Atividade Esporte News: Copa da Itália
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Copa da Itália. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Copa da Itália. Mostrar todas as postagens

12 agosto 2018

Sampdoria, Sassuolo e Torino avançam na Copa da Itália; Udinese cai

(Foto: Reprodução/Twitter)
O Campeonato Italiano retorna suas atividades apenas no dia 18, mas a Copa da Itália já está a todo vapor. Pela quarta fase da competição, a primeira com presença de equipes da primeira divisão, Sampdoria, Sassuolo e Torino avançaram, enquanto a Udinese foi eliminada.

No Olímpico de Turim, o Torino começou com o pé direito sua temporada, uma vez goleou o modesto Cosenza por 4 a 0. Com gols do artilheiro Belotti, duas vezes, e dos meio-campistas Baselli e Rincón, os mandantes garantiram classificação para encarar o Sudtirol, que eliminou o Frosinone.

O Sassuolo foi outra equipe da elite italiana a avançar no torneio. Jogando em casa, no Estádio Citta del Tricolore, o time comandado pelo treinador Roberto De Zerbi eliminou o Ternana ao vencer por 5 a 1, com gols do veterano Kevin-Prince Boateng, Berardi, duas vezes, Duncan e Magnanelli. Defendi diminuiu para os derrotados. O Sassuolo enfrenta o Catania na fase seguinte.

No Estádio Luigi Ferraris, a Sampdoria não teve tanta facilidade como Torino e Sassuolo, mas garantiu a classificação. O gol solitário da vitória sobre o Viterbese por 1 a 0 foi marcado pelo meio-campista Jankto, já na reta final da partida. Na próxima fase, o time de Gênova enfrenta o Spal.

Mesmo jogando em casa, no Estádio Friuli, a Udinese não foi párea para o Benevento e deu adeus à competição. Os mandantes até saíram na frente, com Machís, mas Viola e Tello viraram o marcador e garantiram o time recém-rebaixado à segunda divisão na quarta fase, onde enfrentarão o Cittadella.

Confira os outros resultados da quarta fase na Copa da Itália: 

Bologna 2×0 Padova
Brescia 2×3 Novara
Cagliari 2×1 Palermo
Catania 2×0 Verona 
Chievo 1×0 Pescara
Empoli 0x3 Cittadella
Entella 2×0 Salernitana
Frosinone 0x2 Sudtirol
Genoa 4×0 Lecce
Livorno 0x1 Crotone
Parma 0x1 Pisa
Spal 1×0 Spezia


