Atividade Esporte News: boxe
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador boxe. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador boxe. Mostrar todas as postagens

12 agosto 2017

Yamaguchi Falcão vence 14ª luta da carreira e se mantém invicto

Yamaguchi Falcão não teve dificuldades para bater o 14º oponente de sua carreira (Foto: Divulgação)

Yamaguchi Falcão conquistou na noite deste sábado sua 14ª vitória como boxeador profissional. Enfrentando o norte-americano Taronze Washington, no A La Carte Event Pavilion, em Tampa, na Flórida, o brasileiro se mostrou muito superior no ringue e acabou vencendo por nocaute na virada do quarto para o quinto round.
Medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, Yamaguchi fez pela primeira vez na carreira a luta principal da noite e manteve sua invencibilidade. Tido como um dos boxeadores mais promissores da Golden Boy Promotions, o brasileiro vem correspondendo às expectativas desde que iniciou sua carreira profissional, em 2014.
Enfrentando um adversário que foi derrotado em seis das últimas sete lutas, Yamaguchi foi para cima de Taronze Washington desde o início. Desferindo mais golpes do que o oponente, o brasileiro tomou conta do combate e ia mostrando que o 14º triunfo era apenas uma questão de tempo.
Depois de certa resistência do norte-americano, que ia se defendendo como podia, Yamaguchi concluiu o quarto round com uma série de golpes, cercando Tarenze Washington, que terminou os dois minutos bastante cansado. Antes do início do quinto round, o boxeador de 37 anos optou por não voltar ao ringue, fato que acabou dando a vitória ao brasileiro. 

Fonte:Gazeta Esportiva

05 agosto 2017

Esquiva Falcão bate mexicano por pontos e segue invicto

Peso médio Esquiva Falcão já acumula 18 vitórias como boxeador profissional (Foto: Sean M. Haffey/AFP)

O brasileiro Esquiva Falcão aumentou sua série de lutas sem derrota durante a noite deste sábado. Na cidade norte-americana de Los Angeles, sem correr grandes riscos durante o combate, o boxeador ganhou por pontos do mexicano Norberto Gonzalez.
A princípio, Esquiva Falcão lutaria contra Ivan Montero, também mexicano, que acabou desistindo do compromisso. A organização, então, armou o confronto com Gonzalez. Depois de oito assaltos, por decisão unânime dos árbitros, o boxeador brasileiro foi considerado vencedor.
Premiado com a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Esquiva Falcão resolveu iniciar carreira como profissional no ano seguinte. Na tentativa de trilhar o caminho rumo a um combate pelo título mundial, o brasileiro de 27 anos de idade acumula 18 vitórias, 12 por nocaute.
Superado por Esquiva Falcão na noite deste sábado, Norberto Gonzalez, de 36 anos, tem 23 vitórias e 10 derrotas na carreira. Em 2013, ele venceu o brasileiro Michael Oliveira, que resolveu encerrar sua trajetória de forma precoce após ficar com um coágulo no cérebro.


Fonte:Gazeta Esportiva

22 julho 2017

Em luta de 40 segundos, Robson Conceição vence mexicano

Robson Conceição segue perfeito no boxe profissional (Foto: Yuri Cortez/AFP)

O brasileiro Robson Conceição segue bem na carreira no boxe profissional. Em sua quarta luta, ele superou o mexicano Bernardo Gomez Uribe por nocaute, conquistando mais uma vitória.
A disputa durou apenas 40 segundos. Agressivo, o medalhista de ouro nos Jogos Rio 2016 dominou o rival e, com golpe na região das costelas, nocauteou o mexicano, que caiu e não conseguiu mais se levantar.
Com o resultado, Conceição chega a quatro vitórias como profissional, sendo três por nocaute. Antes, ele havia superado Clay Burns, por decisão unânime, além de Aaron Ely e Aaron Jamel Hollis. Todos eles são americanos.
Nos Jogos Rio 2016, Robson subiu ao lugar mais alto do pódio na categoria até 60kg (peso leve). Na final, ele bateu o francês Sofiane Oumiha, garantindo um dos setes ouros do País nas Olimpíadas.


