Atividade Esporte News: Eurocopa
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Eurocopa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Eurocopa. Mostrar todas as postagens

02 dezembro 2018

Alemanha e Holanda juntas nas eliminatórias da Eurocopa; Espanha tem chave acessível

Técnico da Inglaterra Gareth Soutghatede chega para assistir o sorteio das eliminatórias da Eurocopa-2020, dia 2 de dezembro de 2018, em Dublin.(AFP / Paul Faith)
Alemanha e Holanda vão se enfrentar no grupo C pelo principal duelo das eliminatórias da Eurocopa-2020, segundo sorteio realizado pela Uefa neste domingo em Dublin.

Facilmente superados pela Laranja Mecânica na Liga das Nações no jogo de dia (3-0), e arrancando um empate na partida de volta (2-2), a Mannschaft caiu para a segunda divisão da nova competição europeia de seleções, perdendo seu status de cabeça de chave.

"Eu diria que é um grupo de dificuldade normal. Holanda e Alemanha são favoritas, deveriam se classificar as duas", indicou o técnico alemão Joachim Low sobre o grupo que também conta com Irlanda do Norte, Estônia e Bielorrússia.

A atual campeã mundial França teve mais sorte no grupo H. Griezmann, Mbappé e companhia terão pela frente Islândia, Turquia, Albânia, Moldávia e Andorra. Os 'Bleus' nunca perderam contra essas equipes em competições oficiais.

A Espanha também teve um sorteio favorável e vai enfrentar Suécia, Noruega, Romênia, Ilhas Faroe e Malta em busca da classificação. Já Portugal, atual campeão da Europa, medirá forças contra Ucrânia, Sérvia, Lituânia e Luxemburgo no grupo B.

A Itália está no grupo J e tem Bósnia e Grécia como principais rivais na chave. A Croácia, vice-campeã mundial, larga como favorita num equilibrado grupo E que conta com País de Gales, Eslováquia, Hungria e Azerbaijão.

O sorteio contou com várias condicionantes prévios. Inglaterra, Suíça, Portugal e Holanda, classificadas para o quadrangular final da Liga das Nações, estão em grupos de cinco equipes e estão dispensadas da terceira rodada da eliminatória.

-- Sorteio da fase de grupos para as eliminatórias da Eurocopa-2020:

Grupo A: Inglaterra, República Tcheca, Bulgária, Montenegro, Kosovo

Grupo B: Portugal, Ucrânia, Sérvia, Lituânia, Luxemburgo

Grupo C: Holanda, Alemanha, Irlanda dol Norte, Estônia, Bielorrússia

Grupo D: Suíça, Dinamarca, Irlanda, Geórgia, Gibraltar

Grupo E: Croácia, País de Gales, Eslováquia, Hungria, Azerbaijão

Grupo F: Espanha, Suécia, Noruega, Romênia, Ilhas Faroe, Malta

Grupo G: Polônia, Áustria, Israel, Eslovênia, Macedônia, Letônia

Grupo H: França, Islândia, Turquia, Albânia, Moldávia, Andorra

Grupo I: Bélgica, Rússia, Escócia, Chipre, Cazaquistão, São Marino

Grupo J: Itália, Bósnia, Finlândia, Grécia, Armênia, Liechtenstein

16 agosto 2018

Lukaku admite aposentadoria da Bélgica após a Eurocopa

Lukaku deverá sair da seleção belga logo depois da Eurocopa (Foto: AFP)
Um dos melhores jogadores da última Copa do Mundo, Romelu Lukaku pode se despedir da Bélgica. O jogador tem a intenção de se aposentar da seleção logo depois da Eurocopa de 2020.

Em entrevista ao site Business Insider, o atacante do Manchester United deixou a possibilidade de se retirar da Bélgica após a competição. “Depois da Euro, penso que irei parar”, afirmou o jogador, de apenas 25 anos e duas participações em Copas do Mundo.

Além disso, o centroavante fez questão de ressaltar a histórica campanha da seleção, que resultou no terceiro lugar, a melhor participação da equipe no Mundial. Por fim, projetou um novo patamar alcançado pelos Diabos Vermelhos, tendo a obrigação de alcançar voos maiores nas próximas competições que disputar.

“Para nós, enquanto país, temos de entrar em cada grande torneio para chegar às semifinais, e partir desse ponto. Chegar lá para ganhar tudo, mas não se contentar com menos do que as semifinais”, pontuou.

