Atividade Esporte News: Campeonato Ingles
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Campeonato Ingles. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Campeonato Ingles. Mostrar todas as postagens

19 maio 2020

Premier League tem 6 casos de covid-19 entre jogadores e funcionários

Liga faz anúncio no mesmo dia de retorno a treinos em grupos


A Premier League (entidade que organiza o Campeonato Inglês) anunciou nesta terça (19) que seis atletas ou funcionários de três clubes que fazem parte da sua liga deram positivo para o novo coronavírus (covid-19).

No comunicado divulgado em seu site, a entidade informou que nos dias 17 e 18 de maio 748 jogadores e funcionários foram testados. Aqueles que deram positivo ficarão agora isolados por um período de sete dias.

Esta informação chega a público um dia após os clubes da Inglaterra decidirem, em uma reunião por videoconferência, permitir o retorno de treinos em pequenos grupos a partir da tarde desta terça.

“Os acionistas da Premier League votaram hoje [segunda], por unanimidade, pelo retorno dos treinos em pequenos grupos a partir da tarde de amanhã, o primeiro passo para reiniciar a Premier League, quando for seguro”, diz o comunicado divulgado na última segunda.

Se entre os dirigentes o retorno aos treinos è unanimidade, entre os jogadores não pode ser dito o mesmo. Um exemplo é o capitão do Watford, Troy Deeney.

Segundo a empresa pública de comunicação britânica BBC, Deeney se recusou a voltar aos treinos com o restante da equipe porque teme pela saúde de sua família. Em entrevista ao programa Talk the Talk, exibido no Youtube, o atacante disse que é preciso apenas uma pessoa dentro do grupo para se infectar. Deeney revelou que seu filho de cinco meses teve dificuldades respiratórias e ele não quer voltar para casa e colocá-lo em perigo.


Fonte: Agência Brasil

Capitão do Watford se recusa a retornar aos treinos na Inglaterra

Troy Deeney teme infectar seu filho de cinco meses com a covid-19

Foto: Lee Smith/Reuters

Apesar da decisão unânime dos 20 clubes do Campeonato Inglês de reiniciar hoje (19) os treinamentos presenciais, nem todos os jogadores concordaram com o retorno das atividades. Um deles é o capitão do Watford, Troy Deeney.

De acordo com a BBC, Deeney se recusou a voltar aos treinos com o restante da equipe porque teme pela saúde de sua família, por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Em entrevista ao programa Talk the Talk, exibido no Youtube, o atacante disse que é preciso apenas uma pessoa dentro do grupo para se infectar. Deeney revelou que seu filho de cinco meses teve dificuldades respiratórias e ele não quer voltar para casa e colocá-lo em perigo.

Não foi a primeira vez que Troy Deeney manifestou sua insatisfação com o retorno das atividades. Na semana passada, a Premier League promoveu uma reunião entre os capitães das equipes e médicos especialistas para discutir as medidas de segurança incluídas no protocolo desenvolvido.

O capitão do Watford explicou o questionamento que fez durante o encontro.

“Fiz perguntas simples. Os negros, asiáticos e misturas étnicas têm quatro vezes mais chances de contrair a doença, duas vezes mais chances de ter doenças duradouras. Há algo extra, triagem adicional, exames cardíacos para ver se as pessoas têm problemas? Não. Ok, então acho que isso deve ser resolvido.”

Troy Deeney lembrou que não pode cortar o cabelo até meados de julho, mas poderia entrar em campo com outras 19 pessoas e ninguém consegue responder às suas perguntas, não porque não querem, mas porque não sabem a informação.

O capitão do Watford não deve ter problemas com a diretoria do clube. O técnico Nigel Pearson afirmou no último domingo (17), em entrevista ao jornal The Times, que não iria forçar nenhum atleta a retomar os treinos.  

