Atividade Esporte News: truck
⚽Notícias
Mostrando postagens com marcador truck. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador truck. Mostrar todas as postagens

03 dezembro 2018

CopaTruck: Troféu de Bronze marca retomada de carreira de Cirino

Cirino celebra recomeço com pódio na Grande Final e Troféu de Bronze na temporada 2018

Terceiro lugar na Grande Final foi o oitavo pódio de Cirino em 2018. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
Pouca gente sabe, mas Wellington Cirino quase encerrou a carreira de piloto em 2017. Por isso, a conquista do terceiro lugar na classificação geral da Copa Truck pode ser considerada um marco de recomeço dentro de sua maior paixão, que é correr de caminhão. A temporada foi encerrada no último domingo, em Curitiba (PR), com o título de Roberval Andrade.

“Não existe nada igual como correr de caminhão. Eu amo fazer isso. E graças a Deus eu encontrei um bom caminho com o André Marques e toda a equipe AM Motorsport que me permitiram continuar acelerando e desistir de encerrar a carreira. Estamos juntos e vamos acelerar forte no próximo ano”, revelou Cirino em um discurso emocionado na cerimônia de encerramento da temporada.

Temporada 2018 marcou retomada para a carreira de Wellington Cirino. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
A temporada da retomada de Wellington Cirino teve cinco poles, oito pódios, duas vitórias e o título da Copa Sul, além do Troféu de Bronze na temporada.

“Um ano muito bom, com o crescimento da equipe no trabalho de desenvolvimento dos caminhões dentro de um esquema muito profissional. Acho que a chegada dos dois pilotos na última etapa com chances de título é a prova de que estamos no caminho certo. O momento é de celebrar,  agradecer aos patrocinadores, aos gestores da Copa Truck e aos companheiros de equipe por tudo o que aconteceu”, analisa Cirino.

Cirino conquistou o Troféu de Bronze da temporada da Copa Truck.  Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
A AM MotorSport/Império Truck Racing tem o patrocínio da Cerveja Império, Dopamina Energy Drink e o apoio do Mercedes Club e da Cresol. O time acelera os caminhões Actros 2646 da Mercedes-Benz.

Copa Truck 2018
Troféu Ouro – Roberval Andrade
Troféu Prata – Felipe Giaffone
Troféu Bronze – Wellington Cirino

02 dezembro 2018

Roberval Andrade é campeão brasileiro diante de 32 mil pessoas em Curitiba

Foto: Vanderley Soares/Copa Truck
A Grande Final da Copa Truck neste domingo em Curitiba mostrou que as corridas de caminhões estão mais vivas do que nunca. Diante de 32 mil pessoas que abarrotaram todos os setores disponíveis do autódromo – lotação há tempos não vista no Autódromo Internacional de Curitiba -, Roberval Andrade sagrou-se campeão brasileiro após duas corridas que fizeram valer cada centavo do ingresso.

O piloto da Scania chegou à capital paranaense como vice-líder da competição com 126 pontos, dois atrás de André Marques e tratou de trabalhar para não precisar depender do resultado de ninguém para levantar a taça. Marques, que fez uma temporada impecável, regular em todas as etapas e chegou ao Paraná na liderança, abandonou as duas corridas e deixou o caminho livre para Roberval e Felipe Giaffone disputarem diretamente pelo campeonato.

Os dois duelaram pela liderança durante toda a corrida até que, na penúltima volta, em uma manobra por fora, Roberval tomou a ponta de Giaffone e voou rumo à vitória, com seu companheiro de equipe, Leandro Totti, roubando pontos importantes de outro finalista, Wellington Cirino, que recebeu a bandeirada em quarto lugar.

Com a inversão do grid, Adalberto Jardim e Regis Boessio dividiram a primeira fila na prova complementar, que despejou outro caminhão de emoção no autódromo: na disputa pela liderança, Jardim e Beto Monteiro se tocaram e saíram da pista, quase levando Roberval (que havia escalado todo o pelotão após largar em oitavo) junto.


Foto: Duda Bairros/Copa Truck
Escapando com muita sorte da confusão, Roberval viu Giaffone disposto a dar o troco e mais um capítulo deste duelo foi escrito. Giaffone tomou a ponta restando três voltas, porém todo o esforço do campeão de 2017 foi em vão: o segundo lugar bastava para Andrade levantar a taça – e ele só perderia se fosse ultrapassado pelo terceiro colocado, Cirino, que não conseguiu imprimir o mesmo ritmo dos protagonistas.

