Atividade Esporte News: Liga dos Campeoes
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Liga dos Campeoes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Liga dos Campeoes. Mostrar todas as postagens

07 novembro 2018

CR7 marca pela Juventus, Mas United vira e respira na Champions

Foto:Isabella Bonotto/AFP
Cristiano Ronaldo anotou seu primeiro gol pela Juventus na Liga dos Campeões, mas a atual campeã italiana não conseguiu segurar a vantagem e viu o Manchester United vencer de virada por 2 a 1, nesta quarta-feira pela 4ª rodada da fase de grupos da competição.

Mesmo precisando de pelo menos um empate para não complicar sua situação no Grupo H da Champions, o Manchester United se viu dominado em campo pela Juve durante toda a partida e foi testemunha do primeiro gol de Cristiano Ronaldo na competição com a camisa da Velha Senhora, um lindo chute de primeira aos 20 minutos do segundo tempo.

Mas os comandados de técnico José Mourinho foram buscar na raça -e na sorte- uma valiosa virada no fim do jogo, graças aos gols do espanhol Juan Mata em cobrança de falta, aos 40 minutos, e de Alex Sandro contra, no último minuto do tempo regulamentar.

A vitória é um enorme alívio para o United, que chegou aos 7 pontos e assumiu a vice-liderança do Grupo H, atrás da Juventus, líder com 9 e que só precisava de um empate para garantir a classificação às oitavas de final com duas rodadas de antecedência.

O Valencia, que venceu por 3 a 1 o Young Boys no outro jogo da chave, é o terceiro colocado com 5 pontos, enquanto os suíços têm apenas 1 unidade.

AFP/Arquivos / Marco BERTORELLO
A Juventus volta a campo para enfrentar o Valencia em Turim no dia 27 de novembro e um empate será novamente suficiente para garantir os italianos nas oitavas de final. No mesmo dia, o Manchester United também poderá garantir vaga na próxima fase caso vença o modesto Young Boys no estádio Old Trafford e os espanhóis perderem para a Juventus.

- Juve melhor -

As duas equipes entraram em campo sabendo do resultado da outra partida do Grupo H entre Valencia e Young Boys, vencida pelos espanhóis, o que pressionava o United na disputa pela segunda colocação da chave.

Mesmo assim, o time de José Mourinho não mostrou grande ambição em Turim, preferindo se resguardar atrás e esperar uma chance de surpreender a favorita Juventus, que assumiu o controle do jogo desde o início.

Nesse cenário, Cristiano Ronaldo e companhia tiveram maior posse de bola (62%) e criaram as melhores chances de abrir o placar.

Além do goleiro espanhol De Gea, que pegou chutes perigosos de Khedira (31 minutos) e Cuadrado (33), o United também foi salvo pela trave na melhor chance da primeira etapa. No lance, novamente Khedira apareceu na área para finalizar um cruzamento rasteiro de Cristiano Ronaldo (34).

Para o United, a melhor chance nos primeiros 45 minutos de jogo foi um lançamento perigoso de Matic para Alexis Sánchez atrás da zaga italiana (28). O atacante chileno, porém, não conseguiu alcançar por pouco a bola, que ficou fácil para Szczesny defender.

Na volta do intervalo, o United mostrou uma cara mais ambiciosa nos minutos iniciais do segundo tempo, o que deu outra dinâmica à partida.

No primeiro lance, Martial escapou da marcação da Velha Senhora, invadiu a área e chutou cruzado, mas a bola passou raspando pela trave de Szczesny (49).

- CR7 marca, mas Mourinho ri por último -

A resposta da Juve foi na mesma moeda: Dybala recebeu na ponta direita, girou e chutou com categoria, mas a bola foi no travessão de um De Gea completamente batido (50).

Aos poucos, a Juventus foi retomando o controle do jogo graças a seu forte meio de campo, que não deixou Herrera e, principalmente, Pogba ditarem o ritmo do United.

Foi aí que CR7 apareceu para fazer o que está acostumado a fazer: balançar as redes em jogos de Liga dos Campeões.

