Atividade Esporte News: Stock Car
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador Stock Car. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Stock Car. Mostrar todas as postagens

04 novembro 2018

Max Wilson leva a corrida 2 em Goiânia

Recheada de disputas, prova teve ainda a estreia de Nelsinho Piquet no pódio da Stock Car. Felipe Fraga repetiu o terceiro lugar da primeira prova

(Foto: Duda Bairros/StockCar)
Max Wilson foi o vencedor da segunda corrida da Stock Car na tarde deste domingo em Goiânia. O piloto da Eurofarma RC conquista sua segunda vitória na temporada e trouxe consigo ao pódio Nelsinho Piquet em um excelente segundo lugar - seu primeiro pódio na Stock Car - e Felipe Fraga repetindo o terceiro posto da primeira prova.

Assim como a primeira, a segunda corrida foi recheada de disputas. Décimo colocado na primeira disputa, Cesar Ramos largou na frente. Na segunda volta, foi ultrapassado por Julio Campos, mas tomou a posição de volta. De terceiro, Átila pulou para a ponta na quarta volta fazendo o bom uso do botão de ultrapassagem – tendo sido, inclusive, um dos seis vencedores do Fan Push. Ramos, em segundo, saiu da pista e teve de abandonar a corrida na sexta volta.

Julio Campos assumia o segundo lugar, com Nelsinho Piquet em terceiro lugar, Gabriel Casagrande em quarto e Rubens Barrichello em quinto. Daniel Serra e Felipe Fraga continuavam próximos um do outro na sexta e na sétima posições.

Atrás de Campos, grande disputa entre Piquet, Casagrande e Barrichello. Enquanto isso, Átila já abria mais de dois segundos na liderança. Na décima volta, Átila teve de cumprir um drive-through por queima de largada. Assim, Julio Campos assumiu a liderança, seguido de Barrichello, Casagrande, Piquet, Serra e Fraga fechando os seis primeiros.


FERNANDA FREIXOSA/STOCK CAR
Vencedor da Corrida do Milhão em Goiânia, Rubens Barrichello passou a pressionar Campos ainda antes da abertura da janela de pit stops. No entanto, o carro #111 passou a apresentar uma vibração no capô e na parte frontal do assoalho, ocasionada por algum toque – e logo perdeu o segundo lugar para Gabriel Casagrande.

Na abertura dos pits, na 15ª volta, Barrichello e Casagrande foram os primeiros a parar, enquanto Campos e Piquet seguiram na pista. Rubinho acabou abandonando a corrida. Campos e Piquet pararam na 16ª volta. Campos voltou à frente de Piquet e na saída Max Wilson jogou-se na frente do piloto da Full Time Bassani.

Quem se deu muito bem nas paradas foi Daniel Serra. Com ótima parada, o líder do campeonato retornou colocando Piquet e Casagrande entre ele e Fraga. A estratégia lhe rendeu o terceiro lugar, exatamente atrás de Campos e do companheiro de equipe Max Wilson.

Na 21ª volta, Fraga superou Casagrande pelo quinto lugar e Piquet passou Serra pela terceira posição. Na volta seguinte, Fraga superou Serra e os dois iniciaram a mesma saga de trocas de posição vista na primeira corrida. 

Julio Campos perdeu a liderança para Max Wilson e Nelsinho Piquet, que fazia sua melhor exibição na temporada ao colocar muita pressão sobre o #65. Felipe Fraga conseguiu subir mais posições e assumiu o terceiro posto colocando Julio Campos e Gabriel Casagrande entre ele e Serra. 

No giro final, Campos passou a enfrentar problemas, tendo sido superado por Lucas di Grassi e passando a suportar a pressão de Serra, Vitor Genz e Allam Khodair.

Na linha de chegada, Max Wilson conquistou sua segunda vitória na temporada – e 12ª da carreira. Nelsinho Piquet foi ao pódio pela primeira vez com o excelente segundo lugar, seguido de Felipe Fraga, que fica como o maior pontuador da etapa ao repetir a terceira posição da primeira prova.