Dessa forma, Roberval, que compete de caminhões desde 1999, conquistou seu terceiro título nacional, igualando-se a Totti e  ficando a um de Giaffone e Cirino no ranking dos maiores campeões brasileiros da história. “Esse título resume um sofrimento de quatro anos, quando passei dificuldades financeiras e com a equipe. Quero agradecer a Scania novamente por ser essa marca maravilhosa que me apoiou por esses 19 anos”, celebrou Roberval.

Giaffone, por sua vez, se mostrou um pouco chateado, mas também feliz pelo companheiro: “Essa foi a vitória mais amarga da minha carreira, mas fico feliz por ter sido derrotado por um cara de bem como é o Roberval – por outro lado, conseguimos garantir o título para a Volkswagen/MAN e entregar um presente à nossa equipe que trabalhou muito para isso. Também gostaria de agradecer ao público que lotou as arquibancadas e mostrou que a Copa Truck está mais forte do que nunca.”

Já Cirino se emocionou ao comentar sobre a temporada: “Depois que o outro campeonato acabou eu estava decidido a parar de correr. Existem duas pessoas que merecem meu eterno agradecimento: o primeiro já se foi, Aurélio Batista Felix; o segundo foi o André Marques, que me abraçou e me trouxe para esta equipe incrível que é a AM.”

Concluídas as duas provas, Roberval terminou o ano com 164 pontos, apenas dois à frente de Giaffone. Cirino, com 152, garantiu o terceiro, com Renato Martins, André Marques e Giuliano Losacco completando a lista dos finalistas. Já na briga entre os não-finalistas, o melhor foi Beto Monteiro, à frente de Adalberto Jardim, Regis Boessio e Leandro Totti.

O calendário da temporada 2019 da Copa Truck será divulgado em breve. Confira como ficou o campeonato após a Grande Final:

1. Roberval Andrade, 164 pontos
2. Felipe Giaffone, 162
3. Wellington Cirino, 152
4. Renato Martins, 135
5. André Marques, 128
6. Giuliano Losacco, 116
7. Beto Monteiro, 27
8. Adalberto Jardim, 21
9. Regis Boessio, 20
10. Leandro Totti, 18
11. Rodrigo Belinati, 17
12. Debora Rodrigues, 16
13. Witold Ramasauskas, 14
14. Luiz Lopes, 13
15. Djalma Fogaça, 10
16. Duda Bana, 8
17. Fábio Fogaça, 0
18. Danilo Dirani, 0
19. Pedro Paulo, 0
20. Pedro Paulo, 0

Resultado final do campeonato de marcas:

1. Volkswagen/MAN, 557 pontos
2. Mercedes-Benz, 498
3. Iveco, 357
4. Scania, 273
5. Volvo, 218
6. Ford, 184

Corrida 1
1. Roberval Andrade (Scania), 15 voltas em 25min51s309
2. Felipe Giaffone (Volkswagen), a 4s811
3. Leandro Totti (Scania), a 12s438
4. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 12s776
5. Beto Monteiro (Iveco), a 13s262
6. Renato Martins (Volkswagen), a 36s068
7. Regis Boessio (Volvo), a 39s700
8. Adalberto Jardim (Ford), a 53s205
9. Debora Rodrigues (Volkswagen), a 1min02s214
10. Witold Ramasauskas (MAN), a 1min03s270
11. Rodrigo Belinati (Volkswagen), a 1min03s703
12. Duda Bana (Volvo), a 1min04s359
13. Luiz Lopes (Iveco), a 1min32s658
14. Giuliano Losacco (Iveco), a 3 voltas

Não completaram

André Marques (Mercedes-Benz), a 5 voltas
Pedro Paulo (Mercedes-Benz), a 6 voltas
Danilo Dirani (Mercedes-Benz), a 9 voltas
Djalma Fogaça (Ford), a 10 voltas
Maikon Lauck (Mercedes-Benz), a 14 voltas

Melhor volta: Roberval Andrade, 1min41s721 (128,620 km/h)

Corrida 2
1. Felipe Giaffone (Volkswagen), 15 voltas em 26min16s985
2. Roberval Andrade (Scania), a 1s742
3. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 4s282
4. Beto Monteiro (Iveco), a 21s383
5. Renato Martins (Volkswagen), a 22s310
6. Djalma Fogaça (MAN), a 23s761
7. Adalberto Jardim (Ford), a 25s160
8. Rodrigo Belinati (Volkswagen), a 29s908
9. Regis Boessio (Volvo), a 37s265
10. Luiz Lopes (Iveco), a 1min15s932
11. Debora Rodrigues (Volkswagen), a 1min38s820
12. Witold Ramasauskas (MAN), a 3 voltas

