Atividade Esporte News: Selecao Brasileira
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Selecao Brasileira. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Selecao Brasileira. Mostrar todas as postagens

15 outubro 2018

Brasil e Argentina duelam na Arábia Saudita com Neymar e sem Messi

AFP / FAYEZ NURELDINE
Brasil e Argentina, protagonistas do superclássico do futebol sul-americano, se enfrentam nesta terça-feira, na Arábia Saudita, um duelo em que a Seleção contará com Neymar, enquanto os argentinos não terão Messi.

A partida será a 104ª entre as duas seleções, com retrospecto ligeiramente favorável ao Brasil: são 40 vitórias para a Seleção contra 38 para os argentinos, além de 26 empates.

O Brasil chega ao clássico vindo de vitória por 2 a 0 sobre a Arábia Saudita, na sexta-feira, uma partida em que Tite mexeu bastante na equipe titular no intuito de realizar alguns testes no elenco. Agora, porém, deverá apostar no que tem de melhor para encarar os arquirrivais, com Coutinho, Neymar e Firmino no ataque.

"Todo jogo contra a Argentina é diferente, tem uma dimensão muito grande e sabemos o que essa partida envolve. Nossa equipe se preparou bem, então esperamos fazer uma grande partida e buscar a vitória", analisou o zagueiro Miranda, um dos jogadores que retorna a equipe titular, fazendo dupla de zaga com Marquinhos.

Após os testes com Fabinho e Alex Sandro contra os sauditas, os veteranos Danilo e Filipe Luís voltarão às laterais da equipe.

Assim, a única dúvida se encontra no meio de campo, onde Tite ainda não definiu se iniciará a partida com Arthur, uma das apostas do treinador para o novo ciclo da Seleção até a Copa do Mundo do Catar-2022, ao lado do intocável Casemiro e de Renato Augusto.

O jogador do Barcelona entraria no lugar de Fred, que não teve boa atuação contra a Arábia Saudita.

- Renovação sem Messi -

Do outro lado do campo, o Brasil encontrará uma Argentina que vem de goleada por 4 a 0 sobre o Iraque, numa partida em que o técnico interno Lionel Scaloni apostou em caras novas.

Sem Lionel Messi, que não é convocado desde a eliminação diante da França nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, a Argentina vem colocando em prática uma intensa renovação de seu elenco.

Além do craque do Barcelona, também não foram convocados outros medalhões como Sergio Agüero (Manchester City), Gonzalo Higuaín (AC Milan) e Ángel Di María (PSG). O veterano goleiro Sergio Romero, porém, está de volta, após ficar de fora do Mundial russo devido a uma lesão no joelho.

"Cada vez que a Argentina joga, tem que ganhar, e quando a partida é contra o Brasil, mesmo sendo amistosa, também tem que ganhar e mostrar seu jogo, que é o que vem pedindo o técnico. Temos aqui um grupo de jogadores novos e vamos tentar fazer o melhor para a seleção", afirmou Romero.

A partida será disputada às 20h45 locais (14h45 no horário de Brasília) no estádio King Abdullah Sports City, na cidade de Jedá.

- Prováveis escalações:

Argentina: Sergio Romero - Renzo Saravia, Germán Pezzella, Nicolás Otamendi, Nicolás Tagliafico - Leandro Paredes, Santiago Ascacibar ou Rodrigo Battaglia, Giovani Lo Celso - Eduardo Salvio, Mauro Icardi e Ángel Correa. T: Lionel Scaloni.

Brasil: Alisson - Danilo, Marquinhos, Miranda, Filipe Luís – Casemiro - Fred ou Arthur, Renato Augusto, Coutinho, Neymar – Roberto Firmino. T: Tite.

13 outubro 2018

Seleção Brasileira sub-20 empata com o Chile em amistoso

 (Foto: Chile/Divulgação)
Neste sábado, a Seleção Brasileira sub-20 empatou com o Chile por 1 a 1 em amistoso realizado no Estádio El Teniente, em Rancagua, no Chile. A partida era preparatória para o Campeonato Sul-Americano sub-20. Rodrygo e Salazar marcaram os gols do duelo.

No primeiro tempo, Vinícius Júnior perdeu uma penalidade, mas foi o principal destaque do Brasil. Já os chilenos, que criaram mais chances na primeira etapa, chegaram a balançar as redes adversárias aos 36 minutos, no entanto o lance foi anulado por causa de um impedimento.

O primeiro gol do confronto veio aos 18 minutos do segundo tempo. Vinícius Júnior fez jogada individual e encontrou Rodrygo, que finalizou de primeira e colocou o Brasil à frente no placar. Contudo, um erro de marcação permitiu que Salazar empatasse de cabeça aos 22 após cobrança de escanteio.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira.


