Atividade Esporte News: Copa América
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Copa América. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Copa América. Mostrar todas as postagens

18 setembro 2018

Conmebol confirma Morumbi como sede da abertura da Copa América

Foto:Divulgação
A Conmebol confirmou no início da noite desta terça-feira o Morumbi como sede da abertura da Copa América de 2019, que será disputada no Brasil. 

Além de ratificar São Paulo como sede do primeiro duelo, a entidade máxima do futebol sul-americano anunciou que o Mineirão (Belo Horizonte) e a Arena do Grêmio (Porto Alegre) vão receber as semifinais da competição. A decisão terá como palco o Maracanã (Rio de Janeiro).

O Allianz Parque (São Paulo) e a Arena Fonte Nova (Salvador) também estão na lista das sedes para a competição. Será a primeira Copa América em solo brasileiro desde 1989, quando a seleção conquistou o torneio.

"Nosso objetivo foi selecionar estádios modernos, com grande capacidade de público e que tenham operação regular em jogos de futebol e shows internacionais. Combinamos estádios usados na Copa [Maracanã, Fonte Nova e Mineirão] com outros que não estiveram nos grandes eventos no Brasil", justificou Rogério Caboclo, CEO do Comitê Organizador Local.

"Além disso, preservamos a recuperação física dos atletas e qualidade do espetáculo com a premissa de que não teremos viagens de mais de três horas entre as sedes", acrescentou o dirigente, que assume a presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) no ano que vem.

A versão 2019 do torneio, vencido pelo Chile nas duas últimas edições, contará com os dez membros da Conmebol (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Equador, Colômbia, Chile, Bolívia, Venezuela e Peru) e dois convidados (Japão e Qatar).


Fonte:Uol Esporte

14 junho 2018

CBF anuncia Salvador e mais quatro sedes da Copa América de 2019

A Confederação Brasileira de Futebol confirmou nesta quinta-feira as cinco cidades-sede da Copa América de 2019, que será realizada no Brasil. Os jogos do torneio continental acontecerão em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador.
A definição das cinco sedes aconteceu no encontro entre os presidentes de federações sul-americanas, na inauguração da casa Conmebol, em Moscou, na Rússia. O vice-presidente da CBF, José Sarney, foi o responsável por discursar, já que Coronel Nunes sequer apareceu no evento pelo mal-estar criado na última quarta-feira.

Além de José Sarney, quem também representou a CBF no encontro foi Rogério Caboclo, diretor executivo de gestão e futuro presidente da entidade. Caboclo, que já venceu a eleição presidencial sem qualquer concorrente, assumirá o cargo em abril de 2019.

Apesar de as cidades-sede terem sido divulgadas, ainda não se sabe em quais estádios os jogos irão acontecer. A tendência é que apenas em São Paulo haja a possibilidade de os confrontos não serem realizados no estádio que sediou a Copa do Mundo de 2014, uma vez que o Allianz Parque está na briga para desbancar a Arena Itaquera como palco da Copa América.

A Copa América de 2019 está prevista para começar no próximo dia 14 de junho. A final acontece no dia 7 de julho. Esse será o primeiro torneio continental de seleções realizado no Brasil desde 1989, quando a Seleção se sagrou campeã em cima do Uruguai.

Aline Reis avalia semana de treinos com a Seleção Brasileira pós título da Copa América

Goleira campeã da Copa América 2018, Aline Reis avalia semana de treinos em Itu.


Foto: Hernan Contreras
A sétima conquista da Copa América feminina, aconteceu em abril deste ano no Chile. A goleira Aline Reis foi uma das jogadoras que se destacou vestindo a camisa verde e amarela. Após a conquista, a atleta foi novamente convocada e falou sobre essa semana de treinos em Itu.

"Essa etapa de treinamentos foi a primeira convocação pós Copa América. Tivemos uma semana produtiva de treinamentos e finalizamos o trabalho com um jogo-treino contra a base masculina do Ituano", disse Aline Reis.

Aline Reis também fala sobre os próximos compromissos da Seleção Brasileira feminina de futebol.

"O próximo compromisso da Seleção Brasileira Feminina será o Torneio das Nações, nos Estados Unidos, do dia 26 de Julho à 2 de Agosto. Além de Brasil e Estados Unidos, também estarão presentes Austrália e Japão, o que significa que será uma competição muito forte e bem disputada. É uma excelente oportunidade para o Brasil jogar contra seleções que estão em alta no cenário mundial", esclareceu Aline Reis.