Não completaram

Leandro Totti (Scania), a 12 voltas
André Marques (Mercedes-Benz), a 13 voltas
Duda Bana (Volvo), a 13 voltas
Giuliano Losacco (Iveco), a 15 voltas
Pedro Paulo (Mercedes-Benz), a 15 voltas
Danilo Dirani (Mercedes-Benz), a 15 voltas
Fabio Fogaça (Ford), a 15 voltas
Maikon Lauck (Mercedes-Benz), a 15 voltas

Melhor volta: Felipe Giaffone, 1min43s020 (126,526 km/h)

01 dezembro 2018

Wellington Cirino e André Marques largam entre os primeiros para a Grande Final

Dupla da Império Truck Racing vai em busca do título.  Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
A presença dos dois caminhões da Império Truck Racing em mais um Top Qualifying da Copa Truck é um sinal de que o time está entre os principais candidatos ao título. A tese se reforça com as análises dos pilotos Wellington Cirino e André Marques após garantirem a quarta e a sexta posição, respectivamente, no grid para a prova que será disputada neste domingo, a partir das 13hs.

“Não exatamente o que a gente esperava. A experiência a troca de setup não deu resultado ontem e, hoje, com o setup antigo, melhorou mas ainda não foi o que queríamos. Amanhã é outro dia e vamos pra cima para buscar o título”, comentou André Marques.

André Marques quer recuperar posições logo na largada. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
Wellington Cirino também estava insatisfeito com o resultado do classificatório, mesmo largando da segunda fila. O fim de semana do piloto paranaense não foi nada fácil na busca do melhor ajuste e na troca de algumas peças.

“Praticamente não andei durante o fim de semana. Vamos focar na resistência do caminhão para amanhã. Poderia ser melhor, mas ainda estamos em uma boa posição de largada para buscar ficar na frente da corrida”, avaliou.

Cirino aposta na resistência do caminhão para buscar o título. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
Seis pilotos disputam o título da Copa Truck 2018. André Marques é o líder da pontuação e Wellington Cirino é o quarto colocado. Roberval Andrade, Felipe Giaffone, Renato Martins e Giuliano Losacco são os demais concorrentes.

Como ficou o grid da Grande Final
1º - Danilo Dirani, MB, 1:40.601
2º - Felipe Giaffone, VW, 1:40.725
3º - Roberval Andrade, SCA, 1:40.837
4º - Wellington Cirino, MB, 1:41.060
5º - Leandro Totti, SCA, 1:41.357
6º - André Marques, MB, 1:41.953
7º - Beto Monteiro, IVE, 1:42.296
8º - Regis Boessio, VOL, 1:42.469
9º - Renato Martins, VW, 1:42.859
10º - Witold Ramasauskas, MAN, 1:43.571
11º - Giuliano Losacco, IVE, 1:43.768
12º - Djalma Fogaça, MAN, 1:44.025
13º - Fábio Fogaça, FOR, 1:44.139
14º - Rodrigo Belinati, VW, 1:44.332
15º - Debora Rodrigues, VW, 1:44.838
16º - Adalberto Jardim, FOR, 1:45.025
17º - Pedro Paulo, MB, 1:45.238
18º - Duda Bana, VOL, 1:45.511
19º - Luiz Lopes, IVE, 1:47.124
20º - Maikon Lauck, MB, 1:47.543

Dirani faz pole para Grande Final e finalistas largam embolados

Foto: Duda Bairros/Copa Truck
Danilo Dirani confirmou o bom momento na Copa Truck e garantiu neste sábado a pole-position para a Grande Final em Curitiba (PR). Fora da briga pelo título e desenvolvendo sua nova equipe, a PPD, o piloto da Mercedes-Benz conquistou a segunda posição de honra na temporada 2018, deixando para trás todos os candidatos ao campeonato.

Apesar da superioridade durante todo o fim de semana, a decisão do P1 não foi tão fácil assim: com o tempo de 1min40s601, Dirani superou o melhor finalista Felipe Giaffone por apenas 0s124. Falando nisso, quatro dos seis postulantes ao título disputaram a fase decisiva e sairão entre os oito melhores.

Roberval Andrade e Wellington Cirino dividem a segunda fila, enquanto André Marques sai logo atrás em sexto, ao lado de Leandro Totti. Os que ficaram de fora não sairão muito atrás: Renato Martins, que perdeu a vaga para o Top Qualifying por conta de excesso de fumaça, sai em nono, com Giuliano Losacco em 11º.