Fonte:Gazeta Esportiva

09 maio 2018

Donnarumma falha, Benatia marca dois e Juve vence a Copa da Itália

Foto:Tiziana Fabi\AFP Photo
A Juventus é tetracampeã da Copa da Itália! Nesta quarta-feira, a Velha Senhora goleou a Milan por 4 a 0 na final da Copa da Itália, no estádio Olímpico de Roma. A partida foi marcada pelos dois gols de Benatia e duas falhas de Donnarumma. Douglas Costa também deixou a sua marca. Kalinic marcou um gol contra.
Com a conquista, a equipe de Turim chega ao seu 13º título na competição, sendo o quarto título consecutivo. Além disso, a Juve fica muito perto de completar o doblete, já que só precisa marcar um ponto em duas rodadas ou ver o Napoli não vencer um de seus dois próximos jogos para se sagrar campeão do Campeonato Italiano, sendo que a diferença no saldo de gols é muito grande.
O jogo
Apesar de ter adotado uma estratégia de marcar atrás da linha da bola e ficar mais no campo de defesa, o Milan criou as melhores chances do primeiro tempo e quase abriu o placar aos oito minutos. Calhanoglu tabelou duas vezes com Cutrone, que recebeu na entrada da área e forçou Buffon a fazer boa defesa
A resposta da Juventus veio aos 16 minutos. Dybala recebeu a bola na entrada da área e fez um arremate que saiu perto da trave do gol defendido por Donnarumma. Já aos 22, a Velha Senhora assustou com um cruzamento fechado de Dybala.
A equipe rossonera voltou a criar uma grande oportunidade de bola aos 30 minutos. Suso fez arremate de fora da área, a bola saiu com muito veneno e Buffon evitou o gol. O time de Gattuso voltou ao ataque aos 39, quando Bonaventura arrancou pelo meio e finalizou da intermediária muito perto da meta adversária.
O Milan voltou bem para a segunda etapa e criou algumas boas chances nos primeiros minutos. A principal delas foi um cruzamento de Bonaventura rasteiro, que passou por toda a área após vacilo de Cuadrado.
A resposta do clube comandado por Allegri veio aos oito minutos. Mandzukic tocou de primeira para Dybala, que recebeu dentro da área e finalizou no contrapé de Donnarumma, que fez a defesa.
A Juventus chegou aos 11 com uma bela finalização de Dybala, que foi defendida por Donnarumma. Na cobrança de escanteio, Benatia cabeceou na pequena área e fez 1 a 0.
O segundo gol da Velha senhora saiu aos 12 minutos da segunda etapa. Douglas Costa mandou uma bomba arremate da entrada da área e Donnarumma foi mal, deixando a bola passar por suas mãos.
O terceiro gol do time de Turim saiu aos 18 minutos. Depois de cobrança no escanteio, Donnarumma não conseguiu segurar a bola que foi cabeceada fraca. Benatia foi oportunista e colocou ela para o fundo do gol.
O Milan quase marcou o seu primeiro gol aos 26 minutos. Kessié entrou na área e rolou para o meio. Matuidi desviou contra sua própria meta e a bola parou na trave do gol defendido por Buffon.
O quarto gol da Velha Senhora veio aos 30 minutos. Pjanic bateu escanteio fechado e Kalinic mandou contra a prórpia meta.
Aos 32 minutos, o time rossonero parou em Buffon duas vez. Primeiro com Locatelli e depois com Borini. Como resposta, Dybala quase marcou gol do meio de campo, já que Donnarumma estava adiantado.
FICHA TÉCNICA JUVENTUS 4 x 0 MILAN
Local: Estádio Olímpico de Roma Data: 09 de março de 2018, quarta-feira Horário: 16 horas (de Brasília) Árbitro: Antonio Damato (ITA) Assistentes: Riccardo Di Fiore (ITA) e Giulio Dobosz (ITA) Cartões amarelos: Douglas Costa (Juventus) Calabria (Milan) Cartão vermelho: não teve Gols: JUVENTUS: Benatia, aos 12 e aos 18, Douglas Costa, aos 15, Kalinic (contra), aos 30 do segundo tempo
JUVENTUS: Buffon; Cuadrado, Barzagli, Benatia, Asamoah; Khedira, Pjanic (Marchisio), Matuidi; Douglas Costa (Bernadeschi), Mandzukic, Dybala (Higuain) Técnico: Massimiliano Allegri
MILAN: Donnarumma; Calabria, Bonucci, Romagnoli, Ricardo Rodriguez; Kessié, Locatelli (Motolivo), Bonaventura; Suso (Borini), Cutrone (Kalinic), Calhanoglu Técnico: Gennaro Gattuso


Fonte:Gazeta Esportiva

28 fevereiro 2018

Donnarumma brilha, Milan vence Lazio nos pênaltis e é finalista na Copa da Itália

(Foto: AC Milan)
Nesta quarta-feira, a Lazio recebeu o Milan, no Olímpico de Roma, em jogo válido pela semifinal da Copa da Itália. No primeiro tempo, o Milan foi o dono da posse de bola, porém, quem criou chances reais de gol foi a Lazio. Graças a Donnarumma o placar se manteve em branco. Já na etapa complementar, ambas as equipes tiveram chances de marcar, mas pararam na pouca eficiência de seus ataques. Durante a prorrogação, a equipe de Gennaro Gattuso foi melhor, porém, pecou nos arremates novamente. Nos pênaltis, os goleiros brilharam, mas o Milan venceu por 5 a 4.

Com o resultado, o Milan chega a 13 jogos sem perder, continua sem sofrer gols na Copa da Itália e é novamente finalista da competição após dois anos. Já a Lazio perde a chance de participar da sua segunda final seguida, e foca suas atenções na Liga Europa, onde enfrenta o Dínamo de Kiev pelas oitavas de final.
O Jogo

A Lazio começou bem mais ligada que o lento Milan. Logo aos cinco minutos, Lulic cruzou para Immobile, que cabeceou para Donnarumma espalmar sobre o gol. No instante seguinte, Milinkovic-Savic entrou na área e finalizou rasteiro para outra ótima defesa do arqueiro.

Aos 16, Milinkovic-Savic ofereceu perigo novamente ao gol do Milan. Donnarumma saiu jogando errado, o sérvio ficou com a bola, chutou forte e colocado, mas a bola saiu à esquerda da meta.

Apesar de ter maior posse de bola, o Milan chegou pela primeira vez só aos 26. Calhanoglu cruzou para área, o arqueiro tirou de soco, mas a bola bateu na defesa e sobrou para Cutrone, que, no reflexo, finalizou por cima da meta. Oito minutos depois foi a vez da Lazio chegar com perigo. Luis Alberto enfiou bola para Immobile, que chutou forte, já de dentro da área, para grande defesa de Donnarumma.