Fonte:Gazeta Esportiva

Maior Copa do Mundo de Futebol Feminino pode ser plataforma para crescimento global, diz Fifa

LONDRES (Reuters) - Uma Copa do Mundo feminina recorde no ano que vem na França será a plataforma perfeita para inspirar mais jovens mulheres em todo mundo a jogarem futebol, disse a chefe de futebol feminino da Fifa, Sarai Bareman, à Reuters.

A Fifa anunciou nesta semana uma nova estratégia global para o futebol feminino, em um esforço para criar fluxo de receita e aumentar a participação de base entre suas 211 associações.


A oitava edição da Copa do Mundo de Futebol Feminino irá acontecer de junho a julho do ano que vem. A final da última edição, realizada em 2015 no Canadá e vencida pelos Estados Unidos, teve audiência de TV recorde.

Bareman, nomeada primeira chefe de futebol feminino da Fifa em 2016 pelo presidente Gianni Infantino, disse que o objetivo é fazer com que mais pessoas do que nunca assistam ao torneio de 2019.

“Nosso objetivo é ter um bilhão de espectadores para o torneio do ano que vem. Adoraria dizer que esta é nossa meta só para a final. Mas não, é para todo o torneio”, disse a neozelandesa à Reuters, em entrevista por telefone.

“Nós tivemos (um recorde de) 750 milhões de espectadores em todo o mundo na Canadá em 2015 e definitivamente acreditamos que o ano que vem tem potencial para ser ainda maior”.

(Por Christian Radnedge)

12 outubro 2018

Em jogo morno, Gabriel Jesus desencanta e Brasil vence a Arábia

Créditos: Pedro Martins / MoWA Press
Em preparação para a Copa América de 2019, a Seleção Brasileira venceu mais um amistoso na tarde desta sexta-feira. Jogando em Riade, capital da Arábia Saudita, o time canarinho passou longe de realizar uma atuação convincente, como queria o técnico Tite, e venceu a equipe anfitriã por 2 a 0, com gols de Gabriel Jesus – que desencantou após passar a Copa do Mundo em branco – e Alex Sandro.

Tite aproveitou a fragilidade do adversário para fazer alguns testes na Seleção. Começou com a linha defensiva reserva, com Fabinho e Alex Sandro nas laterais e Marquinhos e Pablo no miolo de zaga. Também colocou Richarlison e Arthur em campo durante o segundo tempo, além de Lucas Moura, que voltou a defender o Brasil depois de dois anos.

Após derrotar Estados Unidos (2 x 0), El Salvador (5 x 0) e Arábia Saudita (2 x 0), o Brasil enfrentará a Argentina na próxima terça-feira, às 15 horas (de Brasília), em Jidá, no seu teste mais difícil após o Mundial da Rússia. Já a Arábia Saudita duelará com o Iraque às 14h45 do mesmo dia.

O Jogo – O Brasil foi melhor no primeiro tempo, mas sofreu para furar o bloqueio saudita. Após um início morno, a Seleção chegou com perigo pela primeira vez aos dez minutos, quando Neymar concluiu cruzamento em cima do goleiro.

O camisa 10, aliás, era o que mais buscava o jogo pelo lado brasileiro. Aos 19, ele fez fila pelo meio e bateu na entrada da área, mas mandou para fora. Pouco depois, após cobrança de falta pela esquerda, Gabriel Jesus subiu livre e exigiu grande defesa de Al-Owais.

Firmes na marcação, os donos da casa chegaram algumas vezes com perigo em contra-ataques. Em um deles, Casemiro evitou o gol saudita ao travar chute dentro da área. Aos 42, Gabriel Jesus recebeu grande passe de Neymar na direita e tocou na saída do goleiro, finalmente abrindo o placar em Riade.

O Brasil voltou do intervalo com Lucas Moura no lugar do apagado Fred. Logo aos seis minutos, o atacante saiu na cara do gol após passe de Neymar, mas chutou em cima do goleiro e desperdiçou a chance de marcar em seu retorno à Seleção.

Pouco depois, Neymar arriscou de fora da área e resvalou a trave, quase ampliando a vantagem brasileira. No entanto, com erros na saída de bola, o time visitante proporcionou boas chances aos sauditas, que as desperdiçaram em função de sua ineficiência nas finalizações.

Em busca do segundo gol, Tite colocou Richarlison e Arthur nas vagas de Gabriel Jesus e Philippe Coutinho. No fim, o goleiro Al-Owais tocou a bola com a mão fora da área e foi expulso. Aos 51 minutos, após cobrança de escanteio, Alex Sandro subiu livre e, de cabeça, deu números finais à partida.