“O caminhão chegou aqui desde ontem virando rápido, a equipe fez um trabalho fantástico entre Curvelo agora. Liderei dois dos três treinos, fiz a pole nas duas classificações, sei que tenho que tenho um bom caminhão para a corrida e vamos ver amanhã. Estou de coringa no campeonato mas se depender de mim o campeão vai ter a faixa carimbada”, celebrou o pole Dirani.
Foto: Duda Bairros/Copa Truck

“Não deu para pegar o Dirani, ele estava um nível acima, mas foi importante ficar na frente principalmente dos outros finalistas”, analisou Giaffone. “Estava torcendo pela chuva, mas o caminhão está bem equilibrado para as corridas. Será uma briga de foice com o Giaffone e o Cirino, não tenho dúvidas”, destacou Roberval.

“A gente vai focar muito na resistência dos caminhões para amanhã. Tivemos treinos tumultuados mas estamos largando bem. Se tivessemos mais oportunidade dava para melhorar mais. Agora é focar em uma boa largada para manter ritmo forte do início ao fim. E durante a prova vamos trabalhar em equipe”, comentou Cirino.

“O treino não foi exatamente o que a gente esperava, testamos um acerto diferente que não deu certo. Amanhã não tem remédio, é ir para cima. Estamos largando da terceira fila e nada está perdido”, resumiu Marques, o líder do ranking.

A largada Grande Final da Copa Truck tem início às 13h e o SporTV2 transmitirá tudo ao vivo a partir das 12h30.

Confira o grid completo:

1. Danilo Dirani (Mercedes-Benz)
2. Felipe Giaffone (Volkswagen)
3. Roberval Andrade (Scania)
4. Wellington Cirino (Mercedes-Benz)
5. Leandro Totti (Scania)
6. André Marques (Mercedes-Benz)
7. Beto Monteiro (Iveco)
8. Regis Boessio (Volvo)
9. Renato Martins (Volkswagen)
10. Witold Ramasauskas (MAN)
11. Giuliano Losacco (Iveco)
12. Djalma Fogaça (MAN)
13. Fabio Fogaça (Ford)
14. Rodrigo Belinati (Volkswagen)
15. Debora Rodrigues (Volkswagen)
16. Adalberto Jardim (Ford)
17. Pedro Paulo (Mercedes-Benz)
18. Duda Bana (Volvo)
19. Luiz Lopes (Iveco)
20. Maikon Lauck (Mercedes-Benz)

Atrações extra-pista são os destaques da programação em Curitiba

Seguindo seu conceito de não ser apenas um campeonato de caminhões, mas também um evento para toda a família, a Copa Truck divulgou a lista de atrações extra-pista para a Grande Final, em Curitiba, que acontece nos dias 1 e 2 de dezembro.

Além da visitação no sábado para todos os detentores de ingressos, do boné exclusivo que todos que compraram ingressos retiram na entrada no domingo, a Copa Truck também levara ao público o Desafio dos Brutos (uma competição de arrancada entre pilotos do grid e seus caminhões), o Desfile dos Pilotos e o show de Motocross Freestyle com os campeões Jorge Negretti e Joaninha.

Para fechar a lista de atrações, a Arena Nação Truck foi pensada especialmente para oferecer entretenimento e diversão para toda a família. Desde brinquedos gigantes e atividades recreativas para a criançada a Praça de Alimentação com todos os tipos de comidas para quando bater aquela fome.

Confira abaixo a programação completa do fim de semana:

Domingo, 2 de dezembro
08h00: Warm Up – Mercedes-Benz Challenge
08h25: Warm Up – Copa Truck
09h00: Ação promocional Speed Truck
10h25: Mercedes-Benz Challenge – Corrida
11h30: Visitação aos boxes/Atrações de Pista
13h03: Copa Truck – Corrida 1
13h44: Copa Truck – Corrida 2

Ranking da Grande Final
1. André Marques, 128 pontos
2. Roberval Andrade, 126
3. Felipe Giaffone, 124
4. Wellington Cirino, 122
5. Renato Martins e Giuliano Losacco, 110

24 novembro 2018

Atrações extra-pista são os destaques da programação em Curitiba

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz
Seguindo seu conceito de não ser apenas um campeonato de caminhões, mas também um evento para toda a família, a Copa Truck divulgou a lista de atrações extra-pista para a Grande Final, em Curitiba, que acontece nos dias 1 e 2 de dezembro.

Além da visitação no sábado para todos os detentores de ingressos, do boné exclusivo que todos que compraram ingressos retiram na entrada no domingo, a Copa Truck também levara ao público o Desafio dos Brutos (uma competição de arrancada entre pilotos do grid e seus caminhões), o Desfile dos Pilotos e o show de Motocross Freestyle dos campeões Jorge Negretti e Joaninha.