Pela Bélgica, foram 75 partidas e 40 gols. Na Copa, anotou quatro tentos, mas foi peça fundamental para a seleção chegar ao terceiro lugar, brilhando na partida diante do Brasil.



Fonte:Gazeta Esportiva

20 janeiro 2017

Alemanha oficializa candidatura para receber a Eurocopa em 2024

Estádio de Berlim recebeu a final da Copa de 2006 (Foto: AFP)

A Alemanha decidiu, nesta sexta-feira, que concorrerá para ser sede da Eurocopa de 2024. Dirigentes do futebol do país se reuniram e definiram que vão tentar receber o principal torneio continental de seleções da Europa.
Os próximos passos agora já estão definidos. Até o dia 3 de março, a Federação Alemã precisa enviar à Uefa um documento oficializando a candidatura. Além disso, precisará listar dez cidades que poderão receber os jogos da competição.

“Sediar a Euro será um projeto muito interessante para o futebol alemão. Nós já temos estádios e infraestrutura suficientes e já sabemos como fazer um evento sustentável economicamente”, explicou o presidente da Federação, Reinhard Grindel. Vale lembrar que a Alemanha sediou a Copa do Mundo em 2006, modernizando seus estádios.
Além da Alemanha, que oficializou sua candidatura, outros países já demonstraram interesse em receber a Euro 2024. A Turquia pretende sediar o evento, assim como Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia estão planejando uma campanha conjunta.
A próxima Eurocopa, em 2020, não terá sede fixa. 13 países receberão partidas da competição. Destaque para o estádio Wembley, em Londres, que será o local das semifinais e da grande decisão do torneio.

Fonte:Gazeta Esportiva

24 julho 2016

Após decepção no profissional, França é campeã da Eurocopa sub-19

França goleou a Itália na decisão (Foto: Daniel Roland/AFP)

Há duas semanas, a França perdeu a final da Eurocopa para Portugal, por 1 a 0, e desperdiçou a chance de levantar a taça dentro de casa. Neste domingo, nas categorias de base, o país comemorou o título continental.
Na Alemanha, os franceses bateram a Itália por 4 a 0, em Sinsheim, e conquistaram o Europeu sub-19 pela oitava vez na história. Os gols da decisão foram marcados por Augustin, Blas, Tousart e Diop. O autor do primeiro tento foi também o artilheiro da fase final da competição, com seis gols em cinco jogos.
A curiosidade do torneio foi que a França superou os portugueses, algozes da Euro profissional, na semifinal. Com dois gols de Mbappe e um de Blas, a equipe de Ludovic Batelli fez 3 a 1, avançando à decisão. Os italianos, por sua vez, haviam superado a Inglaterra, por 2 a 1, com dois gols de Dimarco.
O Europeu sub-19 deste ano definiu também os cinco países que representarão o continente no Mundial sub-20 de 2017, que acontecerá na Coreia do Sul, entre os dias 20 de maio e 11 de junho. Além dos quatro semifinalistas (França, Itália, Portugal e Inglaterra), a Alemanha também garantiu sua vaga.
O Brasil ainda não sabe se disputará o Mundial sub-20 do próximo ano. A definição dos países sul-americanos acontecerá entre janeiro e fevereiro de 2017, quando acontece o Sul-Americano sub-20, no Equador.

Fonte:Gazeta Esportiva

11 julho 2016

Seleção francesa é recepcionada por presidente após derrota na Euro

Francois Hollande recebeu os jogadores da seleção francesa, vice- campeã da Euro (Foto: AFP/Stephane de Sakutin)

Não foi apenas a seleção portuguesa que foi recebida pelo presidente do país em sua volta à casa. Os franceses, vice-campeões da Eurocopa, também se encontraram com o chefe de Estado ao lado de milhares de fãs nesta segunda-feira.
Fracois Hollande, presidente francês, recebeu os atletas no palácio Elysee para agradecer aos valores de união promovidos pela seleção durante a disputa do torneio. Os jogadores, com a aparência cansada, cumprimentaram o líder nacional.
Antoine Griezmann, goleador da competição com seis gols marcados, trocou algumas palavras com o Hollande, que o encorajou a não perder a esperança. O presidente ainda insistiu que a derrota na final de domingo marcou não o fim, mas sim o começo de uma jornada que poderá terminar com o título da Copa do Mundo 2018.
“Depois de ontem à noite, ficamos muito mal e foi tudo bastante difícil. Esta cerimônia pode nos dar algo para sorrir. Temos um grande grupo e queremos vencer”, afirmou o atacante Olivier Giroud.