FICHA TÉCNICA
ARÁBIA SAUDITA 0 x 2 BRASIL

Data: 12 de outubro de 2018, sexta-feira
Local: Estádio King Saud, em Riade
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: Danny Makkelie (HOL)
Assistentes: Mario Diks (HOL) e Hessel Steegstra (HOL)
Cartão Amarelo: Otayf (Arábia Saudita)
Cartão Vermelho: Al-Owais (Arábia Saudita)
Gols: BRASIL: Gabriel Jesus, aos 42 minutos do 1º tempo, e Alex Sandro, aos 51 do 2º tempo

ARÁBIA SAUDITA: Al-Owais; Al-Burayk (Al-Mullawad), Omar Housawi, Al-Bulayhi e Al-Shahrani; Otaif; Al-Moqahwi (Ghaleb), Al-Faraj, Al-Bishi (Al-Shehri) e Al-Dawsari; Bahbri (Malayekah)
Técnico: Juan Antonio Pizzi

BRASIL: Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Casemiro (Walace); Fred (Lucas Moura), Renato Augusto, Philippe Coutinho (Arthur) e Neymar; Gabriel Jesus (Richarlison)
Técnico: Tite

Arábia Saudita x Brasil: veja fotos

(Crédito: Pedro Martins / MoWA Press)
Além da partida contra os donos da casa, o Brasil encara a Argentina, na próxima terça-feira (16), também às 15h (de Brasília). O duelo contra os rivais sul-americanos será no Estádio The King Abdullah Sports City, em Jidá. 

...

11 outubro 2018

De olho na Argentina, Brasil encara amistoso contra Arábia Saudita

AFP/Arquivos / EDUARDO MUNOZ ALVAREZ
Em plena metamorfose após a decepção na Rússia, o Brasil de Neymar voltará ao laboratório de testes no amistoso de sexta-feira contra a Arábia Saudita, quatro dias antes de medir forças com a Argentina, no que será o primeiro grande desafio no caminho do próximo objetivo: a Copa América em casa de 2019.

O duelo, que será disputado em Riade às 21h00 locais (15h00 no horário de Brasília), será o terceiro jogo do Brasil nesse novo ciclo, depois das cômodas vitórias contra Estados Unidos (2-0) e El Salvador (5-0) em setembro, com Neymar como capitão definitivo da equipe.

- Idas e voltas -

Superado o golpe da eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia para a Bélgica, Tite anunciou que usaria o restante do ano para realizar algumas experiências.

Recém-renovado no cargo por mais um ciclo completo, Tite segue tendo como obsessão a conquista do hexacampeonato mundial que escapou na Rússia. Mas ainda falta uma eternidade até a Copa do Catar-2022 e alguns dos pilares da equipe já não são tão jovens.

Não viajaram à Arábia Saudita Thiago Silva e Willian -ausente de uma convocação pela primeira vez em cinco anos-, num grupo com dez novidades em relação à equipe da Copa, incluindo o renascido Lucas Moura, que voltou à Seleção graças à grande fase que vive no Tottenham inglês.

Tite, contudo, já avisou que as ausências não significam nada, como prova a volta de Gabriel Jesus, ignorado nas convocações para os amistosos de setembro, quando ainda sofria com as críticas pelas atuações decepcionantes na Rússia.

Mas o atacante do Manchester City -provavelmente titular na sexta-feira- ganhou mais um concorrente na briga para ser o matador da Seleção, já que, além da presença do consagrado Roberto Firmino, viu a chegada de Richarlison, autor de dois gols contra El Salvador.

As maiores mudanças são esperadas no setor defensivo, com Ederson sendo testado no gol, Fabinho e Alex Sandro nas laterais e Marquinhos e o estreante Pablo na zaga. Só Casemiro, Philippe Coutinho e Neymar continuam intocáveis na equipe.

"Será um jogo muito difícil, a Arábia Saudita não é uma equipe tão conhecida, mas contra a seleção brasileira todos querem jogar bem, se mostrar", valorizou o meia Fred, do Manchester United.

- Argentina em mente -

Apesar de tudo, a atenção da Seleção estará focada no duelo de terça-feira contra a Argentina, o primeiro grande desafio do novo ciclo.

Embora seja apenas um amistoso, e sem Lionel Messi, Tite já avisou que todos os clássicos são importantes, não importa onde sejam disputados.

E ele sabe bem disso. Durante a brilhante etapa de preparação para a Copa do Mundo da Rússia -na qual ressuscitou o Brasil com 17 vitórias em 21 jogos-, Tite teve apenas uma mancha no impecável currículo: uma derrota para a Argentina (1-0) em amistoso disputado na Austrália, em junho de 2017.

Agora, Tite vai querer dar o troco colocando o que tem de melhor para enfrentar uma Argentina em reconstrução sob o comando do técnico Lionel Scaloni.

"Mesmo sem Messi, tenho certeza que vai ser um grande jogo, um grande clássico. Eu quero ganhar da Argentina, com ou sem Messi", garantiu Philippe Coutinho, companheiro do craque argentino no Barcelona.