Para fechar a lista de atrações, a Arena Nação Truck foi pensada especialmente para oferecer entretenimento e diversão para toda a família. Desde brinquedos gigantes e atividades recreativas para a criançada a Praça de Alimentação com várias opções de alimentos para quando bater aquela fome.

“Estamos preparando um grande show para o público de Curitiba, não será só as corridas. Queremos proporcionar a maior festa possível para fecharmos esta temporada de consolidação do evento com chave de ouro”, comenta Carlos Col, diretor geral da Mais Brasil, organizadora da Copa Truck.

Assim como vem acontecendo na maioria das etapas de 2018, a tomada de tempos de sábado da Copa Truck será exibida ao vivo a partir das 12h20 nas redes sociais da categoria; já as corridas do domingo terão início às 13h e o SporTV2 transmitirá tudo ao vivo.

As atividades de pista têm início na sexta-feira com os treinos livres; já a quinta-feira de preparação será reservada para ações sociais e uma sessão de autógrafos na Boca Maldita. Confira abaixo a programação completa do fim de semana:

Sexta-feira, 30 de novembro
12h00 – 12h30: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 1 CLA AMG Cup
12h35 – 13h05: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 1 C250 Cup
13h15 – 14h05: Copa Truck – Treino Livre 1
14h25 – 14h55: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 2 CLA AMG Cup
15h00 – 15h30: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 2 C250 Cup
15h40 – 16h30: Copa Truck – Treino Livre 2
16h50 – 17h30: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 3

Sábado, 1º de dezembro
08h50 – 09h40: Copa Truck – Treino Livre 3
10h10 – 10h40: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 4 CLA AMG Cup
10h50 – 11h20: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 4 C250 Cup
11h30 – 12h10: Mercedes-Benz Challenge – Treino Livre 5
12h20 – 13h20: Copa Truck – Classificação
13h30 – 13h50: Mercedes-Benz Challenge – Classificação CLA AMG Cup
13h55 – 14h15: Mercedes-Benz Challenge – Classificação C250 Cup
14h30: Ação promocional Speed Truck
15h30: Visitação aos boxes

Domingo, 2 de dezembro
08h00: Warm Up – Mercedes-Benz Challenge
08h25: Warm Up – Copa Truck
09h15: Ação promocional Speed Truck
10h50: Mercedes-Benz Challenge – Corrida
11h30: Visitação aos boxes/Atrações de Pista
13h03: Copa Truck – Corrida 1
13h46: Copa Truck – Corrida 2

20 novembro 2018

Copa Truck: Caminhões podem bater recorde de velocidade em Curitiba com mudanças nos restritores

Império Truck Racing parte para a decisão com força máxima


Grande Final terá os dois pilotos da Império Truck Racing. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
André Marques e Wellington Cirino estão prontos para a Grande Final da Copa Truck, no próximo dia 2 de dezembro, no Autódromo Internacional de Curitiba. O time chega credenciado como o único que tem dois pilotos campeões das copas regionais e uma das maiores pontuações individuais da temporada. Juntos, eles garantiram 16 pódios e 5 pole-positions  ao longo das oito etapas disputadas.

Engenheiro da AM MotorSport aposta em disputa mais acirrada em Curitiba. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
Na sede da equipe AM MotorSport/Império Truck Racing, o time de mecânicos faz os últimos ajustes sob a coordenação do engenheiro Franz Schmidt e do preparador Pipo Ferreira, de olho em uma situação que promete deixar ainda mais emocionante a decisão do campeonato. O regulamento prevê que os caminhões não utilizarão os restritores de turbina menores (70 mm a 78mm) que foram utilizados, respectivamente, pelos cinco primeiros colocados de cada etapa na etapa seguinte como forma de equalização.

“Como todos os caminhões estarão com o restritor de 80mm, a briga será boa. O time está todo empenhado em deixar os caminhões com o melhor ajuste possível, especialmente no quesito durabilidade, que é um dos pontos fortes da Mercedes-Benz. Estamos trabalhando para colocar os dois caminhões no pódio e brigar pelo título, respeitando muito o potencial dos nossos adversários”, disse Pipo Ferreira.

Preparador Pipo Ferreira vê equilíbrio entre os seis finalistas. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
“Os restritores iguais deixam a disputa muito competitiva. Os caminhões que andaram com restritores menores no decorrer da temporada, que é o nosso caso, a tendência é que se ganhe em retomada nas saídas de curvas, maior potência e melhor chegada no fim das retas, com mais velocidade”, ressalta Franz Schimidt, lembrando da longa reta do autódromo paranaense.