Fonte:Gazeta Esportiva

Griezmann é escolhido melhor jogador da Eurocopa; Time ideal tem CR7

Griezmann brilhou na Eurocopa e foi escolhido o melhor jogador do torneio (Foto: FRANCK FIFE/AFP)

A Uefa anunciou nesta segunda-feira as premiações para os melhores atletas que jogaram na Eurocopa, encerrada no último domingo com o título de Portugal sobre a anfitriã França na decisão. E apesar de não levantar a taça, o atacante Antoine Griezmann foi escolhido o melhor jogador do torneio.
O jogador do Atlético de Madrid foi o artilheiro da competição com seis gols e levou também o prêmio da Chuteira de Ouro. Um dos principais expoentes ofensivos da França na Euro, teve grandes atuações individuais sobretudo na segunda fase, sendo crucial nas vitórias sobre Irlanda nas oitavas e Alemanha nas quartas de final, em que balançou as redes.
Também foi escolhido o time ideal do campeonato, com os 11 melhores jogadores de todo o torneio, e o campeão Portugal foi seleção mais representada na escalação, com 4 atletas. Cristiano Ronaldo marca presença no time, depois de ser o herói da semifinal contra o País de Gales e acabar saindo precocemente da decisão do último domingo com lesão no joelho.
O time ideal da Eurocopa tem: Rui Patrício (Portugal); Joshua Kimmich (Alemanha), Boateng (Alemanha), Pepe (Portugal) e Raphael Guerreiro (Portugal); Toni Kroos (Alemanha), Joe Allen (País de Gales), Aaron Ramsey (País de Gales) e Payet (França); Griezmann (França) e Cristiano Ronaldo (Portugal).

Fonte:Gazeta Esportiva

10 julho 2016

Portugal é o décimo país a ser campeão da Eurocopa


Portugal tornou-se neste domingo o décimo país diferente a levantar a taça de campeão da Eurocopa, competição criada em 1960. O título foi conquistado com um gol de Éder, já aos 4 minutos do segundo tempo da prorrogação contra a França, dona da casa, no estádio de Saint-Denis.
O título, por sinal, serve praticamente como uma resposta à derrota dos portugueses para Grécia, em 2004. Na ocasião, eles eram os donos da casa, mas acabaram superados pela força dos visitantes, com gol também marcado na prorrogação.
Os outros campeões são a União Soviética, primeira a levantar o troféu, Espanha e Alemanha, maiores campeãs com três títulos cada, além de França (dois), Itália, Tchecoslováquia, Holanda, Dinamarca e a própria Grécia.
Veja a lista dos campeões:
1960 União Soviética
1964 Espanha
1968 Itália
1972 Alemanhã Ocidental
1976 Tchecoslováquia
1980 Alemanha Ocidental
1984 França
1988 Holanda
1992 Dinamarca
1996 Alemanha
2000 França
2004 Grécia
2008 Espanha
2012 Espanha
2016 Portugal