O Milan terminou a primeira etapa com 57% da posse de bola, porém, a Lazio foi quem finalizou mais: 9 a 4.

O time de Milão começou a segunda etapa melhor. Logo aos cinco minutos, Calhanoglu rolou para Suso, que chutou forte, mas por cima da meta. Quatro minutos depois foi a vez de Calabria finalizar. O lateral recebeu na direita da área e bateu forte para ótima defesa de Strakosha. Aos 13, Calhanoglu chutou, também de dentro da área, só que pelo lado de fora da rede.

Após essa sequências de oportunidades Rossoneri, a Lazio conseguiu equilibrar a partida, que passou a ser bastante truncada no meio de campo.

Aproveitando o apoio de sua torcida, os mandantes foram para cima na reta final da partida. Aos 28, Calabria derrubou Immobile na entrada da área, porém, o brasileiro Felipe Anderson cobrou a falta na barreira. No lance seguinte, Lulic bateu forte, de primeira, após rebatida em escanteio, no entanto, a bola foi muito acima da meta.

Faltando um minuto para o fim do tempo regulamentar, a Lazio cavou outra falta na entrada da área. Milinkovic-Savic pediu a bola, mas bateu por cima do gol. Essa foi a última chance antes do árbitro apitar o fim do segundo tempo.

Durante os 15 minutos do primeiro tempo da prorrogação, a equipe de Gennaro Gattuso foi mais incisiva. Aos sete minutos, Calhanoglu bateu falta da intermediária, contou com um desvio na barreira e obrigou Strakosha a espalmar.  Dois minutos depois, Romagnoli, em confusão, teve a chance de cabecear de dentro da pequena área, porém, mandou para fora.

O segundo tempo da prorrogação se manteve monótono até os 13 minutos, quando Kalinic teve a chance de classificar o Milan, mas cara a cara abusou da força e bateu para fora. Foi a oportunidade derradeira: a partida seria decidida nos pênaltis.

Nas penalidades máximas, Bonaventura, Borini, Bonucci, Calhanoglu e Romagnoli converteram para o Milan. Enquanto, Immobile, Parolo, Felipe Anderson, Lulic fizeram para Lazio. Ricardo Rodriguez e Montolivo perderam, mas Milinkovic-Savic, Lucas Leiva e Felipe Ramos também desperdiçaram. Ao todo, 5 a 4 para o Milan e classificação para a final garantida.


Fonte:Gazeta Esportiva

Juventus vence Atalanta e está na final da Copa Itália pela 4ª vez consecutiva

 (Foto: Marco Bertorello/AFP)
Dois dias após terem uma partida adiada por conta da neve pelo Italiano, Juventus e Atalanta se reencontraram, mas dessa vez pela semifinal da Copa Itália, às 13h30 (de Brasília), na Allianz Arena, em Turim. Com a vantagem de 1 a 0 no jogo de ida, a Velha Senhora se garantiu na final pelo mesmo placar, com gol de pênalti marcado aos 28 do segundo tempo. Esta é a quarta final consecutiva da Juventus – nas três oportunidades anteriores, levou o caneco.

Sob neve fina, a primeira etapa da partida foi bastante movimentada e com chances para as duas equipes, que buscaram o resultado explorando bastante as laterais. Destaque para a dupla de zaga da Juve, Chiellini e Lichtsteiner, e para o goleiro Berisha, que fez grandes defesas para a Atalanta. No segundo tempo, a Juventus foi mais ofensiva e levou um susto aos 23 minutos, com um quase gol de cobertura, que parou na trave. A resposta veio logo depois, em pênalti convertido por Pjanic.

A final da Copa Itália será no dia 9 de maio e o adversário será decidido também nesta quarta, às 16h30 (de Brasília), entre Lazio e Milan, no Estádio Olímpico, em Roma. A partida de ida foi 0 a 0.

O jogo
Procurando o resultado, a Atalanta tentou bastante ofensividade até os 15 minutos do primeiro tempo, com dois lances na área da Juventus, ambas afastadas pela zaga, rendendo logo no início um cartão amarelo a Chiellini. A resposta veio aos 16 minutos, com lance de perigo de Matuidi, que não alcançou a bola após cobrança de falta de Pjanic.

