neilton (Vitória).

O técnico vencedor foi Quintino Barbosa, o Barbosinha, do Bahia de Feira. O preparador físico foi Lucas Itaberaba, do Vitória. A equipe mais disciplinada foi a Associação Desportiva Jequié, que não levou um cartão vermelho sequer. As torcidas destaques foram: Cancão de Fogo (Juazeirense), Jegue de Ouro (Jacobna) e ADJ (Jequié).

O craque do Baianão 2018 foi o atacante Neilton, do Vitória, que também conquistou o trfoeú de artilheiro, com sete gols. A revelação também foi do Vitória: Nickson. O gol mais bonito foi do rubro-negro Denilson, em um chute fantástico do meio de campo, na vitória de 3 a 0 sobre o Bahia de Feira, em 4 de fevereiro, no Barradão.

O melhor árbitro foi Emerson Ricardo e os assistentes Elicarlos Franco de Oliveira e Marcos Welb Rocha de Amorim. Luanderson Lima dos Santos foi a revelação da arbitragem.

A maior festa do futebol baiano foi também a última de Ednaldo Rodrigues como presidente da entidade. O dirigente realizou a última competição estadual sob a sua gestão, já que no próximo ano estará assumindo a vice-presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), "Minha filha Rafaela disse que só viria numa premiação quando fosse a última que eu realizasse e ela está aqui para o meu orgulho. Desejo toda a sorte do mundo para Ricardo, que ele e Manfredo possam promover um Campeonato Baiano ainda melhor em 2019", finalizou.

Confira abaixo todos os premiados:

Seleção

Goleiro: Tigre (Juazeirense)
Lateral-direito: Nino Paraíba (Bahia)
Zagueiro 1: Tiago (Bahia)
Zagueiro 2: Paulo Paraíba (Bahia de Feira)
Lateral-esquerdo: Deca (Juazeirense)
Volante 1: Uillian Correia (Vitória)
Volante 2: Fillipe Soutto (Vitória)
Meia 1: Zé Rafael (Bahia)
Meia 2: Bruno Mattos (Juazeirense)
Atacante 1: Neilton (Vitória)
Atacante 1: Edigar Junio (Bahia)
Técnico: Barbosinha (Bahia de Feira)

Demais prêmios

Artilheiro: Neilton (Vitória) - 7 gols
Craque do campeonato: Neilton (Vitória)
Revelação: Nickson (Vitória)
Preparador físico: Lucas Itaberaba (Vitória)
Gol mais bonito: Denílson (Vitória)
Melhor árbitro: Emerson Ricardo de Almeida Andrade (CBF/Salvador)
Melhores assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (CBF/Salvador) e Marcos Welb Rocha de Amorim (CBF/Salvador)
Árbitro revelação: Luanderson Lima dos Santos (CBF/Salvador)
Time Fair Play: Jequié
Melhores torcidas: Jegue de Ouro (Jacobina), Cancão de Fogo (Juazeirense) e ADJ (Jequié)

08 abril 2018

Após título, Vinicius destaca espírito do grupo Tricolor

Foto:Felipe Oliveira/EC Bahia
Destaque e artilheiro do time no Campeonato Baiano, com 5 gols, o meia Vinicius concedeu entrevista no gramado do Estádio Manoel Barradas, depois da conquista do título estadual, e fez questão de atribuir o bom momento da equipe à união entre eles.

“Esse grupo mostrou que é maravilhoso. Não começamos o ano muito bem, fomos criticados, e agora estamos aqui comemorando o título. Time grande é assim mesmo e cresce na hora correta”, afirmou.

Vinicius também comentou a chegada da delegação do Esquadrão ao estádio, quando o ônibus foi alvo de latas e pedras. Segundo o camisa 29, o ato de vandalismo serviu de combustível para os 90 minutos finais do Campeonato Baiano.

“Nós chegamos de uma forma muito ruim ao estádio, com o ônibus sendo apedrejado, mas só nos uniu ainda mais. Jogamos futebol”, reafirmou.

Após título, Guto desabafa: “As pessoas não queriam ter paciência”

Já era esperado o desabafado, afinal, o técnico Guto Ferreira engoliu seco todo esse tempo as críticas, contestações e protestos da torcida do Bahia, que à cada derrota não exitou em cantar em alto e bom som “Adeus, Gutô!”. Mas neste domingo, após a conquista do título baiano dentro do Barradão, Gordiola usou os microfones para rebater e alfinetar diante dos questionamentos que sofreu e explicou que o desempenho abaixo do esperado de sua equipe no início de temporada é algo normal.

Confira:

– Antes de criticar, as pessoas precisam se embasar sobre o treinamento esportivo. Esse déficit de desempenho tinha explicação, mas as pessoas não queriam compreender, ter paciência. A gente foi dando tempo, o grupo foi assentando e, no final, está aí. Isso [vaias e cobranças] aconteceu em 2016, 2017, e vai acontecer de novo. Porque, antes de criticar, as pessoas precisam se embasar sobre o treinamento esportivo, acreditar mais nos que estão conseguindo resultado. Para mim, é muito tranquilo. Se, em algum momento, acontecesse a cisão do trabalho, com certeza, a gente ficaria chateado, mas são escolhas. Assim como eu, outras pessoas têm que tomar decisões. Eu também. Tem que ter convicção. Isso nos trouxe até aqui para levantar o título, afirmou à rádio Metrópole.


Fonte:Futebol Bahiano
 
Back To Top