"Como o torneio não será “Data Fifa”, teremos alguns desfalques de jogadoras importantes que por falta de liberação dos clubes, não poderão participar da competição. Por isso o professor Vadão também aproveitou essa convocação para observar outras jogadoras que não têm sido convocadas mas que vêm se destacando em seus clubes", ressaltou Aline Reis.

A goleira da Seleção Brasileira Feminina, se apresentará em agosto, em seu novo clube, mas por enquanto segue treinando na Lusa. Nos últimos anos, a equipe Granadilla Egatesa, mais conhecida como UDG Tenerife, tem sido referência na La Liga feminina, tendo terminado a última temporada em quarto lugar, atrás de Atlético de Madrid, Barcelona e Athletic Club.

"Ainda estou esperando a liberação da minha transferência para a Portuguesa para poder jogar alguns jogos nesse período em que permanecerei no Brasil. Por enquanto, sigo com os treinamentos na Lusa aguardando a próxima convocação para a Seleção Brasileira. 
A minha pré-temporada com meu time espanhol, UDG Tenerife, só começa em Agosto. Após o Torneio das Nações nos Estados Unidos, me apresentarei direto no clube", finalizou

04 maio 2018

Conmebol confirma 12 seleções na próxima Copa América

 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Na tarde desta sexta-feira, a Conmebol anunciou que 12 seleções disputarão a Copa América de 2019, no Brasil. Além dos membros da entidade, Japão e Catar foram convidados e aceitaram participar da competição, que se realizará entre 14 de junho e 7 de julho do próximo ano, em sete cidades e oito estádios brasileiros.

“A Copa América do Brasil em 2019 será uma competição apaixonante, na qual qualquer um poderá chegar ao título. Além de contar com a participação das seleções nacionais de nossas dez associações-membro, damos novamente as boas-vindas à seleção do Japão, cuja associação nos unimos com um vínculo próximo de amizade, e, pela primeira vez, contaremos com a participação do Catar, que será a anfitriã da Copa do Mundo Fifa em 2022”, disse o Presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

Inicialmente, discutia-se a ideia de 16 seleções disputarem a Copa América, mas a Conmebol manteve as 12, como nas outras edições. Além de Japão e Catar, convidadas, farão parte Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Paraguai, Peru, Equador, Venezuela, Colômbia e Bolívia. O vencedor garante vaga na Copa das Confederações de 2021, no Catar.

A Copa América é o torneio de seleções mais antigo do mundo, com a primeira edição disputada na Argentina, em 1916. Esta será a quinta vez que a competição será realizada no Brasil e a primeira celebrada no país desde 1989. O atual bicampeão Chile tentará manter a boa sequência, enquanto o Uruguai pretende prosseguir com sua soberania de 15 títulos, diante da Argentina, que possui 14, e do Brasil, que já levantou a taça em oito oportunidades, a última delas em 2007.


Fonte:Gazeta Esportiva

16 abril 2018

Brasil joga bem e vence Chile com facilidade pela Copa América

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Nesta segunda-feira, no Estádio La Portada, Brasil e Chile se enfrentaram pela Copa América de Futebol Feminino. A Seleção não teve dificuldades, e conseguiu vencer por 3 a 1, gols anotados por Mônica, Bia e Thiasinha; López descontou para as donas da casa. Após um primeiro tempo intenso em que marcou três gols, as brasileiras tiraram o pé, sofreram um gol, mas nada que alterasse o cenário do jogo, sempre controlado pelo time comandado pelo técnico Vadão.

O próximo jogo da Seleção comandada por Vadão pegará a Argentina às 19h00 (horário de Brasílai), no Estádio La Portada, no Chile.

O jogo – O Brasil começou tomando a iniciativa da partida, com uma escalação bastante ofensiva. Mesmo jogando em casa, as chilenas optavam, por sair nos contra-ataques, e se fechavam bem no início do jogo.

A equipe canarinha seguia tocando muito bem a bola, mas com dificuldades para criar grandes oportunidades de gol. Os mandantes por sua vez, marcavam muito bem a saída de bola. Mas faltava calma à equipe amarela, pois queria resolver as jogadas rapidamente.

O primeiro bom momento do Brasil foi aos 19 minutos. Já que não conseguia penetrar na defesa chilena, Rafaelle fez boa tabela com Formiga e arriscou de longe, acertando o travessão. Dois minutos depois, a Seleção Brasileira abriu o placar, Marta cobrou falta, e após cabeçada na trave, a zagueira Mônica pegou o rebote e abriu o placar, explorando o ponto fraco das adversárias.