O maior artilheiro da história da competição recebeu belo lançamento de Bonucci e, sem deixar a bola cair, mandou uma bomba de primeira para o fundo das redes inglesas (65). Um golaço, o primeiro de Cristiano Ronaldo com a camisa da Juventus na Champions.

Mas, quando tudo indicava que a partida terminaria numa merecida e tranquila vitória italiana, os comandados de Mourinho calaram o Juventus Stadium com uma virada inesperada nos minutos finais.

O empate veio em cobrança de falta precisa de Juan Mata (85), após Pogba ser derrubada na entrada da área por Matuidi.

Já a virada veio em um lance de puro azar do sistema defensivo da Juventus, que não conseguiu afastar o perigo em bola alçada na área que passou por toda a área e terminou com Alex Sandro mandando sem querer para as próprias redes (89).

Ao final do jogo, Mourinho, perseguido sem dó pela torcida da Juve durante todo o jogo por seu passado vencedor na arquirrival Inter de Milão, saiu de campo sob enorme vaias ironizando o público presente ao colocar a mão na orelha, como se não conseguisse escutar os insultos.

Real Madrid goleia na estreia de Vinícius Jr. na Liga dos Campeões

Vinícius Jr fez sua estreia na Liga dos Campeões, dia 7 de novembro de 2018, no duelo entra Viktoria Plzen e Real Madrid, em Plzen.(AFP / Michal CIZEK)
O Real Madrid praticamente se garantiu nas oitavas de final da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira, depois de golear o Viktoria Plzen por 5 a 0 fora de casa pela quarta rodada do grupo G.

A partida marcou a estreia de Vinícius Jr na principal competição do continente. O ex-atacante do Flamengo entrou aos 16 da segunda etapa e, em apenas cinco minutos em campo, deu uma assistência para o alemão Toni Kross dar números finais à goleada.

No primeiro tempo, o francês Karim Benzema (21 e 37 minutos), o galês Gareth Bale (40) e o brasileiro Casemiro (23) abriram caminho para a imponente vitória merengue, que divide a liderança da chave com a Roma com 9 pontos. O time italiano venceu o CSKA por 2 a 1 na outra partida.

O Real segue com 100% de aproveitamento desde que Santiago Solari assumiu interinamente o comando da equipe, no lugar de Julen Lopetegui. Em três partidas sob a batuta do argentino, os merengues marcaram 11 vezes e não sofreram nenhum gol sequer.

Os merengues voltam a entrar em campo na Champions para disputar a liderança do grupo com a Roma, dia 27 de novembro, na capital italiana. No mesmo dia, CSKA e Viktoria Plzen se enfrentam pela outra partida da chave.

- Susto e reação -

O Viktoria começou a partida melhor e sufocou o Real Madrid nos minutos iniciais. O time espanhol mostrou desorganização defensiva e quase saiu em desvantagem em após tentativa de corte de Nacho que explodiu no travessão, aos 10.

Mas o Real acordou e passou a dominar a partida depois do susto, subindo a marcação e impondo sua superioridade.

Aos 21 minutos, o francês Karim Benzema fez excelente jogada pelo lado esquerdo, driblou três marcadores para invadir a área e tocar de chapa por debaixo das pernas do goleiro para abrir o placar.

Dois minutos depois, em cobrança de escanteio de Toni Kroos pelo lado esquerdo, o brasileiro Casemiro se livrou da marcação e praticamente sem precisar sair do chão cabeceou firme para ampliar a vantagem.

Os gols foram uma ducha de água fria na equipe tcheca, que iniciou a partida organizada mas perdeu a concentração com os gols sofridos. O Real aproveitou e fez mais um com Benzema, aos 37, desta vez em jogada ensaiada em cobrança de escanteio. O francês completou o lance de cabeça, totalmente livre na pequena área.

Aos 40, Gareth Bale fez o quarto após cruzamento de Reguilón. Benzema raspou de cabeça para trás e contou com a chegada do galês, que bateu firme no canto direito de Hruska.

- Estreia de Vinícius Jr. -

Com a vitória garantida, o Real Madrid voltou do intervalo com o ritmo bem abaixo do aplicado na primeira etapa. Solari aproveitou o momento para fazer testes na equipe, mandando a campo o jovem Vinícius Jr para fazer sua estreia na Liga dos Campeões, aos 16 minutos.