Fonte: Agência Brasil

Premier League autoriza treinos em pequenos grupos

Este é mais um passo rumo ao retorno do Campeonato Inglês

Foto: Lee Smith/Reuters

Os clubes da Inglaterra deram um passo importante para o retorno do campeonato nacional do país. Em uma reunião por videoconferência, realizada nesta segunda (18), os clubes que participam da competição decidiram, de forma unânime, permitir o retorno de treinos em pequenos grupos a partir da tarde da próxima terça.

“Os acionistas da Premier League [entidade que organiza o Campeonato Inglês] votaram hoje, por unanimidade, pelo retorno dos treinos em pequenos grupos a partir da tarde de amanhã, o primeiro passo para reiniciar a Premier League, quando for seguro”, diz o comunicado.

Segundo a Premier League: “O primeiro passo do protocolo de retorno aos treinos permite que as equipes treinem, mantendo distanciamento social. O treinamento com contato ainda não é permitido. Esta primeira etapa foi acertada em consulta com jogadores, dirigentes, médicos de clubes da Premier League, especialistas independentes e Governo. Protocolos médicos rigorosos do mais alto padrão garantirão que todos retornem aos treinos no ambiente mais seguro possível. A saúde e o bem-estar de todos os participantes são a prioridade da Premier League, e o retorno seguro ao treinamento é um processo passo a passo”.

No final da última semana foi dado outro sinal de que a competição pode estar no caminho do reinício, quando o secretário de Internet, Cultura, Mídia e Esporte do governo britânico, Oliver Dowden, afirmou que o Governo está “abrindo a porta” para o futebol voltar no próximo mês.

“O Governo está abrindo a porta para o futebol voltar com segurança em junho. Isto deveria incluir ampliar o acesso para torcedores verem cobertura ao vivo e fazer com que as finanças da retomada dos jogos sustente a família do futebol como um todo”, declarou o líder político naquela oportunidade.


Fonte: Agência Brasil

03 dezembro 2018

Federação inglesa abre processo contra Klopp por comemoração em vitória sobre Everton

Klopp comemora a vitória do Liverpool contra o Everton. (AFP / Oli SCARFF)
A Federação Inglesa de futebol (FA) abriu nesta segunda-feira um processo disciplinar contra o técnico Jurgen Klopp, que invadiu o gramado para comemorar o gol da vitória do Liverpool na partida contra o Everton (1-0).

Após a bola estufar as redes aos 51 minutos do segundo tempo, o alemão entrou correndo no campo para abraçar o goleiro brasileiro Alisson Becker.

"Tenho que me desculpar, porque não queria ser desrespeitoso. Mas não consegui impedir, o jogo foi de uma intensidade incrível", explicou Klopp após a partida.

"Imediatamente depois do jogo eu me desculpei com Marco Silva (técnico do Everton)", acrescentou o alemão.

Por outro lado, o treinador dos Toffees disse não ter escutado as desculpas de Klopp, mas não foi duro com o alemão.

"Não posso dizer que foi desrespeitoso porque não o vi. Quando ver talvez possa dizer mais sobre essa situação", declarou Silva ao final do jogo.

Klopp tem até quinta-feira para rebater o processo.

02 dezembro 2018

Torcedor do Tottenham é preso após jogar casca de banana para Aubameyang

(Foto: Ian Kington/AFP)
Aubameyang cobrou pênalti e abriu o placar no Emirates na goleada do Arsenal sobre o Tottenham neste domingo. Da arquibancada, no entanto, um dos torcedores dos Spurs jogou uma casca de banana no que pode ter sido mais um episódio de racismo no futebol. Segundo a imprensa britânica, o responsável pelo ato foi preso e a polícia investigará se houve motivação racial.

“O atacante do Gabão tinha acabado de colocar os Gunners na frente após pênalti quando uma banana foi lançada contra ele, tendo um homem sido preso mais tarde. 

A Associação de Futebol (FA) confirmou que vai lançar uma investigação sobre o incidente”, diz a matéria do jornal The Mirror.