Lucas di Grassi recuperou-se para um bom quarto lugar, seguido de Gabriel Casagrande, Daniel Serra, Vitor Genz, Allam Khodair, Julio Campos, e Rafael Suzuki fechando os dez primeiros.

Resultado da Corrida 2*:
1. 65 Max Wilson (Eurofarma RC)
2. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani)
3. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing)
4. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport)
5. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport)
6. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)
7. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team)
8. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport)
9. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing)
10. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Zonta leva a melhor e vence a primeira em Goiânia

Líderes do campeonato duelaram volta a volta pelo terceiro lugar, com vantagem para o competidor da Cimed, que fechou o pódio

(Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Ricardo Zonta foi o vencedor da primeira corrida da Stock Car em Goiânia, disputada no início da tarde deste domingo (4). A corrida foi marcada por uma espetacular disputa entre os dois postulantes ao título: Daniel Serra, que largou na pole, e Felipe Fraga, duelaram pelo terceiro lugar até a linha de chegada, com vantagem para Fraga, que tira três pontos da desvantagem que tem para o líder do campeonato. Diego Nunes foi o segundo colocado.

Na largada, Daniel Serra manteve a ponta seguido por Felipe Fraga, Ricardo Zonta e Diego Nunes. Rubens Barrichello fez largada espetacular ao sair de 13º para o sétimo lugar nas voltas iniciais. Enquanto o líder se mantinha à frente, Zonta usou o botão de ultrapassagem para tomar o segundo lugar de Fraga na quinta volta. Em seguida, o paranaense partiu para o ataque em cima do piloto da Eurofarma.

O carro de Lucas di Grassi fica parado na entrada para os boxes na volta 14. No giro seguinte, Serra foi aos boxes para sua parada obrigatória, enquanto Zonta se manteve na pista com Felipe Fraga em segundo. Barrichello também optou por continuar e subiu para o terceiro lugar, à frente de Nelsinho Piquet.
FERNANDA FREIXOSA/VICAR

Ricardo Zonta fez seu pit stop uma volta depois, enquanto Fraga entrou na abertura do 17º giro – ambas as estratégias funcionaram perfeitamente, uma vez que o campeão de 2016 retornou à pista imediatamente à frente do campeão de 2017. E Zonta ainda saiu à frente de Diego Nunes.

Depois de todas as paradas obrigatórias, até a 20ª volta, a ordem foi restabelecida com Ricardo Zonta na liderança seguido de Diego Nunes, Felipe Fraga, Daniel Serra e Gabriel Casagrande em quinto. 

Serra superou Fraga na abertura da 25ª volta pelo terceiro lugar e iniciaram uma batalha de trocas de posição que durou até a volta final. Fraga usou o push e passou Serra na abertura do último giro para garantir o último degrau do pódio (com os dois colados na linha de chegada) e descontar três pontos da diferença que o separa de Daniel na tabela do campeonato – de 34 para 31 pontos.

A vitória ficou nas mãos de Ricardo Zonta – sua segunda na temporada e quinta na carreira -, com Diego Nunes em um excelente segundo lugar. Fraga e Serra ficaram em terceiro e quarto, com Gabriel Casagrande em quinto. Rubens Barrichello, Nelsinho Piquet, Julio Campos, Átila Abreu e Cesar Ramos fecharam os dez primeiros que largam em ordem invertida na segunda corrida, logo mais às 14h05.

Os dez primeiros da corrida 1*
1. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power)
2. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani)
3. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing)
4. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC)
5. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport)
6. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) 
7. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani)
8. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) 
9. 51 Átila Abreu (Shell V-Power)
10. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) 
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

03 novembro 2018

Serra supera Fraga em Goiânia e é pole em novo passo rumo ao título da Stock Car

Após um começo tenso pelo céu fechado e a chuva que caiu com força na sequência, o treino classificatório que definiu o grid de largada para a etapa de Goiânia da Stock Car, realizado na tarde deste sábado (3), terminou com uma eletrizante disputa entre os postulantes ao título da temporada. No fim, foi de Daniel Serra a pole-position. Felipe Fraga parte no segundo posto.