Com apenas cinco minutos em campo, o brasileiro puxou contra-ataque em velocidade do campo de defesa, invadiu a área tcheca e tocou para a chegada de Kroos. O alemão esbanjou categoria para dar um toque magistral e encobrir o goleiro, fazendo o quinto gol espanhol aos 22 minutos.

Aos 32, o atacante roubou a bola na defesa e iniciou o contra-ataque do Real. Vinícius tocou a bola no lado direito e recebeu de volta já dentro da área, mas não conseguiu chutar para o gol.

Já nos acréscimos, aos 47, Vinícius fez boa jogada pelo lado esquerdo e tocou rasteiro para Bale. O galês encheu o pé com a canhota e explodiu o travessão do time tcheco.

Roma vence CSKA na Rússia e se aproxima das oitavas da Champions; Valencia bate Young Boys

Foto:Yuri KADOBNOV/AFP
A Roma está mais próxima de garantir uma vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Jogando nesta terça-feira, no estádio Luzhniki, a equipe venceu o CSKA pelo placar de 2 a 1, com gols de Manolas e Pellegrini. Arnor Sigurdsson anotou para os donos da casa. O resultado foi importantíssimo para o time, que com 10 pontos, contra quatro do rival russo fica a um empate em dois jogos para garantir sua presença na próxima fase na principal competição de clubes do mundo.

O time de Moscou, por sua vez, ocupa a terceira posição, e vê o sonho da vaga cada vez mais distante, pois além, de ter de vencer os compromissos, terá que torcer por outros resultados. Uma classificação para próxima fase a Liga Europa é o mais provável, visto que a equipe ocupa a terceira colocação do Grupo G.

Durante os 90 minutos, a Roma mostrou sua superioridade, e venceu até com certa folga. As coisas ficaram bem mais fáceis depois da expulsão de Magnusson, já no segundo tempo. Mesmo com o placar apertado e levando um calor no fim, o time da capital italiana soube se comportar e saiu com os três pontos.

Agora, os comandados de Eusebio Di Francesco voltam as atenções para o Campeonato Italiano. No domingo, o time recebe a Sampdoria no Olímpico às 12h00 (horário de Brasília), pela 12ª rodada da competição.

Roma marca com Manolas e sai na frente

Logo aos quatro minutos de bola Ronaldo, os italianos saíram na frente. Após cobrança de escanteio de Pellegrini, o goleiro Afinfeev saiu mal, e Manolas aproveitou para cabecear e abrir o placar na Rússia.

Sem muita inspiração, os donos da casa só foram ter a sua primeira oportunidade aos 18 minutos.  Vlasic recebeu bom passe e arriscou, mas a bola acabou indo pela linha de fundo, tirando tinta da trave. Oito minutos depois, Magnusson ganhou de cabeça da defesa, porém, cabeceou alto demais, fazendo a redonda se perder.

A Roma teve uma boa chance, depois de bom contra-ataque armado, Florenzi finalizou, mas nas mãos de Akinfeev, que fez a defesa sem sustos. Na sequência, Kolarov arriscou em cobrança de falta, e novamente, o goleiro russo apareceu para evitar o segundo gol da equipe da capital italiana.

Antes do final do primeiro tempo, o CSKA ainda teve volume de jogo e algumas oportunidades para pelo menos sair com o empate. Arnor Sigurdsson dominou dentro da área e chutou. Preciso no lance, Oslen fez boa defesa.

Apesar de susto, Roma vence na Rússia

Na etapa complementar, Dzeko perdeu uma chance clara. O bósnio recebeu na entrada da área, mas acabou sendo bloqueado na finalização. O erro custou caro a Roma, que sofreu o empate aos cinco minutos. Akhmetov cruzou, a zaga afastou mal, e Arnor Sigurdsson deixou tudo igual.

Quando as coisas pareciam caminhar bem a favor dos mandantes, Magnusson foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. Dois minutos mais tarde, o que era ruim, piorou, pois, a Roma marcou o segundo gol. Pellegrini aproveitou cochilo do sistema defensivo do CSKA, aproveitou e balançou as redes.