Além desse incidente, durante a partida, Dier, do Tottenham, comemorou seu tento colocando o dedo na boca para pedir silêncio em frente à torcida do Arsenal, o que acabou causando discussão e empurra-empurra. A FA também irá decidir qual punição aplicará aos clubes por não terem conseguido conter os jogadores na ocasião.

O Arsenal venceu, pela 14° rodada do Campeonato Inglês, em casa, um dos seus maiores rivais, o Tottenham, por 4 a 2, e manteve a excelente fase no torneio nacional: a última derrota aconteceu na segunda rodada, diante do Chelsea. Além disso, o triunfo fez os donos da casa ultrapassarem os Spurs na tabela e entrar no grupo de acesso para a Liga dos Campeões do ano que vem.


Fonte:Gazeta Esportiva

Liverpool vence dérbi contra Everton com gol bizarro nos acréscimos

AFP / Oli SCARFF
Com um gol do belga Divock Origi aos 51 minutos do segundo tempo, o Liverpool (2º) venceu por 1 a 0 o clássico contra o Everton (6º), neste domingo, no último jogo da 14ª rodada da Premier League.

A jogada do gol foi totalmente inesperada. O holandês Van Dijk tentou acertar um voleio da entrada da área, mas pegou mal e parecia que a bola sairia pela linha de fundo. No entanto, acabou quicando duas vezes no travessão antes de voltar ao campo na cabeça de Origi, que só empurrou para as redes.

A vitória mantém os Reds na perseguição ao líder Manchester City, que venceu o Bournemouth (9º) por 3 a 1 no sábado.

Mais cedo, o Arsenal venceu de virada o dérbi contra o Tottenham (5º) por 4 a 2 e entrou na zona de classificação da Liga dos Campeões, enquanto o Chelsea (3º) superou o Fulham (20º) por 2 a 0.

Pierre-Emerick Aubameyang (10 pênalti e 56 minutos), Alexandre Lacazette (75) e o uruguaio Lucas Torreira (77) garantiram a goleada dos Gunners. Já os Spurs marcaram com Eric Dier (30) e Harry Kane (34 pênalti).

A vitória dá prestígio ao técnico espanhol Unai Emery, que disputa sua primeira temporada no Campeonato Inglês. A decisão de colocar Lacazette em campo após o intervalo foi fundamental para a virada da equipe.

Com o triunfo, o Arsenal empata com o Tottenham com 30 pontos, mas entra na zona de classificação para a Champions por conta do saldo de gols.

Já o Chelsea venceu o lanterna Fulham com gols do espanhol Pedro Rodríguez e de Ruben Loftus-Cheek. Os comandados do italiano Maurizio Sarri voltam a entrar no pódio da competição.

-- Programação e resultados da 14ª rodada do Campeonato Inglês

- Sexta-feira:

Cardiff City - Wolverhampton 2 - 1

- Sábado:

Crystal Palace - Burnley 2 - 0

Newcastle - West Ham 0 - 3

Manchester City - AFC Bournemouth 3 - 1

Leicester - Watford 2 - 0

Huddersfield Town - Brighton and Hove Alb1 - 2

Southampton - Manchester United 2 - 2

- Domingo:

Chelsea - Fulham 2 - 0

Arsenal - Tottenham 4 - 2

Liverpool - Everton 1 - 0

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Manchester City 38 14 12 2 0 43 6 37