A partida seguiu bastante movimentada, com marcação cerrada e adiantada de ambas as equipes, que exploravam bastante as laterais para chegar ao gol adversário. Os visitantes permaneceram com maior posse de bola durante toda a primeira etapa e a Juve pressionava para conseguir explorar bons contra-ataques, como aos 24 minutos. Em roubada de bola no meio do campo, Asamoah deu passe em profundidade para Alex Sandro, que cruzou, mas não havia ninguém. Bola tirada por Spinazzola, em boa oportunidade para a dona da casa.

Aos 32, cruzamento na área de Buffon, mas a zaga da Juventus, bem postada, afastou, sem perigo. A Velha Senhora foi para cima e conseguiu belo chute com Mandzukic, que parou no goleiro. Na sequência, bom contra-ataque da Atalanta com o camisa 10 Gómez, que acabou fazendo falta e levando cartão amarelo. Aos 39, oportunidade com Douglas Costa, que disparou chute em direção a Berisha, e, já aos 42, nova chance para os visitantes com Freuler, parado por Chiellini.

No final do primeiro tempo, lance polêmico em cima de Pjanic, que corria pela esquerda com a bola e foi derrubado na área. Por simulação, árbitro aplicou o cartão amarelo e jogadores bianconeros reclamaram bastante.

Na volta para o segundo tempo, sem modificações nas equipes. Logo aos 2 minutos, cobrança de falta de Gómez direto nas mãos de Buffon. Assim como no primeiro tempo, jogo bastante movimentado, boa chance para a Juve aos 5 minutos em chute forte de Marchisio e cartão amarelo para Matuidi um minuto depois por falta no meio do campo.

Aos 13 minutos, boa jogada da Juventus pela esquerda, com Alex Sandro, que tocou para o meio e Mancini afastou. Em seguida, chute forte de Marchisio para fora. Juventus foi mais ofensiva na segunda etapa, tentando marcar um gol para afastar a possibilidade de pênalti, caso a Atalanta marcasse. Aos 23, substituição de Illicic por Cornelius e um belo susto para a Juve: Gómez viu Buffon adiantado, tentou por cobertura e a bola raspou na trave.

Para o lado de lá, a trave também foi decisiva em lance de Douglas Costa, que chutou forte pelo meio e viu a bola explodir no travessão de Berisha. Aos 28 minutos, o árbitro marcou pênalti em cima de Matuidi e Pjanic converteu para a Juventus, deixando a equipe de Allegri mais perto da vaga para a final. Mesmo com 4 minutos de acréscimo, a Atalanta não conseguiu reverter o placar e foi eliminada da Copa Itália.

No segundo tempo, uma série de substituições em momentos diferentes da partida: Marchisio,Douglas Costa e Alex Sandro saíram para as entradas de Khedira, Dybala e Barzagli. Na Atalanta, Mancini e Freuler deram lugar para Rizzo e Barrow.


Fonte:Gazeta Esportiva

Juventus e Milan miram final da Copa da Itália contra Atalanta e Lazio

Foto:Divulgação
Após sete meses de competição, os finalistas da Copa da Itália serão definidos nesta quarta-feira. Juventus e Atalanta duelam pela primeira vaga na final às 13h30 (de Brasília), em Turim. Já às 16h45, Lazio e Milan duelam em Roma pela segunda vaga. O confronto decisivo será no dia 9 de maio, uma quarta-feira.

Se a Juventus confirmar o favoritismo e sumilaperar a Atalanta, uma das duas últimas finais de Copa da Itália será reeditada. Em 2017, o Estádio Olímpico de Roma foi palco da terceira conquista consecutiva da Velha Senhora após vitória sobre a Lazio por 2 a 0. Já em 2016, também em Roma, foi a vez do Milan ser derrotado pela equipe de Turim, mas desta vez em jogo equilibrado, com placar de 1 a 0 na prorrogação.


Juventus recebe a Atalanta em busca da quarta final consecutiva

No primeiro duelo da tarde, a Juventus recebe a Atalanta e tem o favoritismo do seu lado. 
Em grande fase, a Juventus é forte candidata ao título da Copa da Itália (Foto: Marco Bertorello/AFP)
No primeiro confronto, em Bérgamo, a Velha Senhora venceu por 1 a 0 mesmo fora de casa e abriu vantagem importante para o jogo de volta. O único gol do jogo foi anotado logo no terceiro minuto de jogo pelo argentino Higuaín.

Somada à vantagem adquirida na primeira partida, a fase da equipe da casa é outro ponto a seu favor. O time de Turim não sabe o que é perder em 2018, tendo perdido pela última vez em novembro de 2017, contra a Sampdoria. Desde então, são 18 jogos de invencibilidade.