A partir daí,o time de Eusebio Di Francesco dominou o jogo por completo. Dzeko e Fazio desperdiçaram ótimas ocasiões de gol. Faltava ao time definir o duelo. Apesar disso, soube segurar o placar final de 2 a 1.

Valencia bate Young Boys e vence a primeira na Liga

(Foto: JOSE JORDAN / AFP)
Pelo Grupo H, o Valencia recebeu o Young Boys, no Mestalla. A equipe espanhola venceu o adversário pelo placar de 3 a 1. Os dois gols foram anotados por Santi Mina, duas vezes e Soler, enquanto que Assale anotou o dos visitantes. Foi a primeira vitória da equipe comandada por Marcelino García Toral na Champions.

Com o resultado, os espanhóis obrigam o Manchester United a pontuar diante da Juventus, em Turim, no complemente da rodada. Isso porque, o Valencia roubou a segunda colocação da chave, com cinco pontos, um a mais que os ingleses, e está bem vivo por uma vaga nas oitavas de final da competição.


Fonte:Gazeta Esportiva

06 novembro 2018

Schalke bate Galatasaray e se aproxima da classificação na Champions; Porto vence Lokomotiv

 (Foto: Patrik Stollarz/AFP)
Depois de um início ruim e complicado de temporada, o Schalke 04 começa a mostrar reação na temporada. Nesta terça-feira, a equipe venceu o Galatasaray por 2 a 0, pela Liga dos Campeões com gols anotados por Burgstaller e Uth. Com o resultado, o time chegou aos oito pontos e se aproximou da vaga nas oitavas de final da competição, e de quebra soma cinco jogos sem derrota, somando todas as competições. A partida foi realizada em Gelsenkirchen, na Veltins Arena.

Durante os 90 minutos, os Azuis Reais foram melhores no confronto, e foram cirúrgicos ao aproveitarem os erros defensivos do adversário, que estão em terceiro no Grupo D.

A equipe de Gelsenkirchen volta a campo no domingo às 15h00 (horário de Brasília), contra o Eintracht Frankfurt, fora de casa, pelo Campeonato Alemão. Pelo Turco, o Galatasaray pega o Kayserispor.

O jogo – Jogando em casa, o Schalke foi para cima desde o início do confronto e abriu o placar aos quatro minutos. Após lançamento da direita, Burgstaller ganhou do zagueiro, e Muslera saiu para tentar evitar o tento. Porém, o uruguaio foi mal, e o centroavante aproveitou para mandar para o gol.

Os turcos tentaram mostrar reação após o baque. Onyekeru finalizou e exigiu bela defesa de Nubel. Na sequência, Harit teve sobra dentro da entrada da grande área, mas na hora de finalizar, pegou muito mal na bola e isolou.

Apesar do Galatasaray estar fazendo uma boa partida, os alemães eram mais perigosos nas chegadas. Aos 39 minutos, Rudy mandou um canudo de fora da área, acertando a trave de Muslera. Logo depois, Burgstaller escorou cruzamento, mas o uruguaio fez boa intervenção.

Na etapa complementar, a partida acabou ficando parelha. As duas equipes criavam muito pouco, e de quebra faziam algumas faltas, deixando o jogo truncado, sem grandes chances.

Até que aos 12 minutos, os Azuis Reais fizeram o segundo. Após erro na saída de bola, Burgstaller recebeu em profundidade pela direita e rolou para trás buscando Uth. O atacante ajeitou e fuzilou com a perna esquerda, e praticamente fechou o duelo.

Nos minutos finais, enquanto faltava força para o Galatasaray, os Azuis Reais administravam bem o marcador. Dessa forma, conseguiram segurar a vantagem pelo placar final de 2 a 0.

Porto vence e assume liderança do Grupo D

Foto: Pedro Correia / Global Imagens
Jogando no estádio do Dragão, o Porto venceu o Lokomotiv Moscou pelo placar de 4 a 1. A equipe portuguesa jogou melhor, e resolveu o jogo ainda no primeiro tempo, com gols de Herrera e Marega. Na etapa final, os russos reagiram e diminuíram com Farfan, mas Corona e Otávio, já nos acréscimos liquidaram a fatura.

