Atividade Esporte News: Futebol Internacional
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Futebol Internacional. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Futebol Internacional. Mostrar todas as postagens

23 junho 2020

Japão retira candidatura para sediar Copa do Mundo Feminina de 2023

Faltando apenas três dias para o anúncio oficial da Fifa, entidade maior do futebol profissional, o Japão retirou sua candidatura para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2023. Restam apenas duas opções: Colômbia e a candidatura conjunta de Austrália e Nova Zelândia.

A tendência é que os países da Oceania sejam os anfitriões da competição. No último dia 10, a Fifa divulgou um relatório de avaliação das candidaturas, e Austrália e Nova Zelândia estavam com a maior pontuação: 4.1 em uma escala de 0 a 5. A Colômbia aparecia com 2.8, e o Japão com 3.9. Lembrando que o Brasil retirou sua candidatura antes mesmo do fim da avaliação.

Em nota oficial publicada nesta segunda-feira (22), a Associação de Futebol do Japão (JFA) informou que a decisão de desistir da proposta foi tomada após consideração cuidadosa e completa no Comitê de Proposta do Japão, bem como no Comitê Executivo da JFA.
Foto: Bernadett Szabo/REUTERS

A entidade japonesa lembrou que a pandemia do novo coronavírus (covid-19) atingiu o mundo e também toda a família do futebol. A JFA salientou que defende suas palavras com total responsabilidade e citou seu ideal: “através do futebol, percebemos todos os benefícios que o esporte pode trazer para as nossas vidas, a solidez de nossos corpos, a expansão de nossas mentes e o enriquecimento de nossas sociedades”.

Ainda no comunicado, a Associação de Futebol do Japão afirmou que continuará apoiando financeiramente os clubes gravemente afetados e que vai trabalhar em conjunto com todas as partes para trazer de volta o mundo onde o esporte possa ser desfrutado com segurança.

O anúncio do país  que receberá a Copa do Mundo Feminina ocorrerá nesta quinta-feira (25). A sede será escolhida por meio de votação do Conselho da Fifa. 


Fonte: Agência Brasil

Juventus vence o Bologna e é líder isolado na volta do Campeonato Italiano

Depois de perder a final da Copa da Itália, a Juventus voltou a campo pela 27ª rodada do Campeonato Italiano, nesta segunda (22), que estava suspenso por conta da pandemia do novo coronavírus para vencer, por 2 a 0, o Bologna. Cristiano Ronaldo e Dybala marcaram para a Velha Senhora, que superou sem sustos os donas da casa no estádio Renato Dall’Ara.

Quem abriu placar para a Juve foi o português Cristiano Ronaldo, de pênalti, aos 21 minutos da partida. Ainda no primeiro tempo, o argentino Dybala ampliou o marcador.

Com o resultado, a equipe de Turim isolou-se na liderança do torneiro com 66 pontos, quatro a mais do que a Lazio, que enfrenta o Atalanta na quarta-feira (24).

Na 28ª, a equipe bianconera recebe o Lecce, na sexta-feira (26), às 16h45. Já próximo jogo do Bologna é contra a Sampdoria, na quinta-feira (24), também ás 16h45.

O jogo

Foto: Reprodução/Twitter/JuventusFC

A Juventus partiu para o ataque desde que o jogo começou. Aos sete minutos, Cristiano Ronaldo fez fila e finalizou da entrada da área. Skorupski caiu no canto direito e faz bela defesa.

Aos 22 minutos, de Ligt adentrou a área e foi derrubado por Denswil. O árbitro marcou o pênalti e Cristiano Ronaldo cobrou no canto direito para inaugurar o marcador.

Pouco mais de dez minutos depois, aos 36, a Vecchia Signora dobrou a vantagem. Em grande jogada, Paulo Dybala recebeu pouco antes da meia-lua e finalizou no canto direito após linda finalização.

Apenas quatro minutos depois, Cristiano Ronaldo cruzou do lado direito e Dybala apareceu na área para finalizar. O chute saiu fraco, mas com perigo à meta do time mandante.

O começo da segunda etapa teve um nome com destaque: Bernardeschi. Aos sete minutos, ele descolou linda assistência para Cristiano Ronaldo, que dominou e chutou com perigo ao gol do Bologna. 

Um minuto depois, ele mesmo mandou um balaço do lado esquerdo. A redonda foi ao gol, mas explodiu na trave.

O Bologna apareceu para a partida apenas aos 14 minutos do segundo tempo. Barrow aproveitou cobrança de escanteio e finalizou, dividindo com De Sciglio. O atleta mandante pediu pênalti, não marcado pela arbitragem - com auxílio do VAR. 

Com 16 minutos, o Veltri teve outra boa chance. Orsolini chutou de longe e assustou Szczesny. A bola passou raspando o travessão. 

A Juventus voltou a ter predominância na peleja aos 28 minutos. Cristiano Ronaldo, em outra jogada individual, finalizou com efeito à meta bolonhesa. A redonda saiu à esquerda do gol do Veltri.