Fonte:Gazeta Esportiva

14 fevereiro 2017

McGregor e Mayweather entram em acordo por luta, diz jornal britânico

Lutadores decidem valores, mas acordo depende de uma terceira parte, não divulgada (Fotos: AFP)

Conor McGregor e Floyd Mayweather Jr. irão se enfrentar. Pelo menos de acordo com o jornal britânico The Sun, que publicou uma matéria nesta terça-feira, informando que os lutadores chegaram a um acordo financeiro para a realização do combate.
O acordo, porém, não estaria fechado oficialmente, por conta de um embargo contratual. Além da participação dos astros dos tatames, a luta depende de uma terceira parte – não foi informado se trata de uma empresa ou pessoa – que ainda não assinou o contrato.

Esta terceira parte não divulgada, é, de fato, o único empecilho para o anúncio entre o encontro dos campeões. Isto, segundo fontes próximas a McGregor, que apontaram que os detalhes financeiros já estariam certos e que o desfecho das negociações poderia ocorrer nas próximas duas semanas.
Segundo informa o tabloide, o atual campeão peso-leve do Ultimate Fighting Championship desmarcou um compromisso com fãs em Las Vegas-EUA, mas mesmo assim seguirá viagem para a cidade norte-americana. Lá, ele participará de uma ação antibullying promovida pelo estado do Colorado e, conforme aponta o jornal, se encontrará com o staff de Mayweather para acertar os detalhes da luta.
Além da magnitude dos carteis do irlandês e do norte-americano, nunca batido na carreira, o confronto ganha proporções ainda maiores por conta da relação dos dois. Através das redes sociais, Mayweather e McGregor se provocado desde o início do ano passado. O primeiro, aos 49 anos, se aposentou do boxe em 2015, após manter uma invencibilidade de 49 lutas, enquanto o segundo já chegou a deter simultaneamente dois títulos do UFC.


Fonte:Gazeta Esportiva

21 janeiro 2017

Manny Pacquiao assume que aceitaria luta de boxe contra Conor McGregor

 
Manny Pacquiao tem 38 anos (Foto: AFP)

A suposta luta de boxe entre Conor McGregor, atual campeão do peso-pena e do peso-leve do UFC, e Floyd Mayweather, que venceu as 49 lutas de boxe que disputou, segue repercutindo. Desta vez, foi outra lenda do boxe mundial, o filipino Manny Pacquiao, que se manifestou.
Pacquiao revelou que não sabe se é verdadeira a proposta da luta entre McGregor e Mayweather. De qualquer forma, o filipino admitiu que aceitaria um duelo de boxe contra o irlandês. Vale lembrar que Manny voltará aos ringues no dia 23 de abril, contra o australiano Jeff Horn.

“Não sei se acontecerá ou se fizeram isso para gerar interesse. Mas se, no final das contas, lutarem, McGregor não tem nenhuma chance de ganhar. Eu também estaria disposto a lutar com McGregor, mas só no boxe, não no MMA”, disse ao FOX Sports News 500.
Recentemente, o dono do UFC, Dana White, revelou que estaria disposto a pagar cerca de 80 milhões de reais para cada um – McGregor e Mayweater – caso eles aceitassem a proposta da luta.


Fonte:Gazeta Esportiva

21 dezembro 2016

McGregor consegue licença e diz que pode conquistar o cenário do boxe

O irlandês conquistou o cinturão dos peso-peso vencendo José Aldo (Foto: AFP)

Campeão da categoria peso leve do UFC, o polêmico irlandês Conor McGregor conseguiu uma licença oficial de boxeador da Comissão Atlética da Califórnia. Depois de vencer em duas categorias da organização de MMA, o lutador agora busca tirar o invicto Floyd Mayweather da aposentadoria para realizar a “luta de um bilhão de dólares”.
Em uma entrevista para a irlandesa RTE, McGregor afirmou que realmente pensa em ir para o mundo do boxe. “Posso conquistar o cenário do boxe. É um pensamento muito sério. Uma conversa muito séria que estamos tendo”, declarou Conor.
McGregor se tornou o primeiro competidor do UFC a conquistar dois cinturões (peso pena e leve), mas perdeu o título dos pena por inatividade na categoria. O irlandês, então, começou a incitar uma disputa com o aposentado Mayweather, que pendurou as luvas sem perder um único confronto.
“Tenho todos os caras da luta livre (WWE) tentando contato comigo. Também tenho conversas com Hollywood. Tenho todas essas opções”, acrescentou McGregor.
Esperando o nascimento de sua primeira filha, o campeão dos leve também negou que ficará dez meses parado, como Dana White havia citado. “Pensei que o bebê nasceria em março, mas será em maio. Assim que quiser posso lutar de novo. Estou considerando minhas opções”, concluiu.