Destaque para os brasileiros Felipe e Eder Militão, que formaram a dupla de zaga da equipe, mas acabaram levando cartão amarelo no jogo. Com o resultado, o Porto chegou aos 10 pontos ganhos, enquanto o Lokomotiv não tem nenhum, e está afundado na lanterna, sem qualquer chance de classificação.


Fonte:Gazeta Esportiva

PSG e Napoli empatam de novo e grupo C fica embolado

AFP / Filippo MONTEFORTE
Paris Saint-Germain e Napoli voltaram a empatar na Liga dos Campeões, desta vez por 1 a 1 em partida disputada na Itália, nesta terça-feira, um resultado que deixa o grupo C embolado e com todas as equipes com chances de classificação.

O espanhol Juan Bernat abriu o placar, aos 47 minutos do primeiro tempo, mas Lorenzo Insigne empatou cobrando pênalti, aos 18 da segunda etapa.

Apesar da surpreendente derrota por 2 a 0 para Estrela Vermelha por 2 a 0 em Belgrado, o Liverpool segue na primeira colocação com seis pontos, empatado com a Napoli. O PSG vem logo atrás, com cinco unidades, enquanto o Estrela Vermelha chegou a quatro pontos.

Na próxima rodada, o PSG encara o Liverpool em casa para tentar se vingar da derrota em Anfield, enquanto a Napoli recebe o Estrela Vermelha. Os dois jogos serão disputados dia 28 de novembro.

- Neymar cria chances -

As equipes entraram ligadas na partida, demonstrando muita intensidade nos primeiros 20 minutos. O PSG não tremeu no lotado estádio San Paolo e criou as melhores chances, aos 4 e 17 minutos, sempre com participação de Neymar. Mas os anfitriões se recuperaram com tentativas de Mertens (23) e Fabián Ruiz (31), apesar dos chutes não darem trabalho ao italiano Buffon.

Aos 35, o argentino Di María tentou surpreender e quase fez gol olímpico, enquanto Insigne teve a melhor chance dos italianos aos 44, mas o chute desviou em Thiago Silva e saiu em escanteio.

Quando os times já se preparavam para ir para o intervalo, Neymar fez lançamento longo para Mbappé, que invadiu a área pelo lado esquerdo e tocou rasteiro para o meio. O espanhol Juan Bernat apareceu para finalizar quase caindo e abrir o placar para os franceses, aos 47 minutos.

- Blitz napolitana -

Na volta do intervalo, a Napoli voltou se impondo em campo e criando jogadas de muito perigo sem deixar o PSG respirar.

Aos 5 minutos, Insigne concluiu bonita jogada da entrada da área e viu Buffon voar para evitar o gol de empate. Um minuto depois, o arqueiro salvou novamente com a ponta dos dedos após toque de cobertura do belga Dries Mertens.

A blitz italiana continuou, com chute de Callejón interceptado por Kehrer e outro chute de Mertens que passou por cima do gol, aos 8 e 9 minutos. Aos 12, Buffon fez novo milagre em chute de Fabián Ruiz dentro da área.

Apesar de salvar o time francês em várias oportunidades, Buffon acabou derrubando Callejón dentro da área depois de vacilo de Thiago Silva que valeu um pênalti para os anfitriões. Insigne foi para a cobrança e bateu firme no canto direito do veterano arqueiro, que atacou a bola mas não conseguiu evitar o empate aos 18 minutos.

Depois de conseguir a igualdade, a Napoli continuou melhor no jogo mas diminuiu consideravelmente a pressão que exercia no PSG. O time da capital francesa aos poucos conseguiu respirar e se recolocar na partida.

Aos 39, Kehrer avançou pelo lado direito e tocou para o meio da área para Mbappé, que com total liberdade pegou mal na bola e desperdiçou a melhor chance da equipe na segunda etapa.