Além dos pilotos da Império Truck Racing, a Grande Final tem na briga pelo título Felipe Giaffone, Renato Martins, Roberval Andrade e Giuliano Losacco, que utiliza um caminhão Iveco e terá restritor de 85mm.

Marques e Cirino apostam na regularidade para chegar ao pódio da Grande Final. Crédito: RR Media/Rodrigo Ruiz
A equipe AM Motorsport/Império Truck Racing tem o patrocínio da Cerveja Império, Dopamina Energy Drink, e o apoio do Mercedes Club e Cresol. O time acelera os caminhões Mercedes-Benz Actros 2646.

Programação da Grande Final
Sexta-feira 30/11
13h15 – 1º Treino Livre – 50min
15h40 – 2º Treino Livre – 50 min

Sábado 01/12
08h50 – 3º Treino Livre – 50min
12h20 – Treino Classificatório

Domingo 02/12
08h20 – Warmup – 15min
13h05 – Largada Corrida 1
13h45 – Largada Corrida 2

28 outubro 2018

André Marques é campeão da Copa Truck Sudeste em Curvelo

Em decisão dramática diante de 14 mil pessoas, piloto da Mercedes-Benz conta com problemas do rival Roberval Andrade – que ainda perderia o terceiro lugar no campeonato para Renato Martins; fora da briga Felipe Giaffone vence as duas corridas.



Foto: Duda Bairros/Copa Truck
Evitando o temporal previsto para o início da tarde na região de Curvelo (MG), a Copa Truck entregou uma de suas etapas mais disputadas para as 14 mil pessoas que compareceram na manhã de domingo no Circuito dos Cristais. Além de duas corridas imprevisíveis, um novo campeão foi coroado nesta temporada: André Marques. Já as duas vitórias ficaram nas mãos de Felipe Giaffone.

Piloto mais consistente do ano, Marques chegou a Minas Gerais na vice-liderança da Copa Sudeste, seis pontos atrás de Roberval Andrade. Contudo, uma série de problemas envolvendo o rival o deixou em uma situação um pouco mais favorável, mas não menos tranquila, uma vez que um drive-through na primeira prova e uma perda de rendimento na segunda acenderam a luz de alerta nos boxes de sua equipe. “Foi pra lavar a alma!”, descreve. “É o que falo faz tempo, é muito trabalho, dedicação, esforço, tudo, e o resultado foi esse. Chegamos com problemas desde sexta no caminhão, ajustamos ontem e fizemos uma prova com a cabeça, controlando todos os parâmetros de segurança do caminhão. Tivemos uma regularidade exemplar. Um título já chegou e o outro está na mira”, completa.

No entanto, Roberval não estava no seu fim de semana: desclassificação por problemas de fumaça o jogaram para o fundo do grid; em seguida, um problema o fez ficar a maior parte da primeira corrida nos boxes. Por fim, na prova complementar, o piloto da Scania ficou preso em uma batalha com Débora Rodrigues pelo oitavo lugar. Quando se desvencilhou de Débora, no entanto, já era tarde demais. “Já larguei com problemas. Salvar esses oito pontos, no fim das contas, acabou sendo a salvação de um fim de semana difícil. O prejuízo foi pequeno perto do que poderia ter acontecido.”


Foto: Vanderley Soares/Copa Truck
Com um sétimo e um quarto lugares, Marques fechou a Copa com 59 pontos, enquanto Roberval ainda perderia o vice-campeonato para Renato Martins, o aniversariante do dia, que completou 60 anos com a última vaga para a final, marcada para dezembro em Curitiba. “Foi um presentão maravilhoso. Já tava pensando no terceiro, mas o vice foi melhor ainda! Agora vamos curtir!”

Alheio a tudo isso, Felipe Giaffone conseguiu reverter um fim de semana difícil, largando de 13º e transformando isso em duas vitórias, repetindo o feito de Buenos Aires ao ser o único piloto no ano a vencer as duas provas de uma etapa. Sem chance de campeonato, ele correu sem nenhuma pressão e isso acabou representado no resultado da etapa. “Foi legal demais. Juro que não esperava. Ontem tivemos problemas com fumaça, meu caminhão não estava muito bem acertado mas hoje acertei em cheio. A primeira corrida teve um pouco de sorte, mas a segunda foi bom demais”.

Com isso, estão classificados para a final os seguintes pilotos: Marques (128 pontos), Roberval (126), Giaffone (124), Wellington Cirino (122), Martins (110) e Giuliano Losacco (110). “Eu imagino e sonho com esse título Brasileiro. E vou lutar por ele com todas minhas forças”, afirma o líder Marques. “Fui campeão pela primeira vez em Curitiba e pretendo ganhar meu primeiro título da Truck lá”, destaca Roberval. “Vai ser apertado e teremos a certeza de um grande show. A Copa Truck merece”, completa Cirino.