Antes da peleja acabar, a Juventus ganhou um desfalque. Já aos 46 minutos, Juwara descia pela esquerda e Danilo entrou muito forte no adversário. O juventino recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo.

Com atuação convincente, Milan goleia Lecce e volta para zona de classificação da Europa League

O Milan massacrou o Lecce por 4 a 1, no estádio Via Del Mare, no fechamento da 25ª rodada da Serie A. Samu Castillejo, Giacomo Bonaventura, Ante Rebic e Rafael Leão deixaram suas marcas para os visitantes. Já do outro lado, Marco Mancosu diminuiu para equipe da casa.

Os rossoneri não obtinham a marca de quatro marcadores diferentes anotarem quatro gols em uma partida desde maio de 2018, na vitória diante a Fiorentina por 4 a 1. 

A partida começou com um minuto de silêncio em homenagem aos que faleceram vítimas do coronavírus. Desde que a bola rolou, o Milan buscou e tomou a iniciativa. Aos 15', Bonaventura recebeu de Theo Hernández, e finalizou com o pé direito de um ângulo difícil da direita, no entanto, a bola não chegou ao alvo.

O primeiro gol saiu 11 minutos depois. Castillejo rematou com a canhota do meio da área no canto inferior esquerdo e abriu a contagem. Os visitantes continuaram se impondo, mas a partir de determinado momento viram o Lecce crescer. 

Aos 36', os donos da casa quase anotaram. Calderoni tentou um passe em profundidade que encontrou Meccariello em posição irregular. Apesar da missão difícil, o Milan conseguiu terminar os 45 minutos com 57% de posse de bola. 

Mesmo pressionado no primeiro tempo, o Lecce conseguiu buscar o empate no começo da segunda etapa. Aos 53', Babacar sofreu falta de Gabbia dentro da área. Mancosu cobrou no lado direito e deixou tudo igual. 

A reação milanesa veio em um espaço de três minutos. Bonaventura virou o placar, após estufar as redes com o pé direito do meio da área. Dois minutos depois, Rebic alargou a contagem finalizando de forma parecida depois de um contra-ataque acionado pelo turco Çalhanoglu. 

Com dois gols sofridos em menos de cinco minutos, o Lecce sentiu e ficou nervoso. Do outro lado, o Milan colocava a mão no freio. Mas, aos 72', Conti cruzou certeiro para o português Rafael Leão, que de cabeça empurrou para o centro do gol e sacramentou a goleado do Milan.
Foto: Reprodução/Twitter/AC Milan

Classificação e próximos jogos

O Milan chega na sétima posição da tabela com 39 pontos, o mesmo de Napoli e um a mais do Hellas Verona, dentro da zona de classificação à Europa League. Já o Lecce está na zona da degola, com 25, empatados com o Genoa, na luta para fugir do rebaixamento.  

O Milan recebe a Roma no San Siro, no próximo domingo (28), às 12h15. O Lecce viaja até Turim para enfrentar uma missão quase impossível contra a Juventus, nesta sexta-feira (26), às 16h45.

Sevilla fica no empate com Villarreal e evita aproximação do Submarino Amarelo

Jogando no Estádio de La Cerámica, o Sevilla ficou no empate com o Villarreal, em belo jogo de quatro gols, para evitar a aproximação do Submarino Amarelo no G4 do Campeonato Espanhol. 

Os donos da casa foram melhores na primeira etapa, que teve muitas emoções e três dos quatro gols do embate. O primeiro deles foi de Paco Alcácer, que ficou com rebote de Vaclíc em cabeçada de Anguissa e concluiu para a rede. 

Os andaluzes mostraram muita dificuldade para responder, com uma posse de bola improdutiva, mas se valeram de um golaço para arrancar o empate. Escudero soltou uma pancada com a canhota para deixar tudo igual. 

Só que o melhor futebol do Submarino Amarelo recolocou a equipe na frente antes do intervalo. Santi Cazorla cruzou na medida para Pau Torres, de cabeça, fazer o 2 a 1. E mais emoções estavam guardadas para o segundo tempo... 

O desempenho do Sevilla na segunda parte foi bem melhor, e Asenjo teve de fazer uma defesa espetacular aos 14 minutos, em cabeçada de Jordán, para manter o 2 a 1. Só que os andaluzes continuaram apertando... 

Até que o novo empate veio com um verdadeiro golaço. Munir recebeu um cruzamento não tão certeiro de Navas e, com uma pancada de canhota, venceu Asenjo. Os visitantes ainda chegaram perto da vitória e só não conseguiram porque De Jong teve gol anulado e Asenjo fez outra defesaça em tentativa do próprio holandês. 

Com o empate, o Sevilla se manteve com folga no G4 de La Liga, agora na terceira colocação, com 53 pontos, enquanto o Villarreal fica em quinto, com 48. 

Foto: Reprodução/Twitter/Sevilla Fútbol Club

City goleia Burnley e ainda sonha no Inglês

Com muita facilidade, o Manchester City se impôs diante do Burnley, no Etihad, e goleou por 5 a 0 para manter ainda alguma esperança de que pode ser campeão inglês, com chances ao menos matemáticas. 