Percebendo a fragilidade do Chile na bola aérea, o Brasil explorou o setor, após outro cruzamento na área, Bia cabeceou com tranquilidade e ampliou o marcador. Os tentos deram tranquilidade, e depois de boa jogada individual de Marta pela esquerda e cruzamento perfeito, Thaisinha só empurrou para a rede, 3 a 0 fácil.

Na etapa final, as chilenas voltaram melhor, mas só conseguiam por meio de finalizações de longa distância, até que finalmente, López acertou um torpedo aos 17 minutos. A tônica da partida seguia com a Seleção Brasileira tirando o pé, enquanto o Chile tentava reação, mas nada que impedisse a vitória parcial.

Com as boas alterações de Vadão, o time melhorou um pouco e passou a controlar um pouco mais a partida. Além disso, a equipe da casa cansava, se mostrava esgotada, assim, o Brasil era muito superior, e conseguiu ganhar a partida por 3 a 1.


Fonte:Gazeta Esportiva

12 abril 2018

Por direitos da Copa América, Globo paga um terço do valor do Paulista

Emissora carioca pagará R$ 51 milhões por todos os direitos da edição de 2019 do torneio, que será disputado no Brasil

Foto:Reprodução
A Globo pagará por todos os direitos da Copa América-2019 no Brasil R$ 51 milhões – um valor que, comparando com outros torneios transmitidos pela emissora, representa um terço do que foi pago pelo Campeonato Paulista. 

O contrato firmado diretamente entre a Globo e a Conmebol foi assinado em 2010 e envolve duas edições da Copa América (2015 e 2019), mais todos os campeonatos sul-americanos sub-17 e sub-20 do período. Quem assinou pela Conmebol foi o ex-presidente da Conmebol Nicolás Leóz que está em prisão domiciliar no Paraguai por acusações de corrupção no caso Fifa.

Na Justiça dos EUA, o ex-executivo da Torneos Alejandro Burzaco acusou a Globo de pagar propina por direitos da Libertadores e da Copa do Mundo. A emissora nega essas acusações. Há ainda denúncia de que contratos da Copa América obtidos pela Datisa foram fruto de subornos.

Pelo contrato direto entre Globo e Conmebol, a emissora fez uma oferta à confederação pela Copa América e seu comitê executivo aceitou. Ou seja, não houve concorrência como está previsto ocorrer atualmente na confederação. A proposta era de pagar US$ 30 milhões (R$ 102 milhões) por duas edições da Copa América e mais os campeonatos de categorias de base.

Para efeito de comparação, um ano de contrato do Campeonato Paulista vale R$ 160 milhões e o Estadual do Rio tem valor de R$ 120 milhões. Ressalte-se que o Paulista e o Carioca tem 18 datas em TV Aberta com quatro times grandes por quatro meses. A Copa América terá maior visibilidade concentrada com até seis jogos da seleção que todo país assistirá, além de Messi e a Argentina, por um pouco menos de um mês.

Em 2010, época da assinatura do contrato, estava previsto que a Copa América de 2015 seria no Brasil. Posteriormente, houve uma troca com o Chile que ficou com esta edição, e o Brasil se tornou sede de 2019. Ou seja, a Conmebol sabia que estava vendendo sua principal competições de seleção para a maior rede do país.

Ao mesmo tempo, era um período com menor concorrência entre televisões a cabo já que não existia a Fox Sports e o Esporte Interativo não tinha a capacidade de investimento atual. Houve crescimento do valor de direitos esportivos. Em compensação, a Record estava investindo no esporte, pois comprou os direitos da Olimpíada.

Pelo acordo entre a Globo e a Conmebol, a Copa América tem que ter um mínimo de 25 jogos. A Globo já realizou pagamento da maior parte do valor acertado. Pelo acordo, a emissora tem que pagar mais US$ 11 milhões até 30 dias antes da Copa América. O acordo engloba todos os direitos, incluindo internet, TV a cabo e aberta.

Foi dada à emissora brasileira também o direito de preferência sobre renovação do acordo. Isso significa que para a próxima Copa América a Globo terá direito de igualar a melhor proposta de outra TV que tem que ser apresentada pela Conmebol.