Barça empata com Inter e garante vaga nas oitavas da Champions

AFP / Miguel MEDINA
O Barcelona empatou em 1 a 1 com a Inter de Milão na Itália, nesta terça-feira pela 4ª rodada da fase de grupos da Champions, e se tornou a primeira equipe a garantir a classificação às oitavas de final da competição.

Sabendo que um simples empate valeria a vaga antecipada à próxima fase, o Barcelona jogou com o regulamento debaixo do braço e, mesmo sem forçar muito, dominou a partida e viu o brasileiro Malcom, pouco utilizado pelo técnico Ernesto Valverde nesta temporada, abrir o placar aos 37 minutos do segundo tempo.

A Inter, porém, não desistiu e foi buscar um valioso empate com seu artilheiro, o argentino Mauro Icardi, que deixou tudo igual aos 41 minutos.

Invicto após quatro rodadas, o Barcelona chegou a 10 pontos no Grupo B com o resultado, se tornando a primeira equipe classificada às oitavas de final da Champions.

Já a Inter se mantém na confortável segunda posição com 7 pontos, três a mais que o Tottenham, que venceu o PSV de virada por 2 a 1 na outra partida da chave graças aos dois gols de Harry Kane.

Barça e Inter voltam a campo na Champions em 28 de novembro. Os espanhóis pegam o lanterninha PSV na Holanda, enquanto os italianos terão duelo decisivo contra o Tottenham.

- Paredão Handanovic -

Líder isolado do Grupo B e precisando apenas de um empate para garantir a classificação às oitavas de final, o Barcelona do técnico Ernesto Valverde pôde até se dar ao luxo de deixar Lionel Messi, recuperado da fratura no braço, de fora da relação da partida contra a Inter.

E, mesmo sem o craque argentino, os catalães mostraram toda a qualidade de seu elenco, dominando a partida e criando as melhores chances de gol diante de um adversário que tentou jogar de igual para igual no primeiro tempo.

A postura da Inter, que atacou o Barça, acabou facilitando a vida dos comandados de Valverde, contentes em se resguardar atrás e esperar erros dos italianos para partir no contra-ataque com muita velocidade.

Nesse cenário, o placar só não foi inaugurado nos primeiros 45 minutos porque os atacantes do Barcelona não estavam com a pontaria calibrada.

Só Luis Suárez teve três ótimas chances de balançar as redes, mas chutou para fora de dentro da pequena área duas vezes (11 e 30 minutos) e viu Handanovic segurar outra pancada (41). O goleiro esloveno também pegou chutes colocados de Dembélé (1) e Philippe Coutinho (36).

- Malcom desencanta -

Após o intervalo, os primeiros minutos do segundo tempo seguiram o mesmo roteiro: o Barcelona controlava a posse de bola e, ao mesmo tempo, conseguia sair em contra-ataques perigosos.

Sem Messi, Coutinho assumiu o protagonismo no meio de campo catalão e foi o melhor jogador em campo ao lado do goleiro da Inter, tanto armando jogadas para os companheiros finalizarem como arriscando com perigo.

Coutinho tentou novamente a sorte em bomba de dentro da área, desta vez de canhota, mas voltou a esbarrar na grande atuação de Handanovic, que mandou para escanteio (51).

Mas, aos 37 minutos, o Barça finalmente conseguiu encontrar o caminho das redes graças a uma jogada 100% brasileira.

Em seu primeiro toque em campo depois de substituir Dembélé, Malcom aproveitou ótimo contra-ataque puxado por Coutinho para finalizar colocado no canto direito de Handanovic, que não conseguiu alcançar.

O gol emocionou o brasileiro, comprado junto ao Bordeaux para esta temporada, mas que vem tendo pouquíssimos minutos de jogo com Valverde.

Quando tudo indicava que a partida se encaminhava para uma justa vitória do Barça, a Inter foi buscar um honroso empate diante de sua torcida.

A quatro minutos do fim do tempo regulamentar, Icardi aproveitou uma sobra dentro da área catalã, fez belo pivô e soltou a bomba à queima-roupa, sem chances para Ter Stegen.

O empate acabou sendo um bom resultado para as duas equipes. Enquanto o Barcelona comemorava a classificação às oitavas, a Inter defendeu seu segundo lugar no grupo, mantendo três pontos de vantagem sobre o Tottenham.