Coutinho voltará a jogar ao lado do amigo Neymar, que começou outro ciclo balançando as redes. Com 59 gols, o camisa 10 da Seleção está a apenas três de igualar Ronaldo 'Fenômeno' como segundo artilheiro histórico do Brasil em jogos oficiais.

- 'Falcões' serenos -

Na teoria, a Seleção não deve encontrar muita dificuldade contra a Arábia Saudita do técnico argentino Juan Antonio Pizzi, que parece ter conseguido acalmar os ânimos de uma equipe que teve três técnicos em um ano.

Pizzi assumiu o cargo em novembro do ano passado e comandou os Falcões na Copa do Mundo da Rússia, onde foram eliminados na fase de grupos, com derrotas para Uruguai e Rússia e uma vitória sobre o Egito.

A campanha na Rússia valeu a Pizzi uma renovação de contrato até a Copa da Ásia, em janeiro de 2019.

- Prováveis escalações:

Arábia Saudita: Mohammed Al Owais - Al Mowalad, Omar Hawsawi, Mohamed Al-Burayk, Yasir Al-Shahrani - Mohammed Kanno, Abdullah Otayf, Housain Al-Mogahwi, Salman Al-Faraj, Yayha Al-Shehri - Salem Al-Dawsari. T: Juan Antonio Pizzi.

Brasil: Ederson - Fabinho, Marquinhos, Pablo, Alex Sandro - Casemiro - Fred, Renato Augusto, Coutinho, Neymar - Gabriel Jesus. T: Tite.

09 outubro 2018

Brasil faz amistoso contra Uruguai em novembro

AFP / EMMANUEL DUNAND
A CBF anunciou nesta terça-feira um amistoso entre Brasil e Uruguai para o dia 16 de novembro, em Londres, uma das últimas data Fifa do ano.

O confronto será disputado no estádio do Arsenal. Antes disso, a Seleção encara respectivamente a Arábia Saudita e a Argentina nos dias 12 e 16 de outubro.

Os comandados de Tite estão concentrados no centro de treinamento do Tottenham, na capital inglesa, antes de viajar para a Arábia Saudita para os amistosos deste mês. A próxima grande missão da pentacampeã mundial é a Copa América de 2019, disputada em casa entre os dia 14 de junho e 7 de julho.

"Acredito que após enfrentar a Argentina, um amistoso com o Uruguai está dentro da nossa ideia de observação e preparação. São dois clássicos sul-americanos com um nível de enfrentamento muito alto", afirmou o coordenador de seleções Edu Gaspar em comunicado da CBF.

Nos primeiros amistosos após o início de um novo ciclo, depois da eliminação para a Bélgica na Copa do Mundo da Rússia, a equipe venceu sem dificuldades Estados Unidos (2-0) e El Salvador (5-0) em setembro.

Ainda não está confirmado o rival para a segunda data Fifa de novembro, que deve encerrar o ano. O Uruguai encara a Coreia do Sul e o Japão, também nos dias 12 e 16 de outubro, respectivamente.

Seleção treina e Tite confirma titulares para amistoso contra sauditas

Créditos: Pedro Martins / MoWA Press
Nesta terça-feira, aconteceu o segundo treino preparatório da Seleção Brasileira para o amistoso da próxima sexta-feira, contra a Arábia Saudita. No CT do Tottenham, em Londres, na Inglaterra, o técnico Tite contou com todos os 23 jogadores convocados por ele, incluindo Lucas, chamado para o lugar de Everton, e aproveitou para definir a escalação titular que entrará em campo no primeiro teste desta data Fifa.

A princípio, a imprensa só teria acesso ao impecável gramado de treinamento dos Spurs durante os primeiros 30 minutos de trabalho. No entanto, a comissão técnica liberou a permanência dos jornalistas, que na sequência conheceram os 11 jogadores que começarão a partida contra os sauditas.

São eles: Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Casemiro, Fred, Renato Augusto, Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

Nomes como Alisson, Miranda, Filipe Luís, Arthur e Roberto Firmino não aparecem na primeira formação, mas devem assumir a titularidade para o amistoso contra a Argentina, na próxima terça-feira.

Em relação às atividades realizadas nesta terça, os atletas da amarelinha começaram o dia na academia, priorizando a parte física. Dentro de campo, Tite reuniu o plantel para uma conversa antes do treino começar e, em seguida, deu início a um trabalho tático. Conversando bastante com os jogadores, o treinador explicou as movimentações e triangulações que quer para o time, principalmente na saída de bola.

O Brasil encara a Arábia Saudita a partir das 15h (no horário de Brasília) desta sexta-feira, no King Saud University Stadium, em Riade, na Arábia Saudita. Contra a Argentina, a bola rola a partir das 14h45 da próxima terça, dia 17, no King Abdullah Sports City, estádio próximo à cidade de Jeddah.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top