A grande decisão da Copa Truck está marcada para o dia 2 de dezembro, em Curitiba (PR).



Classificados para a Grande Final:

1. André Marques, 128 pontos
2. Roberval Andrade, 126
3. Felipe Giaffone, 124
4. Wellington Cirino, 122
5. Giuliano Losacco, 110
6. Renato Martins, 110

Classificação final da Copa Sudeste:
1. André Marques, 59 pontos
2. Renato Martins, 51
3. Roberval Andrade, 48
4. Witold Ramasauskas, 46
5. Felipe Giaffone, 40
6. Luciano Burti, 34
7. Danilo Dirani, 32
8. Fabio Fogaça, 31
9. Rodrigo Belinati, 29
10. Wellington Cirino, 27
11. Debora Rodrigues, 27
12. Beto Monteiro, 24
13. Leandro Totti, 23
14. Adalberto Jardim, 22
15. Rogerio Castro, 20
16. Regis Boessio, 20
17. Alex Fabiano, 17
18. Luiz Lopes, 10
19. Duda Bana, 10
20. Pedro Paulo, 6
21. Giuliano Losacco, 0
22. Djalma Fogaça, 0

Resultado da corrida 1:
1. Felipe Giaffone (Volkswagen), 14 voltas em 25min55s067
2. Regis Boessio (Volvo), a 0s374
3. Danilo Dirani (Mercedes-Benz), a 5s708
4. Witold Ramasauskas (MAN), a 15s375
5. Beto Monteiro (Iveco), a 16s816
6. Renato Martins (Volkswagen), a 33s618
7. André Marques (Mercedes-Benz), a 34s400
8. Leandro Totti (Scania), a 34s911
9. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 38s736
10. Rodrigo Belinati (Volkswagen), a 40s718
11. Adalberto Jardim (Ford), a 55s380
12. Debora Rodrigues (Volkswagen), a 56s390
13. Duda Bana (Volvo), a 1min17s751
14. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 1 volta
15. Luiz Lopes (Iveco),a 1 volta

Não completaram:
Djalma Fogaça (MAN), a 7 voltas
Roberval Andrade (Scania), a 8 voltas
Giuliano Losacco (Iveco), a 11 voltas
Fabio Fogaça (Ford), a 11 voltas

Melhor volta: Danilo Dirani, 1min48s147

Resultado da corrida 2:
1. Felipe Giaffone (Volkswagen), 14 voltas em 25min47s603
2. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 0s772
3. Danilo Dirani (Mercedes-Benz), a 10s695
4. André Marques (Mercedes-Benz), a 13s342
5. Leandro Totti (Scania), a 14s174
6. Renato Martins (Volkswagen), a 34s195
7. Beto Monteiro (Iveco), a 34s850
8. Roberval Andrade (Scania), a 52s733
9. Debora Rodrigues (Volkswagne), a 54s679
10. Witold Ramasauskas (MAN), a 55s976
11. Luiz Lopes (Iveco), a 57s991
12. Fabio Fogaça (Ford), a 1min00s481
13. Duda Bana (Volvo), a 1min00s589
14. Rodrigo Belinati (Volkswagen), a 1 volta

Não completaram:
Adalberto Jardim (Ford), a 9 voltas
Regis Boessio (Volvo), a 12 voltas
Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 14 voltas
Djalma Fogaça (MAN), não largou
Giuliano Losacco (Iveco), não largou

Melhor volta: Felipe Giaffone, 1min47s705

25 agosto 2018

Cirino confirma favoritismo e crava a pole em Goiânia

Wellington Cirino liderou o segundo treino do dia em Goiânia (Foto: Duda Bairros)
Depois de liderar dois dos três treinos livres da Copa Truck em Goiânia, Wellington Cirino confirmou sua superioridade ao cravar a pole-position para a corrida do domingo, que decide a Copa Centro-Oeste e classifica mais três pilotos para a Grande Final de dezembro em Curitiba.

Mesmo com poucas chances de título na atual Copa, o paranaense da Mercedes-Benz segue firme na ideia de carimbar a faixa do campeão e deu mais um passo rumo a este objetivo ao registrar a marca de 1min47s982 na tomada de tempos realizada no início da tarde deste sábado.