Fonte:Gazeta Esportiva

Sem Ronaldo, Éder decide e Portugal frustra a França para levar a 1ª Euro


O cenário parecia perfeito para uma festa francesa, com estádio lotado, geração talentosa em campo e um rival sem o seu melhor jogador desde os 15 minutos do primeiro tempo. O que os franceses não contavam, no entanto, era com o atacante Éder, que atua no Lille. Coadjuvante durante toda a campanha portuguesa, ele fez um belo gol no segundo tempo da prorrogação, calou o Stade de France e sacramentou a vitória por 1 a 0 de Portugal sobre a França, neste domingo.
Foi a primeira conquista portuguesa na Eurocopa, coroando, apesar da ausência na decisão, a participação de Cristiano Ronaldo com o seu país. Chorando copiosamente com a conquista, ele agora celebra um patamar não alcançado por nenhum outro atleta português na sua história. Os franceses, por sua vez, desperdiçam a chance de serem tricampeões e perdem um torneio em casa pela primeira vez. Antes, haviam vencido a Euro de 1984 e a Copa de 1998, essa sobre o Brasil, com um 3 a 0 na final.
Aplausos e choro de Ronaldo roubam a cena
A etapa inicial da decisão não reservou muitas emoções aos presentes no estádio de Saint-Denis. Apesar da linda festa na execução dos hinos de França e Portugal, o mais interessante passou longe de acontecer com a bola rolando.
O primeiro lance de perigo saiu aos dez minutos, dos pés de Griezmann. O atacante do Atlético de Madrid recebeu lançamento na entrada da área e tentou surpreender com um toque de cabeça por cobertura, exigindo grande defesa de Rui Patrício, no ângulo direito. No escanteio batido na sequência, Giroud subiu mais alto que a zaga, mas o arqueiro fez defesa tranquila.
Os holofotes, no entanto, voltaram-se rapidamente para Cristiano Ronaldo, que  Após dez minutos se arrastando em campo por conta de uma trombada com Payet, Cristiano saiu de campo aplaudido de pé tanto por franceses quanto por portugueses, chorando muito na maca. Quaresma entrou no seu lugar.
Por incrível que pareça, os portugueses melhoraram sem seu astro, diminuindo bastante a pressão adversária e conseguindo segurar a bola no campo de ataque. Tanto que, até o intervalo, a única chance saiu com o volante Sissoko, o melhor dos primeiros 45 minutos, que recebeu bom passe de Payet já dentro da área, girou com facilidade sobre a marcação de Cédric e chutou forte para outra boa defesa do goleiro português.
Jogo melhora e França bate na trave
No começo do segundo tempo, o duelo continuou cercado de bastante tensão e poucos lances de perigo. Os primeiros 20 minutos passaram no mesmo roteiro da primeira etapa, com os portugueses marcando muito forte na entrada da área e os franceses mostrando bastante dificuldade.
O panorama mudou quando o técnico Didier Deschamps tirou de campo Payet, um dos xodós da torcida, e promoveu a entrada do jovem Coman. Rápido, o jogador do Bayern de Munique conseguiu criar bons lances pelo lado esquerdo e colocou companheiros na cara do gol.
O primeiro foi Griezmann, aos 20, que cabeceou livre dentro da área, mas mandou para fora. Dez minutos depois, Giroud recebeu passe rasteiro pelo lado esquerdo da área e chutou cruzado para boa defesa de Rui Patrício. Foi o último lance do centroavante, que deu lugar a Gignac na sequência.
Bem postado defensivamente, Portugal ainda se arriscou no ataque, já com Éder na função de centroavante, com Nani e Quaresma abertos pelos lados. E foi exatamente dos dois jogadores de lado que saiu o único lance de perigo, quando Nani cruzou fechado da direita, Lloris soltou e Quaresma virou uma bicicleta, exigindo boa recuperação do goleiro francês.
O principal lance de perigo, no entanto, ficou para os acréscimos. Gignac recebeu cruzamento quase dentro da pequena área. Com categoria, protegeu e girou para cima de Pepe, deixando o zagueiro do Real Madrid no chão. Na hora de finalizar, porém, carimbou a trave.
Herói improvável
O primeiro tempo da prorrogação foi de mais estudo que qualquer outra coisa, deixando tudo de melhor reservado para a parte final. E foi logo com quatro minutos que os portugueses vieram à forra. Um minuto depois de Raphael bater falta no travessão, Éder ganhou lance de Koscielny na intermediária, girou e bateu forte, rasteiro, sem chances de defesa para Lloris.
A partir dali, os portugueses conseguiram anular praticamente todas as alternativas dos anfitriões, totalmente perdidos por conta das desvantagens. Com Cristiano Ronaldo de auxiliar técnico, a taça foi mesmo para as mãos portuguesas.
FICHA TÉCNICA
PORTUGAL 1 X 0 FRANÇA
Local: Stade de France, em Paris (França)
Data: 10 de julho de 2016 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Mark Clattenburg (Inglaterra)
Assistentes: Simon Beck (Inglaterra) e Jake Collin (Inglaterra)
Cartões amarelos: Cédric, João Mário, Raphael, William e Rui Patrício (Portugal); Umtiti, Matuidi, Koscielny e Pogba (França)
Gols: Éder, aos quatro minutos do segundo tempo da prorrogação
PORTUGAL: Rui Patrício, Cédric, Pepe, José Fonte e Raphael Guerreiro; Willian Carvalho, João Mário, Adrien Silva (João Moutinho) e Renato Sanches (Éder); Nani e Cristiano Ronaldo (Quaresma)
Técnico: Fernando Santos
FRANÇA: Lloris; Sagna, Koscielny, Umtiti e Evra; Matuidi, Pogba, Sissoko (Martial) e Payet (Coman); Griezmann e Giroud (Gignac)
Técnico: Didier Deschamp

Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top