Por outro lado, a Atalanta não se orgulha dos últimos resultados. A equipe de Bérgamo foi eliminada da Liga Europa pelo Borussia Dortmund na última quinta-feira e não vence há quatro jogos. No entanto, ter despachado o Napoli, líder do Campeonato Italiano, nas quartas de final pode dar motivação a mais ao time de Rafael Tolói, ex-São Paulo.

Uma prévia do confronto estava marcada para o último domingo, também em Turim, mas foi adiada devido à nevasca que atingiu a cidade. As equipes chegaram a aquecer em campo, mas os capitães, juntamente com a arbitragem, decidiram que não havia condições de jogo.


Lazio e Milan tentam voltar à final

Assim como a Juve, o Milan não sabe o que é perder em 2018 (Foto: Marco Bertorello/AFP)
Pouco depois do primeiro confronto, a Lazio recebe o Milan e tenta chegar à segunda final seguida de Copa da Itália. Já o Milan quer voltar à final, onde chegou em 2015. Com o empate sem gols no jogo de ida, nenhum dos times entra em campo com vantagem.

Jogando em casa, a Lazio quer ampliar sua modesta sequência de invencibilidade para quatro jogos. O clube da capital italiana vem de classificação na Liga Europa e vitória sobre o Sassuolo pelo campeonato nacional. Para chegar à final, os donos da casa contam com o melhor ataque do Italiano, comandado por Ciro Immobile, que marcou 23 dos 64 gols do time na competição.

Do outro lado do gramado, o Milan não se intimida com o forte ataque adversário. Após um começo de temporada ruim, os comandados de Gennaro Gattuso não perdem há 12 jogos, incluindo cinco vitórias nos últimos cinco jogos, e ainda não sofreu um gol sequer na Copa da Itália. Nas quartas de final, a equipe de Milão teve o prazer de eliminar seu maior rival, a Inter de Milão, por 1 a 0 na prorrogação.


Fonte:Gazeta Esportiva

30 janeiro 2018

Juventus vence fora e garante vantagem na semifinal da Copa da Itália

Foto: Marco Bertorello/AFP
Pela partida de ida da semifinal da Copa da Itália, a Juventus venceu a Atalanta por 1 a 0 fora de casa e agora joga por um empate no dia 28 de fevereiro, em Turim, para ir à final. A outra semifinal, entre Milan e Lazio, será realizada nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília).

O Jogo – Sob uma forte névoa que dificultava muito a visibilidade por parte de torcedores e jogadores, Higuain abriu o placar logo aos três minutos de jogo. O camisa 9 invadiu a área, limpou o zagueiro a bateu no canto para deixar a Juve em vantagem.
Com o gol logo no início, os visitantes começaram a dominar a partida e chegaram a ter outra chance aos 10, com chute de longa distância de Douglas Costa.

Aos 23, na primeira chegada da Atalanta, a jogada de De Roon parou no braço de Benatia. O árbitro Paolo Valeri interrompeu a partida para consultar o vídeo e confirmou o pênalti a favor dos donos da casa.

Alejandro Gomez foi para a batida e não conseguiu converter. Buffon caiu para o canto esquerdo e encaixou a fraca cobrança do camisa 10 da Atalanta.

O domínio do time de Turim se manteve até o intervalo. Com mais posse de bola, a equipe ditava o ritmo do jogo e criava as melhores chances, principalmente com Mandzukic e Higuain.

Os mandantes começaram o segundo tempo apresentando um futebol melhor do que o jogado na primeira etapa, e colocavam mais intensidade na partida. A neblina, que atrapalhava muito as duas equipes, diminuiu bastante durante o intervalo e o jogo começou a melhorar.

A Atalanta cresceu no jogo e começou a ficar mais tempo com a bola nos pés, mas não conseguia criar chances de perigo. A Velha Senhora, por sua vez, passou a jogar recuada, esperando um erro do time da casa para ampliar o placar no contra-ataque.

Apesar do domínio, o time do brasileiro Rafael Toloi não conseguia furar o forte bloqueio bianconero. Aos 23, De Roon tentou de fora, mas a bola parou na defesa. Ilicic também arriscou aos 35, mas a bola desviou em Chiellini e saiu sem perigo. Os visitantes, nos poucos momentos que ficavam com a bola, procuravam gastar o tempo.

Aos 41, na melhor chance dos mandantes na partida, Buffon saiu do gol para fazer ótima defesa a queima roupa. No rebote, com a meta vazia, a defesa da Juve se recompôs rapidamente para acabar com a última esperança da Atalanta na partida.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top