“Minha tática quase não deu certo, pois o Felipe conseguiu abrir a volta no momento certo. É uma pena que meu companheiro, André Marques, teve problemas, pois dava para formar uma primeira fila. Agora vou trabalhar para vencer a corrida, que é meu objetivo principal”, comenta o pole.

Não muito longe dele, a 0s211, ficou Felipe Giaffone, que já começa com vantagem a disputa contra seus dois rivais mais próximos: André Marques, o sexto, e Roberval Andrade, o oitavo. “Este fim de semana vem sendo de altos e baixos. Havia dito antes do Top Qualifying que se tudo desse certo eu ficaria em segundo e correu tudo dentro das expectativas.

(Foto: Duda Bairros)
A grande surpresa da sessão foi a terceira posição de Danilo Dirani com o Mercedes-Benz da nova equipe PPD, andando constantemente entre os três primeiros durante toda a tomada de tempos. “Sabia que o caminhão era competitivo, mas ele estava muito tempo parado. Já na primeira corrida ficar entre os três tanto no Q1 quanto no Top Qualifying é incrivel e ser otimista não custa nada então por que não pensar em vitória?”, comenta.

Giuliano Losacco colocou o melhor Iveco na quarta colocação, enquanto Regis Boessio abre a terceira fila com o melhor Volvo do grid, saindo ao lado de André Marques, que abriu mão do Top Qualifying após apenas duas voltas. “Uma pena, tive problema no classificatório após o segundo tempo no Q1. A equipe estava confiante mas um problema hidráulico nos atrapalhou, mas esse problema não vai nos desanimar, não.”

A quarta fila inteira é da Scania, com Roberval Andrade saindo à frente do companheiro Leandro Totti, mas o time não está tão feliz com o resultado, uma vez que os dois, mesmo classificados, não correram o Top Qualifying. “Fizemos uma revisao preventiva a cada duas etapas e o caminhão não veio tão bom quanto tive nas outras etapas. Agora o motor pesou e deu problema, vamos ter de revisar tudo. Mas tiro como exemplo a etapa de Interlagos: a classificação pode ser ruim, mas a corrida pode ser boa. Dá pra tirar o prejuizo”, completa.

(Foto: Duda Bairros)
A Copa Truck tem largada marcada para as 13 horas deste domingo, com transmissão ao vivo do SporTV2. Antes, acontece a quinta etapa do Mercedes-Benz Challenge, às 10h30 pelo Bandsports. Confira o grid de largada completo:

1. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), 1min47s981
2. Felipe Giaffone (Volkswagen), 1min48s193
3. Danilo Dirani (Mercedes-Benz), 1min48s694
4. Giuliano Losacco (Iveco), 1min50s265
5. Regis Boessio (Volvo), 1min50s524
6. André Marques (Mercedes-Benz), 1min52s296
7. Roberval Andrade (Scania), sem tempo
8. Leandro Totti (Scania), sem tempo
9. Rogerio Castro (Volkswagen), 1min49s931
10. Beto Monteiro (Iveco), 1min50s041
11. Adalberto Jardim (Ford), 1min50s297
12. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), 1min50s430
13. Djalma Fogaça (MAN), 1min51s191
14. Fábio Fogaça (Ford), 1min51s270
15. Debora Rodrigues (Volkwagen), 1min51s441
16. Duda Bana (Volvo), 1min52s065
17. Luiz Lopes (Iveco), 1min52s517
18. Rodrigo Belinati (Volkswagen), 1min54s109
19. Alexandre Navarro (Mercedes-Benz), 1min56s662
20. Witold Ramasauskas (MAN), sem tempo



Muitas atrações para o público antes das corridas

Quem for ao autódromo no domingo, além das corridas, verá shows de Motocross Freestyle com Joaninha e a Equipe Negretti, de Drift com Vitor Jatobá, além do Desafio dos Brutos (uma arrancada envolvendo os pilotos do grid e seus caminhões) e diversas outras atrações na Arena Nação Truck, como um aulão de zumba, Praça de Alimentação, exposição de caminhões e brinquedos gigantes para as crianças.

Confira abaixo a programação completa para a etapa de Goiânia:

Domingo, 26 de agosto
08h00: Abertura dos Portões
08h00 – 08h20: CLA AMG e C250 – Warm Up
08h25 – 08h50: Copa Truck – Warm Up
09h00 – 09h50: Ação Promocional Speed Truck
10h33 – 11h21: CLA AMG e C250 – Corrida
11h30 – 12h20: Visitação aos Boxes/Shows de Motocross e Drift
12h25 – 12h35: Desfile dos Pilotos
13h05 – 13h30: Copa Truck – Corrida 1
13h46 – 14h11: Copa Truck – Corrida 2
 
Back To Top