2. Liverpool 36 14 11 3 0 27 5 22

3. Chelsea 31 14 9 4 1 30 11 19

4. Arsenal 30 14 9 3 2 32 18 14

5. Tottenham 30 14 10 0 4 25 15 10

6. Everton 22 14 6 4 4 20 16 4

7. Manchester United 22 14 6 4 4 22 23 -1

8. Leicester 21 14 6 3 5 20 17 3

9. AFC Bournemouth 20 14 6 2 6 23 21 2

10. Watford 20 14 6 2 6 17 19 -2

11. Brighton and Hove Alb 18 14 5 3 6 16 20 -4

12. Wolverhampton 16 14 4 4 6 13 17 -4

13. West Ham 15 14 4 3 7 17 22 -5

14. Crystal Palace 12 14 3 3 8 10 17 -7

15. Newcastle 12 14 3 3 8 11 19 -8

16. Cardiff City 11 14 3 2 9 13 27 -14

17. Huddersfield Town 10 14 2 4 8 9 24 -15

18. Southampton 9 14 1 6 7 12 26 -14

19. Burnley 9 14 2 3 9 13 29 -16

20. Fulham 8 14 2 2 10 14 35 -21

Arsenal vence dérbi contra Tottenham e entra na zona da Champions

Alexandre Lacazette (D) comemora gol marcado contra o Tottenham, dia 2 de dezembro de 2018, em Londres.(AFP / Adrian DENNIS)
O Arsenal venceu de virada o dérbi contra o Tottenham (5º) por 4 a 2, neste domingo, pela 14ª rodada da Premier League, e entrou na zona de classificação da Liga dos Campeões, enquanto o Chelsea (3º) superou o Fulham (20º) por 2 a 0.

Pierre-Emerick Aubameyang (10 pênalti e 56 minutos), Alexandre Lacazette (75) e o uruguaio Lucas Torreira (77) garantiram a goleada dos Gunners. Já os Spurs marcaram com Eric Dier (30) e Harry Kane (34 pênalti).

A vitória dá prestígio ao técnico espanhol Unai Emery, que disputa sua primeira temporada no Campeonato Inglês. A decisão de colocar Lacazette em campo após o intervalo foi fundamental para a virada da equipe.

Com o triunfo, o Arsenal empata com o Tottenham com 30 pontos, mas entra na zona de classificação para a Champions por conta do saldo de gols.

Mais cedo, o Chelsea venceu o lanterna Fulham com gols do espanhol Pedro Rodríguez e de Ruben Loftus-Cheek. Os comandados do italiano Maurizio Sarri voltam a entrar no pódio da competição.

Ainda neste domingo, Liverpool e Everton disputam mais um clássico local. Os Reds precisam da vitória para manter a perseguição ao líder Manchester City, que chegou a 38 unidades depois de vencer o Bournemouth no sábado (3-1).

-- Programação e resultados da 14ª rodada do Campeonato Inglês

- Sexta-feira:

Cardiff City - Wolverhampton 2 - 1

- Sábado:

Crystal Palace - Burnley 2 - 0

Newcastle - West Ham 0 - 3

Manchester City - AFC Bournemouth 3 - 1

Leicester - Watford 2 - 0

Huddersfield Town - Brighton and Hove Alb1 - 2

Southampton - Manchester United 2 - 2

- Domingo:

Chelsea - Fulham 2 - 0

Arsenal - Tottenham 4 - 2

Liverpool - Everton

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Manchester City 38 14 12 2 0 43 6 37