 Daniel Serra (Foto: Fernanda Freixosa/Stock Car)
Ainda com a pista totalmente seca, Serra levou a melhor sobre Fraga no Q1. O tocantinense respondeu no Q2, com traçado bastante molhado. Na hora da decisão, sem chuva e com a pista ainda um pouco molhada, Serra caprichou e anotou 1min31s726. Fraga foi o último a ir para a pista, começou melhor, mas terminou 0s026 mais lento. Pole para o atual campeão, que visualiza a chance de confirmar o bi no domingo.

O terceiro posto ficou com Ricardo Zonta, que apareceu numa divisão própria. Bem à frente de Diego Nunes, o quarto colocado, também não se aproximou dos ponteiros. Felipe Lapenna e Nelsinho Piquet não conseguiram completar voltas no que foi o primeiro Q3 de ambos na temporada. O motivo foi falta de combustível, já que os dois deram voltas extras na pista após a chuva interromper o Q1. 

Fora do Q3, Marcos Gomes, Gabriel Casagrande, Allam Khodair e Átila Abreu completaram o top-10. Do 11º ao 15º lugar, Júlio Campos, Rafael Suzuki, Lucas Di Grassi, Rubens Barrichello e César Ramos também estiveram no Q2. 

O treino ficou interrompido por mais de 30 minutos após a chuva que caiu durante o segundo grupo do Q1. Embora a pequena tempestade tenha de fato parado, as consequências dela tiveram efeito no restante do treino com a chuva molhada.

A largada para a primeira prova do domingo está marcada para as 13h (do horário brasileiro de verão).

Confira como foi a classificação:

Q1 - Chuva cai com tudo no segundo grupo e tumultua sessão

A briga pelo título da Stock Car chegou pulsante a Goiânia e, portanto, a classificação não poderia começar sem que o desafiante #1 pulasse para a pista imediatamente que fosse possível. Felipe Fraga, assim logo partiu na frente do grupo dos 15 ponteiros do campeonato.

Na primeira rodada de voltas rápidas, entretanto, foi Daniel Serra, o grande favorito a ser campeão, que anotou o giro mais veloz: 1min24s750. Como era o bastante para avançar para o Q2, foi para os boxes e começou a mexer no carro para o restante da classificação. 

Fraga assegurou o segundo lugar e também voltou já satisfeito com o que fizera: 1min24s865. No restante da briga, luta de foice. Júlio Campos segurava o terceiro posto, já na casa do 1min25s, até o cronômetro zerar. Lucas Di Grassi, então, surgiu e pulou para o P3. Campos ficou em quarto.

César Ramos, Rubens Barrichello, Gabriel Casagrande e Marcos Gomes fecharam no top-8. Depois dele, os dois pilotos da Shell, com Átila Abreu e Ricardo Zonta. Allan Khodair, Cacá Bueno, Thiago Camilo, Max Wilson e Ricardo Maurício fecharam o primeiro grupo.

O segundo grupo esperava com medo. Isso porque a chuva se aproximava e, caso caísse, impediria que os pilotos do segundo grupo entrassem na briga para o Q2. A chuva já chegava nos entornos do autódromo, mas a pista ainda escapava.

Ainda na volta de inicial, Nelsinho Piquet rodou na área de escape. Valdeno Brito foi o primeiro a completar volta, mas quem andou forte mesmo foi Diego Nunes, que saltou para o sexto posto com o tempo de 1min25s092. Felipe Lapenna e Rafael Suzuki também entraram no top-15. Na bacia das almas após a rodada, Piquet pulou para o 12º posto e entrou na lista de classificados. 

A chuva, então, apareceu. E apareceu em forma de tempestade em parte da pista. Bandeira vermelha, pois.