A gestão do presidente da confederação sul-americana, Alejandro Dominguez, ficou surpresa com a existência desse contrato com a Globo. Isso porque o documento não constava dos arquivos da entidade, tendo sumido no período dos antecessores. Foi a própria emissora que apresentou o documento.

Com isso, a Conmebol teve restrito os seus direitos de negociação, reduzindo a receita com a Copa América. O contrato da Globo é considerado abaixo do que vale o mercado dentro da confederação que até pensa em negociar um aumento. Após uma licitação, a confederação sul-americana cedeu a MP & Silva a responsabilidade de vender os direitos da Copa América, excluindo o que já fora negociado.

Questionada, a emissora defendeu a lisura do contrato: ‘Em 2010, o Grupo Globo negociou de boa-fé os direitos de transmissão da Copa América, edições de 2015 e 2019, em valores de mercado. Nas suas relações comerciais, como aliás, em todas as suas atividades, nada é mais importante para o Grupo Globo do que adotar práticas éticas e transparentes’.

A Globo não respondeu se a assinatura do acordo era feita por Marcelo Campos Pinto, ex-executivo da entidade acusado nos EUA de participar da negociação de propina a dirigentes. Em processo na Justiça norte-americana, a emissora foi acusada por delatores de pagar propinas a ex-dirigentes da Conmebol para obter direitos de competições sul-americanas, mas tal denúncia não tem qualquer citação a esse acordo pela Copa América-2019.

Fonte: Blog do Rodrigo Mattos (UOL) 

05 abril 2018

Catar é convidado para disputar a Copa América de 2019, no Brasil

 (Foto: Divulgação/Twitter)
A Seleção do Catar, país sede da próxima Copa do Mundo, em 2022, foi convidada para participar da Copa América de 2019, no Brasil. A informação foi revelada nesta quinta-feira por Iván Bravo, diretor da Aspire, instituição esportiva governamental do país árabe.

“Será a primeira vez que o Catar enfrentará seleções como o Brasil ou a Argentina. Constituirá uma oportunidade única para a seleção acumular experiência, para que possa competir de igual para igual no Mundial de 2022”, disse Bravo.

A declaração foi dada durante um congresso sobre futebol internacional que ainda contou com as presenças do ex-técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari; do atual treinador da seleção espanhola, Julen Lopetegui; e do técnico da Bélgica, Roberto Martinez.

Além de Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia, Paraguai, Chile, Venezuela, Bolívia, Equador e Peru, que são os 10 membros da Conmebol, a Copa América de 2019 ainda terá como convidados Catar, China, Japão, Estados Unidos, México, e mais uma seleção que ainda será definida.


Fonte:Gazeta Esportiva

23 fevereiro 2018

Conmebol oficializa datas da Copa América 2019 no Brasil

 (Foto: Divulgação)
Em reunião realizada nesta sexta-feira em Punta Del Este, no Uruguai, a Conmebol oficializou o início dos trabalhos do Comitê Organizador Local (COL) da Copa América 2019 e definiu as datas da competição que será realizada no Brasil.

“É um orgulho darmos início aos preparativos para realizar uma Copa América inesquecível, num país que traz a experiência recente de organizar grandes eventos esportivos. A Conmebol vive um novo momento e temos certeza que será uma competição histórica, que volta ao Brasil após 30 anos”, destacou o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez.

O torneio será realizado entre 14 de junho e 7 de julho de 2019, e ficou definida a presença de Cafu e Branco no COL. Além disso, Rogério Caboclo, diretor-executivo da gestão da CBF; Fernando Sarney, vice da CBF e integrante do Conselho da Fifa; e Antonio Carlos Nunes, presidente interino da CBF também farão parte do comitê. Questões como locais de jogos e seleções convidadas serão definidos nas próximas semanas.

“Apresentamos o projeto e aprovamos os aspectos gerais da competição, que será realizada de 14 de junho a 7 de julho. Nas próximas semanas haverá novas definições, como as cidades sedes e as seleções participantes. O Brasil conta com estruturas esportivas qualificadas, que estão passando por vistorias para que a Conmebol e o COL possam tomar essas decisões, que serão informadas tão logo seja possível”, disse Caboclo.

A Copa América do Brasil contará com 16 participantes, sendo 10 deles integrantes da Conmebol e mais seis convidados. Esta será a quinta edição do torneio a ser realizada em terras tupiniquins. O Brasil já sediou a competição em 1919, 1922, 1949 e 1989.
 
Back To Top