2. Liverpool 33 13 10 3 0 26 5 21

3. Chelsea 31 14 9 4 1 30 11 19

4. Arsenal 30 14 9 3 2 32 18 14

5. Tottenham 30 14 10 0 4 25 15 10

6. Everton 22 13 6 4 3 20 15 5

7. Manchester United 22 14 6 4 4 22 23 -1

8. Leicester 21 14 6 3 5 20 17 3

9. AFC Bournemouth 20 14 6 2 6 23 21 2

10. Watford 20 14 6 2 6 17 19 -2

11. Brighton and Hove Alb 18 14 5 3 6 16 20 -4

12. Wolverhampton 16 14 4 4 6 13 17 -4

13. West Ham 15 14 4 3 7 17 22 -5

14. Crystal Palace 12 14 3 3 8 10 17 -7

15. Newcastle 12 14 3 3 8 11 19 -8

16. Cardiff City 11 14 3 2 9 13 27 -14

17. Huddersfield Town 10 14 2 4 8 9 24 -15

18. Southampton 9 14 1 6 7 12 26 -14

19. Burnley 9 14 2 3 9 13 29 -16

20. Fulham 8 14 2 2 10 14 35 -21

01 dezembro 2018

United sai atrás, mas arranca empate contra o Southampton

Foto:Glyn Kirk/AFP
O Manchester United segue com sua campanha irregular no Campeonato Inglês. Neste sábado, empate em 2 a 2 com o Southampton, no St. Mary´s Stadium, pela 14ª rodada da competição. O resultado, aliás, pode ser considerado positivo pela circunstância do jogo. Os Diabos Vermelhos saíram perdendo por 2 a 0, e buscaram a igualdade. Todos os gols saíram no primeiro tempo.

Armstrong e Cedric fizeram os dois primeiros a favor dos Saints. O time de Mourinho reagiu e empatou com Lukaku e Ander Herrera de letra. O belga aliás, quebrou um jejum de 980 minutos sem balançar as redes.

Mesmo assim, foi mais uma atuação abaixo do time de José Mourinho, que pouco criou, e viu ainda no segundo tempo o Southampton ter as chances mais claras. O resultado deixa o Manchester em sétimo lugar, com 22 pontos, longe ainda de uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões.

Os Diabos Vermelhos voltam a campo já na quarta-feira contra o Arsenal, no Old Trafford. Na mesma data, o Southampton pega o Tottenham, longe de seus domínios.

Primeiro tempo eletrizante e com quatro gols

Com dois minutos de jogo, o Manchester quase saiu na frente. McCarthy deu uma furada absurda na pequena área, Rahford tocou de calcanhar, mas Lukaku teve o chute bloqueado pelo goleiro na sequência.

Porém, dez minutos mais tarde, o Southampton saiu na frente. Redmond costurou a defesa rival, Obafemi recebeu na área e abriu para Armstrong bater forte e cruzado para abrir o marcador.

No embalo da torcida, aos 19 minutos, os mandantes ampliaram. Cedric cobrou falta por cima da barreira com categoria, inapelável para De Gea, e fez o segundo tento dos mandantes no confronto.

Depois disso, o United começou a pressionar e teve boas oportunidades com McTominay e Rashford. Aos 33, os Diabos Vermelhos descontaram. Rashford ganhou no corpo de Stephens e Yoshida. Depois deu belo passe para Lukaku marcar. O centroavante belga não balançava as redes há exatos 980 minutos.

A reação dos comandados de Mourinho não parou por aí. Rashford fez bela jogada individual pela direita e cruzou rasteiro para Ander Herrera desviou de letra, McCarthy ainda tentou a defesa, mas em vão. Placar empatado em 2 a 2, com 40 minutos eletrizantes de bola rolando.

Times caem no segundo tempo e jogo termina empatado

Na volta da etapa complementar, o United voltou melhor, e teve duas boas oportunidades logo de cara com Rashford e Young. Porém, o segundo tempo caiu bastante de produção em relação ao primeiro, com poucas chances claras de gol.

Apesar de não ter gols ou lances de perigo, os dois times chegavam, cercavam a área, e assim, tínhamos um segundo tempo bem movimentado. A partir dos 30 minutos, o United começou a apelar para bolas alçadas na área para Fellaini. Mas quem assustou foram os Saints em finalização forte de Redmond e bela defesa de De Gea.

Nos minutos finais, quem pressionou e buscou o terceiro gol foi o Southampton. O United, decepcionava mais uma vez, especialmente por querer sustentar o resultado e só partir quando tinha o contra-ataque. Assim, o placar não se alterou e ficou em 2 a 2.

Confira os resultados deste sábado pelo Campeonato Inglês:

Crystal Palace 2 x 0 Burnley
Huddersfield 1 x 2 Brighton
Leicester 2 x 0 Watford
Manchester City 3 x 1 Bournemouth
Newcastle 0 x 3 West Ham
Southampton 2 x 2 Manchester United


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top