Após 32 minutos de paralisação, boxes abertos e Bia Figueiredo, Lapenna e Piquet e Suzuki partiram para testar a pista molhada. Na curva 1, Bia, Lapenna e Suzuki passaram por fora na curva um, na tentativa de encontrar um traçado diferente.

Q2 - Fraga supera Serra, mas destaque fica para Nunes, Lapenna e Piquet classificados para Q3

Ainda com pista molhada, embora sem chuva, foi Campos o primeiro a anotar volta rápida. Quando Serra e Fraga, logo na sequência, ficou na cara que o giro não era bom. Serra ficou na ponta com 0s351 de vantagem, mas Fraga, quando tentou responder, saiu da pista e sujou os pneus na grama.

Lapenna andou muito bem também e saltou para o terceiro posto, impressionando. Com 2min45s restantes, Gomes andou muito bem. Passou com 1min32s501 e assumiu a ponta. 

Suzuki foi outro a andar fora da pista e parecia bem longe da briga pelas primeiras colocações. Na virada para o minuto final, Nunes partiu para o primeiro lugar - e logo depois rodou na grama também. Mas Fraga não deixou barato e fez o relógio cair para a casa de 1min31s777.

Di Grassi e Barrichello, apesar das expectativas, nem passaram perto da classificação para o Q3. Piquet, por outro lado, classificou-se para o primeiro Q3 dele na temporada. 

Fraga na ponta, com Serra, Zonta, Lapenna, Nunes e Piquet eram os classificados.

Q3 - Serra ri por último
 
Com as mudanças provocadas pela chuva em Goiânia, Piquet e Lapenna estavam no Q3 pela primeira vez no ano. Antes do começo da última parte, porém, a notícia: sem combustível, Piquet sequer partiria para a pista. Foi, então, Lapenna. Também com falta de combustível, sofreu uma pane seca no meio da volta e teve que contar com a ajuda dos comissários para empurrar o carro.
 
Fugindo de qualquer erro, Nunes deu uma volta correta e que logo foi superada por Zonta. Os dois se puseram assim, com o piloto da Shell antes do da Full Time na segunda fila.
 
O favorito ao título era o próximo. Serra forçou, tirou uma excelente volta no braço e fechou em 1min31s726. Fraga tentou fazer o mesmo na sequência e também foi muito bem. Mas 0s026 mais lento que o rival. Serra, assim, confirmou a pole na capital de Goiás.

Stock Car, Goiânia, Classificação, Final:

1D SERRARC Eurofarma 1:31.726 
2F FRAGACimed 1:31.752+0.026
3R ZONTAShell 1:32.112+0.386
4D NUNESFull Time 1:32.425+0.699
5F LAPENNACavaleiro   
6N PIQUETFull Time   
7M GOMESCimed 1:32.501 
8G CASAGRANDEVogel 1:32.684 
9A KHODAIRBlau 1:32.886 
10A ABREUShell 1:32.898 
11J CAMPOSPrati Donaduzzi 1:33.317 
12R SUZUKIHot Car Bardahl 1:33.381 
13L DI GRASSIHero 1:33.384 
14R BARRICHELLOFull Time 1:33.445 
15C RAMOSBlau 1:33.759 
16C BUENOCimed 1:25.331 
17G LIMAVogel 1:25.331 
18T CAMILOA. Mattheis/Ipiranga 1:25.340 
19L FORESTICimed 1:25.422 
20M WILSONRC Eurofarma 1:25.432 
21A PIZZONIAPrati Donaduzzi 1:25.454 
22G OSMANCavaleiro 1:25.464 
23V BRITOCarlos Alves Eisenbahn 1:25.493 
24B BAPTISTAHero 1:25.501 
25R MAURÍCIOFull Time 1:25.533 
26D NAVARROCavaleiro 1:25.625 
27R SPERAFICOHot Car Bardahl 1:25.707 
28V GENZCarlos Alves Eisenbahn 1:25.768 
29B FIGUEIREDOA. Mattheis/Ipiranga 1:26.186

Fonte:Grande Premio

 
Back To Top