Atlético de Madrid vence e quebra invencibilidade do Borussia

(Foto: JAVIER SORIANO / AFP)
Nesta terça-feira, o Atlético de Madrid conseguiu interromper a série invicta do Borussia Dortmund na Liga dos Campeões. Jogando no Estádio Wanda Metropolitano, os colchoneros derrotaram os alemães pelo placar de 2 a 0. A partida, que contou com tentos de Saúl e Griezmann, foi válida pela quarta rodada da fase de grupos do torneio internacional.

Com o triunfo, a equipe comandada por Diego Simeone alcançou a marca de nove pontos conquistados na chave, em campanha de três vitórias e uma derrota, ficando em boa posição para sair com a classificação para a próxima etapa da disputa internacional já na próxima partida. A vantagem para o Club Brugge, que está em terceiro, é agora de cinco pontos, com dois jogos a serem disputados.

Já o Borussia, que poderia carimbar vaga na fase de mata-mata da Champions em caso de vitória nesta terça-feira, desperdiçou a oportunidade, mas ainda assim conseguiu manter a primeira colocação do Grupo A, estacionando igualmente nos nove pontos.

Na próxima rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, os colchoneros vão receber o Monaco no Estádio Wanda Metropolitano, às 15h55 (horário de Brasília) do dia 28 deste mês. Já o Borussia Dortmund irá encarar o Club Brugge também em seus domínios, no mesmo dia, mas às 18h00.

O jogo – Até os 32 minutos do primeiro tempo, a partida entre Atlético de Madrid e Borussia Dortmund era equilibrada. Entretanto, na marca do período inicial, os donos da casa inauguraram o marcador com belo tento de Saúl Níguez.

O camisa 8 colchonero recebeu pelo meio, arrancou com a bola e rolou para Filipe Luís. Na lateral esquerda, o brasileiro devolveu para o meia, que dominou a bola após corta-luz do argentino Correa. Saúl chutou firme e, na trajetória da finalização, Akanji tentou realizar o corte e acabou empurrando para as próprias redes: 1 a 0 e placar aberto no Wanda Metropolitano.

Após o tento, os donos da casa dominaram a partida. Aos 37 minutos, duas oportunidades claras de gol para a equipe de Diego Simeone: primeiro, Giménez aproveitou sobra na entrada da área e chutou forte, para fora; depois, Thomas arriscou de longe e enfiou uma bomba, que triscou no travessão de Burki. Um minuto depois, foi a vez de Filipe Luís assustar, após linda jogada individual do brasileiro.

Na volta do intervalo, o time de Madri manteve o ritmo do final da etapa inicial e continuou acelerado no embate. Movimentando-se com agilidade no terço ofensivo e criando chances de gol, os espanhóis esbarravam em Toprak e Akanji.

Aos 28 minutos do segundo tempo, o técnico do Borussia, Lucien Favre, tirou o centroavante espanhol Alcácer para colocar Gotze em campo, tentando organizar o setor de meio de campo.

Quando o relógio marcava 34 minutos da etapa final, o craque francês Antoine Griezmann “matou o jogo”. Após desarme no campo defensivo, o português Gélson Martins recebeu pela lateral e puxou contra-ataque em velocidade, servindo Thomas. O meia tocou para o meio e achou Griezmann, que venceu o embate defensivo e tocou na saída de Burki, rasteiro, fazendo o 2 a 0 e dando números finais à partida no Wanda Metropolitano.


Fonte:Gazeta Esportiva

Liverpool perde do Estrela Vermelha e se complica na Liga do Campeões; Monaco é goleado pelo Brugge

(Foto: Andrej ISAKOVIC / AFP)
Nesta terça-feira, o Liverpool foi até Belgrado (SER) para encarar o Estrela Vermelha e, surpreendentemente, levou a pior. Pela quarta rodada do Grupo C da Liga dos Campeões, o time inglês entrou em campo com time misto, sem Firmino, que entrou apenas no intervalo, e sem o brilho de Salah e Mané, que não tiveram boa atuação. Deu chance para o azar e acabou sendo derrotado por 2 a 0, com dois gols do atacante Pavkov.