Fonte:Gazeta Esportiva

17 agosto 2016

Árbitros são afastados das Olimpíadas após decisões polêmicas no boxe

Luta entre o irlândes Michael John Conlan e o russo Vladimir Nikitin foi uma das polêmicas no boxe (Foto: Yuri Cortez/AFP)

Após diversas polêmicas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a AIBA (Associação Internacional de Boxe Amador) decidiu, nesta quarta-feira, que irá afastar alguns dos árbitros da competição de boxe nas Olimpíadas.
O motivo destacado pela AIBA é que os juízes tomaram algumas decisões controvérsias durante a competição. A Associação reconheceu o erro e afirmou que está investindo na capacitação dos árbitros durante este período de mudanças de regras no boxe amador. No entanto, a entidade afirmou que não irá mudar o resultado de nenhuma das lutas já concluídas até aqui.
A principal regra mudada que vem gerando controvérsias é a de pontuação nos combates. Nas Olimpíadas anteriores, cada golpe encaixado do pugilista em seu adversário contabilizava um ponto, que ia sendo marcado e exposto para o público no decorrer da luta. A partir dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a pontuação leva em conta a nota de cinco jurados, que são sorteadas aleatoriamente por um computador até sobrarem três, que definirão o resultado de cada round. O vencedor ganha 10 pontos, enquanto o perdedor um número menor. Os critérios avaliados são qualidade dos socos, combatividade efetiva e superioridade tática. As novas medidas foram feitas visando uma maior aproximação ao boxe profissional, assim como foi feito na decisão de tirar a proteção do rosto dos pugilistas para a disputa da competição.
O estopim para a medida da AIBA foi a luta entre o irlandês Michael Conlan e o russo Vladimir Nikitin, nas quartas de final da categoria peso-galo (até 56 kg). Nikitin venceu o combate por decisão unânime dos árbitros, enquanto muitos especialistas julgaram que Conlan teria sido o ganhador com uma boa vantagem, o que gerou uma grande revolta do pugilista da Irlanda, que ironizou a AIBA em sua rede social e afirmou que os árbitros destruíram seu sonho de medalha.
Outra controvérsia da arbitragem foi a vitória do russo Evgeny Tishchenko sobre o cazaque Vassiliy Levit, na final da categoria peso pesado (até 91 kg). O pugilista da Rússia foi vaiado pelo público após a divulgação do anúncio de que teria ganhado por decisão unânime da arbitragem.

Fonte:Gazeta Esportiva

Japonesa é ouro na luta livre e se torna primeira mulher tetracampeã olímpica

Kaori Icho tem 32 anos (Foto: Toshifumi Kitamura/AFP)

A japonesa Kaori Icho fez história nos Jogos Olímpicos. Ao conquistar o ouro na luta livre até 58kg, ela tornou-se a primeira mulher a subir quatro vezes ao lugar mais alto do pódio em uma competição individual, em toda a história das Olimpíadas.
Nesta quarta-feira, ela superou a russa Valeriia Koblova Zholobova, de virada, conquistando mais um título. Assim, repetiu as campanhas de Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres 2012, e tornou-se tetracampeã.
A lutadora é um dos grandes nomes do esporte. Além das quatro medalhas de ouro, ela é dez vezes campeã mundial, sendo que a primeira conquista veio em 2002, em Chalkida, quando Icho tinha apenas 18 anos.
Além disso, ela sustentou, entre 2003 e 2016, uma incrível invencibilidade, sem ter sido batida nenhuma vez. Em janeiro deste ano, no Grand Prix de Kranoyarsk, na Rússia, ela perdeu para Orkhon Purevdorzh, da Mongólia, sendo superada após 13 anos.

Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top