São 20 pontos o que separa os Citizens do Liverpool, líder da Premier League. O sonho é distante, mas o título ainda está em aberto. Os Clarets fazem campanha tranquila, no meio da tabela, em 11º. 

Vitória com facilidade

O Manchester City mostrou paciência para, aos poucos, envolver o adversário. O jogo decorreu como previsto, com total domínio da equipe de Pep Guardiola, e os gols foram mesmo uma questão de tempo, e de paciência. 

Bernardo Silva foi o primeiro a ter chance de marcar, mas falhou no arremate. Pouco depois, Phil Foden mostrou o caminho. O jovem recebeu cobrança ensaiada de escanteio de Bernardo Silva e mandou uma pancada, de canhota, que morreu no fundo da rede adversária. 

O domínio se manteve e o Burnley também se abateu. Mahrez recebeu um excelente lançamento de Fernandinho, avançou, chamou a defesa para dançar e bateu cruzado para balançar a rede, aumentando o placar para 2 a 0.

Foto: Reprodução/Twitter/Manchester City

Getafe opta por não comprar Deyverson, que voltará ao Palmeiras

O atacante Deyverson, emprestado pelo Palmeiras ao Getafe, não seguirá no clube espanhol. De acordo com o diário Marca, o brasileiro de 29 anos sequer terá o contrato renovado até o final da temporada 2019/20.

Como o Getafe não irá exercer a cláusula de compra, o atacante voltará ao Brasil para, em conjunto com a diretoria do Palmeiras, definir seu futuro. Segundo a publicação, o desejo de Deyverson é de permanecer na Europa.

O atacante não entrou na convocação para a a próxima partida do Getafe, nesta terça-feira (23), contra o Valladolid. Desde o retorno do futebol após a pandemia, ele entrou em campo apenas contra o Granada.

Assim, Deyverson encerra sua passagem no Getafe com sete partidas disputadas e um gol marcado.

Foto: Divulgação

Com seis atletas com Covid-19, time de Marta desiste de competição nos Estados Unidos

O Orlando Pride, time das brasileiras Marta e Camilinha, anunciou, nesta segunda-feira, que não vai disputar o torneio Challenge Cup. O motivo? Seis jogadoras mais quatro membros do departamento de futebol testaram positivo para Covid-19.

No comunicado oficial sobre a saída do torneio, o Orlando Pride se limitou a informar que houve resultados positivos na equipe, sem revelar a quantidade, revelada em uma nota publicada no site da National Women's Soccer League, organizadora da Challenge Cup.

"A NWSL anunciou hoje que seis jogadoras e quatro membros do departamento de futebol do Orlando Pride testaram positivo para Covid-19. Seguindo os protocolos da NWSL, uma segunda rodada de testes serão feitos para confirmar os resultados iniciais. Devido ao número de testes positivos, e o tempo necessário para retorno aos treinos e competição, o Orlando Pride desistiu de disputar a NWSL Challenge Cup", diz a nota da NWSL.

Em seu site oficial, o Orlando Pride afirmou que todos os infectados estão assintomáticos, e que a franquia tomou a decisão de se afastar voluntariamente da competição para preservar a saúde e a segurança de jogadoras, outros profissionais e do restante do torneio. O centro de treinamento da equipe foi isolado para desinfecção, e as jogadoras e membros da comissão técnica entrarão em quarentena de 14 dias.

Foto: Divulgação/Orlando Pride

19 maio 2020

Premier League tem 6 casos de covid-19 entre jogadores e funcionários

Liga faz anúncio no mesmo dia de retorno a treinos em grupos


A Premier League (entidade que organiza o Campeonato Inglês) anunciou nesta terça (19) que seis atletas ou funcionários de três clubes que fazem parte da sua liga deram positivo para o novo coronavírus (covid-19).

No comunicado divulgado em seu site, a entidade informou que nos dias 17 e 18 de maio 748 jogadores e funcionários foram testados. Aqueles que deram positivo ficarão agora isolados por um período de sete dias.

Esta informação chega a público um dia após os clubes da Inglaterra decidirem, em uma reunião por videoconferência, permitir o retorno de treinos em pequenos grupos a partir da tarde desta terça.

“Os acionistas da Premier League votaram hoje [segunda], por unanimidade, pelo retorno dos treinos em pequenos grupos a partir da tarde de amanhã, o primeiro passo para reiniciar a Premier League, quando for seguro”, diz o comunicado divulgado na última segunda.

Se entre os dirigentes o retorno aos treinos è unanimidade, entre os jogadores não pode ser dito o mesmo. Um exemplo é o capitão do Watford, Troy Deeney.

Segundo a empresa pública de comunicação britânica BBC, Deeney se recusou a voltar aos treinos com o restante da equipe porque teme pela saúde de sua família. Em entrevista ao programa Talk the Talk, exibido no Youtube, o atacante disse que é preciso apenas uma pessoa dentro do grupo para se infectar. Deeney revelou que seu filho de cinco meses teve dificuldades respiratórias e ele não quer voltar para casa e colocá-lo em perigo.


Fonte: Agência Brasil
 
Back To Top