O resultado é péssimo para os Reds, que, com os mesmos seis pontos ganhos, perdem a oportunidade de garantir a liderança da chave e encaminhar a classificação ao mata-mata. Já o time sérvio comemora sua primeira vitória nesta edição da Champions League, indo a quatro pontos e podendo, inclusive, buscar a inesperada classificação.

Na quinta, e penúltima, rodada do Grupo C, os comandados de Jurgen Klopp visitam o Paris Saint-Germain na capital francesa, enquanto o Estrela vai a Itália para enfrentar o Napoli. Ambos os confrontos estão marcados para o dia 28 de novembro, quarta-feira, às 18h (no horário de Brasília).

Surpresa Vermelha

O jogo começou mais equilibrado do que o esperado, com o Liverpool não tendo tanta facilidade para penetrar na defesa sérvia. Tanto é que foi o Estrela Vermelha que levou perigo primeiro. Em escanteio cobrado aos 14 minutos, a zaga inglesa não conseguiu afastar e Savic ficou com ela. Ainda dentro da área, o defensor girou e bateu, para fora, mas assustando Alisson.

Os Reds responderam aos 16, com Mané invadindo a área pela esquerda e cruzando à meia altura. A bola passou por todo mundo e sobrou limpa para Sturridge, que acabou exagerando na força do chute, mandando por cima e perdendo uma chance claríssima de gol.

Depois de Sturridge perder mais uma boa oportunidade, não tão clara como a primeira, foi a vez de Alisson aparecer, fazendo boa defesa em chute de Srnic. O goleiro brasileiro, porém, não conseguiu evitar que a bola entrasse na sequência. Em cobrança de escanteio pela direita, Pavkov levou a melhor pelo alto e testou para dentro, abrindo o placar para os donos da casa.

O Liverpool sentiu o baque e, com 28 rodados, Pavkov mostrou que também sabe fazer gol com a bola no chão. O camisa nove dominou na intermediária, se livrou da marcação e acertou uma pancada no canto esquerdo, à meia altura, sem chances para Alisson, fazendo a festa da torcida em Belgrado.

Os ingleses bem que tentaram diminuir o placar antes do intervalo, mas a bola não entrou, sacramentando a vitória parcial do time sérvio.

Retranca sérvia, desespero inglês

Na obrigação de buscar o resultado, o Liverpool voltou com pressão total na etapa final. Logo aos três minutos, Firmino, que havia acabado de entrar, recebeu pela esquerda e cruzou. Mané apareceu na pequena área, mas não conseguiu pegar em cheio e a zaga do Estrela conseguiu afastar, praticamente em cima da linha.

Aos 10, foi a vez de Lallana arriscar cruzamento pela esquerda. Desta vez, a bola desviou no marcador, encobriu o goleiro Borjan e só não entrou porque carimbou o travessão.

Já com 25 rodados, Salah resolveu aparecer para o jogo. Primeiro, o egípcio tentou de fora da área, obrigando Borjan a fazer boa defesa e espalmar para escanteio. Na sequência, pegou a sobra do cruzamento e, na meia lua, bateu colocado, acertando a forquilha esquerda do gol sérvio.

Aos 36, Borjan voltou a salvar o time da casa. Sem ângulo, Salah evitou a saída da bola e tentou direto para o gol. Borjan estava ligado e saiu bem, encaixotando o egípcio e evitando o gol dos Reds.

De fato, não era dia. O time de Klopp demorou a acordar, a bola não entrou e, merecidamente, o triunfo foi do Estrela Vermelha.

Monaco é goleado pelo Brugge e fica próximo de eliminação

(Foto: VALERY HACHE / AFP)
No Estádio Louis II, no principado francês, o Monaco deu sequência à péssima campanha na Liga dos Campeões e agora está a um passo da eliminação. Pelo Grupo A, o time comandado por Thierry Henry foi massacrado pelo Club Brugge, da Bélgica, sendo goleado pelo placar de 4 a 0. Os gols foram marcados por Vanaken (duas vezes), Vormer e pelo brasileiro Wesley Moraes.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top